segunda-feira, 29 de maio de 2017

Festa de lançamento do Flor do Maracujá

O Coquetel de lançamento da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás do Arraial Flor do Maracujá, que aconteceu no último sábado 27, na sede da Federação de Grupos Folclóricos – Federon na Cidade da Cultura (antigo Parque dos Tanques), foi coroada de sucesso.
O evento tinha como convidado especial a Imprensa de modo geral, que realmente compareceu com os principais canais de televisão que atuam em Rondônia como, Rede Amazônica (Globo), SiC News (Record), Allamanda (SBT), Meridonal (Band) e RedeTV/RO (RedeTV), além da equipe do programa “Vai Lá Sabido” e do jornal Diário da Amazônia (impresso) e alguns sites.

A direção da Federon decorou o especo de eventos de sua sede, com motivos juninos, enquanto alguns grupos filiados, apresentaram shows com itens que disputam em seus quesitos, no Flor do Maracujá como Casal de Noivo da Rádio Farol Cristiano e Lucélia, Rainha Larissa e seu par Caetano da JUABP e a Rainha da Rosas de Ouro Mirim Talita. Porta Estandarte Ana Célia do Corre Campo e Porta Estandarte do Boi Manhoso; Rainha do Folclore do Corre Campo Adriana Santos e Rainha do Folclore do mirim Brilhantinho e a Cunhã Poranga do Boi Corajoso do Município de Candeias do Jamari.

Fizeram parte da mesa, o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves; Superintendente da Sejucel Rodnei Paes; Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Velho Maurício Carvalho; Presidente da Funcultural Antônio Ocampo Fernandes; Secretário da Semdestur Júlio César o ex senador da república Expedito Júnior e o presidente da Federon Fernando Rocha.
Todos da mesa fizeram uso da palavra, porém, o discurso que mais se destacou foi o do prefeito, principalmente quando ele alertou os dirigentes dos grupos folclóricos, que não é admissível, uma festa como o Arraial Flor do Maracujá que está completando 36 anos de existência, continuar com o pires na mão, na porta dos gabinetes dos governantes. “Isso tem que acabar, vocês precisam sair da dependência do poder público, o Flor do Maracujá é um produto de grande potencial turístico e assim deve ser tratado. É preciso que vocês se organizem melhor, seria de bom alvitre que a Federon estudasse uma maneira de reduzir a quantidade de grupos. Trabalhem a qualidade do espetáculo e não a quantidade de apresentações”,disse o prefeito.

Hildon Chaves ainda lembrou que este ano a prefeitura conseguiu recursos junto a iniciativa privada. “Porém a Federon precisa aprender a andar com suas próprias pernas para não ficar dependendo de recursos públicos. Vocês precisam cobrar ingresso de R$ 5 e até R$ 10 e assim, manter os grupos. Se o governo entrar com recursos, você não podem cobrar ingresso. Pensem nessa possibilidade”.
O prefeito finalizou, dizendo que está encaminhando um Projeto à Câmara de Vereadores que caso seja aprovado, a Federon terá no máximo em dois anos, recursos fixos na média de 30 Mil mês. “Porém vocês não podem cruzar os braços, tem que ir a luta em busca de recursos inclusive no Ministério da Cultura” finalizou.
O Superintendente da Sejucel confirmou que a estrutura de som, arquibancada, tendas etc. do Flor do Maracujá 2017, já foi licitada e por isso está garantida. Lembrou ainda que o espaço do Parque dos Tanques foi repassado para a Sejucel pelo governo estadual e ali será implantado o Espaço Multi-eventos – Cidade da Cultura. “Ainda no governo de Confúcio Moura daremosinício à obra”, disse Rodnei.
Fernando Rocha presidente da Federon agradeceu a imprensa que compareceu em peso e as autoridades presentes “O que queremos, é mostrar que o movimento da Cultura Popular no quesito folclore, é forte e que nossa Federação, jamais cruzou os braços, sempre estamos buscando meios para fomentar nossos filiados. Porém senhor prefeito, o governo não pode ficar de fora de uma festa como é a do Flor do Maracujá, os recursos oficiais são necessários sim”, disse Fernando.
A festa foi encerrada com as apresentações folclóricas. 

Lenha na Fogueira - 30.05.17


Você sabia, que Porto Velho pode ganhar o título da cidade brasileira que abriga o maior festejo junino, ou como querem os nordestino de Campina Grande na Paraíba e Caruaru em Pernambuco “O Maior São João do Muno”?
**********
Nas duas cidades nordestinas, a festa acontece durante o mês de junho. É aí que Porto Velho entra na disputa.
**********
O que se classifica como Festa de São João ou Festa Junina nos dias de hoje, são eventos que promovem danças de quadrilhas, bois bumbas e outras como no Amazonas “cacetinho”, “pássaros” e tantas outras danças folclóricas.
*********
E por que Porto Velho está pleiteando o título de Cidade onde é realizado o maior São João ou Festas Juninas?
*********
Porque na capital de Rondônia os arraias juninos, começam no mês de maio e só terminam no mês de agosto.
*********
Aliás, começou no dia 26 deste mês, com o Arraial Flor de Cacto que vai até o dia 4 de junho. Depois começa o ArraiáLeste de 9 a 18 de junho; O Arraial da Amizade começa no dia 26 de junho e termina n o dia 2 de julho,
********
Aí chega o Flor do Maracujá que vai começar no dia 3 de julho para terminar no dia 16.
*********
A Liga dos Arraiais dá um tempo pra turma descansar do Flor do Maracujá, para no dia 21 de julho, abrir o Arraial “Comunidade no Sertão” no bairro Esperança da Comunidade. Esse vai até o final do mês.
**********
No início de agosto, as apresentações folclóricas, acontecerão no tradicional Arraial da AFA no bairro do Areal.
*********
Pra finalizar, tem a Semana do Folclore que vai começar no dia 20 de agosto e terminar no dia 27.
*********
São exatamente três meses de festa junina. Por isso estamos dizendo, que o São João de Porto Velho, pode ser considerado o Maior São João do Mundo.
**********
Por falar em Arraial, o Flor de Cacto está com tudo e não está prosa. Aliás, está muito prosa. Pois, apesar da direção do evento reclamar muito da Funcultural que não se responsabilizou pela contratação da arquibancada e camarote.
********
A Funcultural é uma das maiores apoiadoras do evento dirigido pelo Clodoaldo Negaça.
*********
A Funcultural está sim apoiando a realização do Flor de Cacto. O único item que ficou fora do apoio da Funcultural foi o da estrutura de arquibancada e camarote. Porém:
*********
Som, iluminação, banheiros químicos é tudo por conta da Funcultural. Portanto, não podemos concordar que a direção do Flor de Cacto abra o microfone, para pessoas desinformadas, falar mal da prefeitura/Funcultural.
*********
Ouvi dizer que a prefeitura não está nada satisfeita com a atitude dos coordenadores do Arraial da Zona Sul e se continuarem com os impropérios, podem até perder o apoio de som, iluminação e banheiros químicos.
*********
Enquanto isso, no Mercado Cultural, a Semdestur promoveu mais um “É São João no Mercado Cultural”. E colocou o boi Diamante Negro e as quadrilhas Rosa Divina e Matutos do Socialista, mais a Rainha da Federon pra dançar.
*********
Apesar da falta de compromisso da direção do Boi Diamante Negro para com a cultura do Boi Bumbá de Porto Velho, pois se apresentaram tocando músicas dos bois de Parintins.
********
Independente disso, a programação domingueira da Semdestur já pode se dizer que pegou. Domingo passado o Calçadão Manelão ficou literalmente lotado. Parabéns Cyani.
********
Hoje quem vai se apresentar no Arraial Flor de Cacto é a Junina Rosa Divina. A Rosa Divina participou da criação do Arraial do Caladinho ha 20 anos. É a única que se apresenta todos os anos. Valeu Roberto Matias!
********
E vem aí o Arraial Municipal! Dia 3 sábado. Agora em paz com os grupos folclóricos, a Funcultural vai contar com apresentações de quadrilhas e bois bumbás. 

sábado, 27 de maio de 2017

Lenha na Fogueira - 28.05.17

O Arraial For de Cacto começou na última sexta feira 26, e como até já está se tornando tradição, uma torrencial chuva caiu sobre a cidade até minutos antes da solenidade de abertura oficial do evento.
********
O nervosismo estava visível no semblante dos coordenadores do Arraial. A preocupação maior, era se, apesar da quantidade de areia que havia sido espalhada no espaço do Arraial, não se transformaria em lama, o que, com certeza, inviabilizaria o desenvolvimento das coreografias dos grupos folclóricos. Quando a chuvarada passou, a turma comandada pelo Clodoaldo Negaça pulou de satisfação, pois o terreno ficou praticamente sem nenhuma poça d'água e então, foi realizada a solenidade de abertura do 20º Arraial Flor de Cacto, com discursos inflamados, criticando a prefeitura e em especial, a direção da Funcultural por não terem colaborado com a contratação da estrutura de arquibancada. Depois o grupo Waitiku Mayakan se apresentou e tudo voltou ao normal e a festa foi até o amanhecer de sábado.
*******
Ontem começou o concurso que vai eleger o melhor grupo de quadrilha junina do Arraial Flor de Cacto 2017, a premiação ao primeiro colocado é de R$ 2 MIL Na realidade a direção do Flor de Cacto vai premiar até o sétimo colocado.
*******
Ontem quem dançou, foram os grupos Matutos do Guaporé e Matutos do Socialista, três jurados estão avaliando as apresentações nos seguintes quesitos:
*******
Animação e Evolução do Grupo; Coreografia e Evolução dos Passos; Casal de Noivos; Padre e Sacristão; Juiz e Escrivão; Guarda; Lampião e Maria Bonita; Marcador; Caçador; Seringueiro; Casal de Velho e Rainha Junina. A pontuação é de 8 a 10. O Regulamento não fala se a nota poderá ser fracionada.
*******
Neste domingo dia 28, quem vai se apresentar para o público e os jurados, é a Junina Girassol das Três Marias. O início da apresentação da Quadrilha do Bené, está marcado para as 22h30 – (dez e meia da noite). Depois o forró come no centro até a madrugada.
*******
Lembrando que o Arraial Flor de Cacto, está montado no Campo 1º de Maio no bairro Caladinho e a entrada é franca. Tem um detalhe, o espaço está muito bem compactado com areia, o que pode se dizer, não tem lama
*******
Hoje tem apresentações folclóricas no Calçadão Manelão pelo Projeto “É São João no Mercado Cultural”. As danças começam as 19 horas. Quatro grupos folclóricos estarão se apresentando: Boi Bumbá Diamante Negro, Boi Mirim Mancha Negra; Quadrilha Rosa Divina e Quadrilha Matutos do Socialista.
********
Com certeza a festa de hoje no Mercado Cultural vai ser muito boa, até porque, as Juninas Matutos do Socialista e Rosa Divina são consideradas como destaque entre os grupos que se apresentam no Flor do Maracujá.
*******
Por falar em “É São João no Mercado Cultural”! O bumbá Corre Campo atual campeão do Flor do Maracujá, mandou avisar, que em breve vai se apresentar no projeto da Semdestur. Dona Branca disse que o Gigante Sagrado da Amazônia Ocidental caso aconteça a disputa entre os grupos de bois bumbás no Flor, vai em busca do tri campeonato. Os contrários que se cuidem.
*******
Quem está com tudo e não está prosa, é a direção da Federon. A turma comandada pelo Fernando Rocha está deixando o espaço onde será montado o Arraial Flor do Maracujá este ano, na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques), um “brinco”, palmas para o Severino Castro.
*******

Quer falar comigo morena? Tô no É São João no Mercado Cultural”! Vai lá!

É São João no Mercado Cultural neste domingo


Se você gosta de música, dança e comidas típicas de qualidade, então a Prefeitura Municipal de Porto Velho convida você para o “É São João no Mercado Cultural” que acontecerá neste domingo (28) a partir das 19 horas, na travessa Manelão, na região central da cidade. A iniciativa visa fomentar o comércio e a cultura regional.
As atrações folclóricas ficam por conta dos grupos de boi bumbá mirim Mancha Negra e adulto com os artistas do Diamante Negro, quadrilha junina da Rosa Divina e do Bairro Socialista, apresentação da rainha junina campeã de 2016 da Federação de Quadrilhas de Rondônia e corpo de dança Aimée. A música fica por conta do cantor sertanejo Elly Lima.

O Circuito Junino 2017 começou no último domingo (21) e prossegue com a programação até 22 de agosto, data em que se comemora o dia do folclore brasileiro. Segundo Júlio César Siqueira, titular da Subsecretaria Municipal da Indústria, Comércio, Trabalho e Turismo (Semdestur), a intenção do evento é promover o turismo atraindo cada vez mais pessoas para frequentar o Mercado Cultural.

Outro ponto positivo é para o comércio local, com venda de comidas típicas e artigos produzidos pelos grupos folclóricos. Toda renda adquirida será destinada para compra de alegorias e fantasias que são utilizadas nas apresentações.

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Lenha na Fogueira - 27.05.17


A Cidade da Cultura ta ficando bonita
Apesar do Arraial Flor do Maracujá estar marcado para começar, somente no dia 3 de julho, portanto ha mais de um mês. Os folcloristas da diretoria da Federon estão preparando a Cidade da Cultura, antigo Parque dos Tanques, como se o evento fosse começar na próxima semana.
********
Com o apoio irrestrito da prefeitura municipal de Porto Velho, o local onde o Arraial será montado, está recebendo um tratamento de primeira. As máquinas da prefeitura estão lá dentro, assim como uma equipe de trabalhadores capinam ou promovem a limpeza do local.
********
O pessoal dos grupos folclóricos também participam da limpeza, é o verdeiro mutirão. Hoje, a imprensa e as autoridades que prestigiarem o coquetel de lançamento do Flor do Maracujá 2017, vão poder observar, que a Cidade da Cultura tá recebendo tratamento vip, para receber o publico durante o Arraial Flor do Maracujá, que está programado para começar no dia 3 de julho, com o show do Fala Mansa.
*******
O legal, é que após os entreveros entre a diretoria da Federon e a Presidência da Funcultural, os ânimos voltaram a normalidade, tanto que a Funcultural está de mãos dadas com a Federon na coordenação da festa de hoje, inclusive disponibilizou um veículo (carro), para ajudar na entregue dos convites. É isso aí presidente Ocampo!
********
Com certeza na noites de hoje, vamos assistir apresentações de alguns itens de grupos de bois bumbás e grupos de quadrilhas, mostrando que a união voltou a reinar entre os grupos folclóricos. Digo voltou, porque alguns dirigentes, andaram tentando “melar” a festa, o que não vingou.
*******
Sem esquecer que hoje também, começa pra valer, o Fórum Municipal que vai discutir Politicas Públicas para a Cultura Sustentável.
*******
Aí meu amigo Bomba pergunta, o que é cultura sustentável? É aquela na qual os produtores, não ficam esperando apenas pelos recursos públicos. Na Cultura Sustentável o produtor tem que correr atrás de patrocínio. Isso faz com que o dinheiro público seja apenas o complemento para arrematar as necessidades da produção! Não sei se deu pra entender, é por aí.
*******
O Fórum está acontecendo desde ontem, no teatro Banzeiros e espero que os colegas de todas as Setoriais da Cultura marquem presença. É muito importante essa discussão. Além disso, na tarde de hoje, será formado O Conselho de Cultura formado não, serão eleitos aquele que farão parte do Conselho de Cultura os chamados Conselheiros e seus suplentes. Outra, também deve ser eleito o Delegado da Cultura de Porto velho, esse Delegado será o representante do município nos encontros promovidos pelo governo estadual.
*******
Infelizmente estarei trabalhando durante a manhã de hoje e assim, não tenho como participar do fórum em sua totalidade. A tarde marcarei presença.
*******
Outro evento que vai concentrar muita gente ligado na cultura popular, é o início do Concurso de Quadrilha Junina do Arraial Flor de Cacto.
*******
Quem se apresenta na noite de hoje no Flor de Cacto são as Quadrilhas, Junina Matutos do Guaporé as 21h30 e a Junina Matutos do Socialista as 22h30.
*******

A prioridade, é o Coquetel de Lançamento do Flor do Maracujá, hoje a noite na Cidade da Cultura!

Federon apresenta programação do Maracujá hoje


A Federação de Grupos Folclóricos de Rondônia - Federon, vai apresentar na noite deste sábado 27, em sua sede, na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques), durante coquetel oferecido a imprensa de modo geral, autoridades constituídas, patrocinadores e dirigentes de grupos folclóricos, a programação da XXXVI Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.
A direção da Federon trabalhou durante toda a semana, na decoração da sede da entidade, para receber os convidados na noite deste sábado. “Vamos mostra através de apresentações de personagens de alguns dos nossos grupos, o potencial cultural que é o Flor do Maracujá, aliás não só cultural mas, social e turístico”, disse o presidente Fernando Rocha. O Flor do Maracujá deste ano, vai começar no dia 3 de julho com o show do grupos de forró pé de serra “Fala Mansa”. “Em virtude desse show, o Arraial pela primeira vez, terá 14 dias, ou seja, dois dias a mais de festa. Isso beneficia principalmente os proprietários de Barracas/Restaurante, Ambulantes vendedores de pipoca, banana frita, churros, sorvetes, algodão doce e os donos das barracas que comercializam exclusivamente comidas típicas regionais e é claro o público que terá mais dois dias para se divertir”, lembrou o diretor financeiro Severino Castro.
Venda de Barracas
A partir de segunda feira dia 29, os interessados em locar espaço, para montar suas barracas no Flor do Maracujá, devem ir até a sede da Federon na Cidade da Cultura, retirar o boleto com o valor do espaço, depositar na Conta da Federon e só através da comprovação do recolhimento da taxa, é que o espaço será liberado. Segundo a coordenação da venda dos espaços, este ano serão disponibilizados:
04 vendedores de Algodão Doce; 30 Ambulantes; 04 vendedores de Balão a Gás; 05 Pontos de venda de Cerveja Suja; 20 Barracas 3 X 3; 05 Carrinhos de Venda de Bombons; 03 Pontos de vendas de Bijouterias7Brinquedos; 02 pontos de venda de Capeta; 10 espaços Publicitários; 06 Pastelaria 10 X 10; 02 Pescaria; 14 Restaurantes e o Parque de Diversão.


Programação das apresentações


A programação com a ordem das apresentações, será entregue durante o coquetel de hoje, em especial aos repórteres e diretores de órgãos da imprensa que estiverem presente. “De antemão, podemos garantir que o Flor do Maracujá 2017 vai começar no dia 3 de julho, com o show do Fala Mansa, dia 4, realizaremos o Concurso de Rainhas e Noivos. Os vencedores desses concurso, representarão o estado de Rondônia nos concursos nacionais que acontecem sobre a coordenação da Confederação Brasileira de Quadrilhas – COFEBRAQ. Nos dias 5 e 6 vai acontecer o concurso “Eliminatória” entre os grupos de Quadrilhas Mirins e Adultos; dois grupos de cada categoria, ganham o direito de se apresentar entre os do Grupo Especial, no Flor do ano de 2018. Sexta feira dia 7 de julho, começa pra valer o Concurso da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbá que deve durar até o sábado dia 15 de julho. O encerramento do Arraial será domingo dia 16 de julho, com a premiação e apresentação dos vencedores do Flor do Maracujá 2017”, informa o diretor de comunicação Sílvio Santos.


Serviço


O que - Coquetel de Lançamento da 36º Arraial Flor do Maracujá


Local – Cidade da Cultura (Parque dos Tanques)


Hora – 19 Horas.


Público – Imprensa e convidados especiais



Autoridades que confirmaram presença – Prefeito de Porto Velho, Presidente da Assembléia, Dr. Héverton Aguiar do MP; Rodnei Paes da Sejucel; Ocampo fernandes da Funculrtural, Secretário Julio César da Semdestur entre outras.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Lenha na Fogueira - 26.05.17


Olha só que coisa bacana (até que enfim)! A prefeitura de Porto Velho através da Funcultural realiza a partir de hoje, o 1º Fórum Municipal de Cultura que tem como tema central “Politicas Públicas para a Cultura Sustentável”.
********
O evento vai acontecer no Teatro Banzeiros,com abertura marcada para as 19 horas desta sexta feira 26. Na noite de hoje será feito o credenciamento dos interessados em participar e logo depois, a Orquestra do Colégio Vicente Rondon se apresenta, executando o Hino do Município e o Hino de Rondônia e mais cinco músicas.
********
A seguir haverá apresentações de Capoeira, Umbanda, Afoxè e show de MPB com músicos convidados para o momento (ninguém falou em cachê. Pelo visto, é tudo na nase da colaboração, pois a Funcultural não tem recurso nem pra comprar uma bala).
********
O bicho vai pegar de verdade, é a partir das 8 horas de amanhã sábado dia 27. Com a presença do representante do Ministério da Cultura para a região Norte Alberdan Silva e da presidente da Fundação Elias Mansur de Rio Branco Acre Carlas Martins. Os dois vão discorrer sobre o Sistema Nacional de Cultura e sobre a importância do Conselho Municipal de Cultura.
*******
Mais uma vez, temos que lembrar, que este não será o primeiro Fórum, pois o próprio Judilson que está a frente da programação do evento que começa hoje, foi o responsável pela implantação do Sistema Municipal de Cultura e formação do Conselho durante Fórum que aconteceu no auditório do Instituto de Educação Carmela Dutra durante o qual fui eleito junto com ele (Judilson) Delegado Municipal escalado para representar Porto Velho na Conferencia Estadual de Cultura que aconteceu em Cacoal. Lembra disso “gordinho”?
*******
Aliás, a presidente do Conselho Municipal de Cultura do município de Porto Velho era ou ainda é a Golda Barros, que se mudou para Guajará Mirim e ninguém mais se interessou pela entidade. O certo é que tanto o Conselho como as Setoriais pararam de funcionar.
********
Ha alguns dias, o Gordinho Judilson recebeu do Ocampo a missão de reativar as Setoriais de Cultura e o Conselho, fato que começa a se desenhar positivamente a partir da noite de hoje.
*******
É de vital importância que todos de todos os segmentos culturais, participem desse Fórum, pois, além de se discutir políticas públicas parta a cultura sustentável, serão eleitos os novos Conselheiros.
*******
Somente com o Conselho de Cultura funcionando, o prefeito pode autorizar a Fazenda Municipal, depositar os valores no Fundo de Cultura. Sem o Conselho o Fundo de Cultura não pode existir.
*******
A pauta do Fórum é a seguinte: Sábado dia 27, Das 08 as 10 horas Os grupos de trabalho vão debater sobre o 4 eixos.
********
Das 10h30 as 12 horas – Formação de Grupos para discussão de planos de cultura de cada Setorial. Das 12 as 14 horas intervalo para almoço.
*******
Das 14 as 16 horas - Formação dos grupos por Setorial para elaboração das propostas por setorial. Apresentação das propostas para formação do documento final.
********
Das 18 as 19 horas, Coquetel de encerramento e atração cultural com o show “Mano (in) Saturo” com o músico Marco Biesek e lançamento do CD Café.
*******
Então meus amigos, de todas as Setoriais da Cultura no município de Porto Velho. A pedida de hoje e amanhã é o Fórum Municipal de Cultura que vai acontecer no Teatro Banzeiros com a abertura marcada para as 19 horas desta sexta feira.
*******
Pra não ficar só no Fórum, lembramos que hoje começa o segundo maior Arraial Junino de Porto Velho o Flor de Cacto. O Negaça convida todos de todos os segmentos culturais, para após o coquetel de abertura do Fórum, irem até a Zona Sul apreciar apresentações dos grupos folclóricos.


Arraial Flor de Cacto começa nesta sexta feira

Grupo Waitiku Mayakan abre o Flor de Cacto

 A XX edição do Arraial Flor de Cacto começa nesta sexta feira 26, no Campo 1º de Maio no bairro Caladinho em Porto Velho.
Após algumas dificuldades enfrentadas pela diretoria da Associação que coordena o Arraial da Zona Sul. “Infelizmente a Funcultural não atendeu nossa solicitação no que diz respeito à contratação de arquibancadas e com isso, tivemos que ir até a cidade de Cacoal contratar por nossa conta”, disse o presidente Clodoaldo Negaça.
História do Flor de Cacto
Há vinte anos, o vereador Rubão Matias que até hoje reside no Birro Caladinho, junto com seu colega vereador Rubinho Luz criaram o Projeto “Arraial Flor de Cacto” cujo principal objetivo, era e continua sendo, proporcionar a cultura popular das danças de Quadrilhas e Bois Bumbás aos moradores do bairro Caladinho e demais bairros da Zona Sul.
O Arraial já nasceu com pompa de grande evento, montado no Campo de Futebol 1º de Maio. Enquanto Rubão e Rubinho permaneceram vereador o Arraial contou com o apoio da prefeitura de Porto Velho. Os dois acharam de deixar a política não mais participando de eleição partidária e passaram a coordenação do evento, para a Associação dos Moradores do Bairro Caladinho e aí o Flor do Cacto conseguiu se manter no mesmo nível, com a direção do Barreto.
Com o tempo o Flor de Cacto ganhou o status de segundo maior Arraial Junino de Porto Velho (perdendo apenas para o Flor do Maracujá), fato que permanece até os dias de hoje. Durante alguns anos, a Federon realizou o Concurso de Eliminatórias no Flor de Cacto, ali também algumas vezes foram realizados os concursos das Rainhas de Quadrilhas juninas.

O Flor de Cacto chega a sua 20ª edição, sob a presidência do engenheiro civil Clodoaldo Negaça e volta a realizar concurso entre os grupos de quadrilhas.
A solenidade de abertura do Flor de Cacto na noite de hoje 26, começa às 20 horas, com a presença de autoridades constituídas, patrocinadores e representantes dos grupos folclóricos. Após os discursos de praxe, a coordenação convidou para se apresentar na arena do Campo 1º de Maio a partir das 21 horas, os grupos de dança de toada de boi Watiku Mayakan e Cia. Yaporanga.
A galera também terá a oportunidade de dançar após as apresentações dos grupos folclóricos, sob o som da Banda de Forró Café Com Leite que vai tocar até as duas horas da madrugada.

PROGRAMAÇÃO GERAL

Sábado 27 - Matutos do Guaporé e Matutos do Socialista.
Domingo 28 - Girassol das Três Marias
Segunda feira 29 - Forte Príncipe
Terça feira 30 - Rosa Divina
Quarta feira 31 - Nova Estação
Quinta feira 1º de junho – Junina Coração Dourado (convidada) e
A Roça é Nossa;
Sexta feira 02 de junho - JUABP e Mocidade Junina
Sábado dia 3 de junho - Flor da Primavera e a Rádio Farol adulta
Domingo dia 4 de junho - Rádio Farol Mirim e Mocidade de Humaitá (convidadas especiais) encerram a 20ª edição do Arraial Flor de Cacto.


quarta-feira, 24 de maio de 2017

Lenha na Fogueira - 26.05.17


Sinceramente, eu não queria estar na pele do prefeito e nem do Ocampo, na manhã de ontem. Durante um programa na rádio FM Rio Madeira 105,9 o que eles levaram de “cacetada” dos ouvintes, que participavam ao vivo via telefone, não está escrito em nenhum gibi!
********
Tudo por conta da falta de apoio a realização do Arraial Flor de Cacto, cuja 20ª edição, começa nesta sexta feira dia 26. Acontece, que, segundo as denúncias, a direção do evento não conseguiu nenhum apoio da prefeitura de Porto Velho, leia-se Funcultural no sentido da contratação da estrutura de arquibancada para o Flor de Cacto.
********
Alguns participantes do programa, se disseram membros da diretoria da Associação que coordena o Arraial do Caladinho e afirmaram com todas as letras, que, graças a uma cota em dinheiro vivo, realizada entre os membros da diretoria, o presidente Clodoaldo Negava conseguiu contratar as arquibancadas. “Não será por falta de arquibancada que o nosso arraial vai deixar de ser realizado”, bradou o entrevistado.
*******
A queimação sobre o Ocampo durou praticamente o programa todo. Estive conversando com o Negaça sábado passado dia 20 e ele desabafou toda sua indignação com a falta de consideração dos dirigentes da Funcultural para com os organizadores do Arraial Flor de Cacto. “Pode colocar na tua coluna que estou indignado com a atitude do presidente da Funcultural que não moveu uma palha em prol do nosso evento e ainda veio propor, que eu diminuísse os dias da realização do Arraial de 10 para 5 dias. Ele está ali para nos representar, defender os segmentos culturais e não para querer acabar com nossos eventos”, desabafou Clodoaldo Negaça.
********
Será que depois dessa, algum membro da Funcultural vai aparecer na abertura da 20ª edição do Arraial Flor de Cacto amanhã a noite?
********


Enquanto isso, a equipe da Funcultural estava mesmo era preocupada em limpar a praça da Madeira Mamoré. Meu amigo Cleverson Santana o Buchada, deu um duro danado limpando os vagões do trem e ainda colocou tudo em fileira com a frente para Santo Antônio. O prefeito Hildon Chaves quando viu o trabalho realizado, demorou a acreditar que aquilo tudo, tinha sido feito por praticamente uma pessoa, o Buchcada. Valeu Cleverson Santana, mamãe Rosilda deve estar feliz junto com o Baiano “Caveira de Cachorro”.
*******
Já que entramos no assunto organização. No próximo sábado, ou seja, depois de amanhã dia 27, a Federação de Grupos Folclóricos – FEDERON vai oferecer coquetel a imprensa de Porto Velho, para apresentar em primeira mão, toda a programação da XXXVI Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que vai acontecer no Arraial Flor do Maracujá entre os dias 03 e 16 de julho vindouro.
*******
Toda a imprensa local, autoridades, patrocinadores e dirigentes de grupos folclóricos são convidados para a festa dos folcloristas, que vai contar com apresentações de grupos de quadrilhas e bois bumbás. O coquetel será servido a noite, na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques), apenas para convidados especiais. Severino Castro está comandando a equipe que vai atuar durante a festa.
*******
A festa da CULTURA do Soja, Feijão, Milho, Arroz e outros grãos além do Boi de abate e leiteiro e outras CULTURAS que realmente fazem do estado de Rondônia um dos maiores na Agro Indústria nacional, está acontecendo em Ji Paraná é a nossa Rondônia Rural Show.
*******
Desinformado é quem pensa que o governo de Rondônia não investe em CULTURA; Taí a Feira da Cultura do Agro Negócio fomentando o bolso dos banqueiros.
*******

Já a CULTURA literária, folclórica e outros segmentos, tá mais desprezada que “puta” do famoso Navio Satélite!

Alunos da Som na Leste no Palácio Tancredo Neves


Servidores da prefeitura de Porto Velho lotados no palácio Tancredo Neves, sede da administração municipal, foram recebidos na manhã desta terça-feira (23) com apresentação de variado repertório de música instrumental, numa mistura de ritmos entre regional, popular, clássico, voz e instrumental, por alunos da Escola de Música Som na Leste. O prefeito dr Hildon Chaves assistiu à performance e elogiou muito a iniciativa e também a qualidade musical dos alunos.
A ação foi executada por professores e alunos, dentro do projeto Manhã Musical, explicou Liocélio Soares dos Santos, diretor da Som na Leste. “A proposta é divulgar o trabalho da escola, o desempenho dos alunos e a qualidade dos músicos formados pelas três escolas de Porto Velho”.
Além da Som na Leste, também participam do projeto as escolas Jorge Andrade, do bairro Liberdade, e a Francisco dos Santos Laio, ambas municipais e cujos nomes homenageiam dois grandes músicos e cantores de diferentes épocas de Porto Velho, Jorge e Laio.
No começo, as apresentações eram pilotos, no final de 2016. A partir de agora, fazem parte da agenda das escolas, “acontecendo sempre de surpresa, como já ocorreu na Semed, na Semes e na Funcedur e, agora, na sede da prefeitura”.

Com duração um pouco maior que meia hora, a atração foi executada por seis alunos novos e veteranos com mais de três anos de aprendizado, orientados pelos professores Eduardo Barros (violino), Rômulo Oliveira (guitarra), Juliermes Nascimento (saxofone), André Ribeiro (bateria) e Rafael Silva (guitarra e violão). O projeto ocorre sempre no início da manhã.

Diplomatas empossa nova diretoria no próximo domingo


A Escola de Samba Os Diplomatas, realizará neste domingo, 28, uma assembleia geral extraordinária para eleição da nova diretoria executiva para o triênio 2017/2019, em um mesmo momento, acontecerá a cerimônia de posse do novo presidente Engenheiro Civil Jair Monteiro Silva de Souza, da vice-presidente Administradora Naiara Raquel Silva Carneiro e demais membros da diretoria executiva que estarão a frente da escola neste triênio. A solenidade acontecerá às 09h00min horas, na Avenida 7 de setembro, nº 2001, Bairro Nossa Senhora das Graças, conforme edital de convocação.
A história do novo presidente começa como sambista da Diplomatas com incetivo do saudoso Leônidas O’Carol Chester, um dos fundadores da escola e seu pai adotivo e de sua mãe a professora Alda Silva.Jair Monteiro, Engenheiro Civil, servidor público, músico, foi presente em grupos de pagodes e rodas de samba, compositor e intérprete de sambas de enredo e já participou de vários concursos em parceria com Carlinhos Maracanã.
Na escola de samba, você se envolve de perto e quando você acompanha o trabalho da comunidade não tem como não se apaixonar”, disse Jair.
Naiara Raquel, sua vice-presidente, atua como Supervisora em uma empresa privada e é afilhada de Leônidas. “É difícil explicar em palavras o sentimento que tenho pela minha escola. Acredito que não há lógica, é só amor”, disse Naiara.
A nova diretoria

O novo presidente Jair e vice-presidente Naiara Raquel, complementam sua diretoria executiva e será dada a posse aos seguintes cargos: Mario Filho, diretor Financeiro, João Carlos Fernandes Alves, (maracanã) diretor de Relações Públicas, Alda Soares Melo, diretora de Comunicação Social, Edson José Corbin Caula, diretor de Patrimônio, Cezinha, diretor Administrativo, Thiago Caula, Maria Cristina e Morgan Tavares da Silva, Conselho Fiscal.

terça-feira, 23 de maio de 2017

Lenha na Fogueira 24.05.17


Dessa vez é pra valer, os folcloristas bateram o martelo e o Arraial Flor do Maracujá vai acontecer entre o dia 3 e 16 de JULHO.
*******
A vontade da diretoria da Federon era iniciar a festa no dia 21 de junho, porém, a demora para se conseguir patrocínio financeiro para os grupos se aprontarem, fez com que a direção da Federação transferisse com o apoio da maioria absoluta dos filiados o início da Arraial para o dia 3 de julho.
*******
Ha algumas semanas, aproveitando o gancho do presidente Fernando Rocha, sugerimos neste espaço, que o Flor do Maracujá iniciasse no dia 1º de julho. Acontece que entrou na parada a solicitação da Funculural para a realização do show do Grupo Fala Mansa e esse grupo, só tem disponível, a data de 3 de julho para vir a Porto Velho.
*******
De qualquer maneira, se o Arraial começasse no dia 21 de junho, terminaria no 3 de julho com o show do grupo paulista. Agora ao em vez de encerrar, o Fala Mansa vai iniciar o Arraial.
*******
Com isso, ganha o público e em especial os barraqueiros que terão mais dois dias de bônus. Já que o Flor do Maracujá só vai terminar pra valer no dia 16 de julho.
*******
E não adianta virem pra cá, cobrar que o Flor do Maracujá está sendo realizado Fora de Época, que nós da Cultura Popular, não vamos aceitar. Sabe por que?
*******
Porque são os dirigentes de grupos que sabem onde o sapato aperta, em se tratando de montar um espetáculo no estilo dos apresentados pelos nossos grupos folclóricos. Se por acaso não se conseguisse recursos para os grupos, a Federon começaria a festa no dia 21 de junho, sabem por que?
*******
Porque não haveria competição e os grupos iriam se apresentar com as indumentárias que se apresentaram no ano passado.
*******
Vale salientar, que o Arraial Flor do Maracujá só passou a ser de responsabilidade da Federon em 2014, justamente no ano da cheia histórica do Rio Madeira.
*******
Vale lembrar que antes, o governo repassava recursos para os grupos se aprontarem, coisa que desde de 2012 não acontece. Hoje o governo do estado coloca apenas a estrutura de arquibancada, sonorização e iluminação.
*******
Vale salientar, que ano passado, Prefeitura disponibilizou para os grupos investirem em seus temas, mais de 500 Mil e este ano, por ser o primeiro ano da nova administração municipal e a Funcultural contar com um orçamento menor que Hum Milhão para ser mais preciso R$ 800 Mil, para promover a cultura durante o ano todo, ficou inviável o repasse aos grupos.
*******
Levando-se em consideração, que mesmo assim, o prefeito conseguiu patrocínio junto a empresas privadas, para que os grupos invistam em suas fantasias e alegorias e que esses recursos ainda não foram repassados.
*******
E mais, para montar um tema para apresentar no Flor do Maracujá o grupo precisa de no mínimo 30 dias, por isso a Federon deu mais 15 dias ao começar o evento só no dia 3 de julho.
*******
Mesmo assim, no próximo sábado dia 27 (agora) a Federon vai oferecer coquetel a imprensa, autoridades, patrocinadores e convidados especial de lançamento do Arraial Flor do Maracujá 2017.
*******

Agora é pra valer, o Arraial Flor do Maracujá vai começar no dia 3 de julho de 2017!

Chá Literário é promovido por biblioteca do Sesc

Com o objetivo fomentar, divulgar e impulsionar a apreciação pela literatura, obras, escritores, autores e poetas, o Sistema Fecomércio através do Sesc irá promover no dia 25 de maio, a partir das 16 h, na biblioteca do Sesc Centro, a primeira edição de um encontro bibliográfico, o Chá Literário, que conta com a participação do Professor Famir Apontes, que irá trabalhar a temática “A influência do Padre Antônio Vieira na constituição do pensamento contemporâneo”.
No Chá Literário os participantes poderão conhecer e debater assuntos como: pensamento barroco, baseado nas transformações sociais oriundas das manifestações artístico-literárias que tiveram sua ebulição nos anos de 1600 e 1700. Discutirão a visão do Padre Antônio Vieira e como esta temática é passada ao longo dos anos e sua influência no mundo contemporâneo. O Professor Famir Apontes, Possui graduação em Letras - Português/Inglês e suas respectivas Literaturas pela Universidade Federal de Rondônia (1991) e Mestrado em Linguística pela Fundação Universidade Federal de Rondônia (2005). Atualmente é professor de Língua Portuguesa e Literatura e Coordenador do NEABI do Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia de Rondônia - IFRO, Campus Porto Velho.

O Chá literário é uma ação do projeto Sesc Apresenta – Literatura em parceria com a biblioteca do Sesc Centro, com intuito de promover a literatura e promover o gosto pela leitura. A unidade que é localizada na av. Presidente Dutra, centro de Porto Velho, possui aproximadamente um acervo de 8 mil títulos, além de revistas, gibis e jornais impressos para consulta local e empréstimos. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 8h às 17h. “Temos hoje em Rondônia uma biblioteca fixa, duas unidades móveis e salas de leitura no Sesc Escola e unidades do Sesc Ler no interior do estado, nelas são desenvolvidas ações para todas as idades, a fim de incentivar a leitura, educação e a formação literária da população” explica Raniery Araújo Coelho, presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac-IFPE.

Fala Mansa abre Flor Maracujá dia 3 de julho


A XXXVI Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá, de acordo com decisão dos dirigentes dos grupos folclóricos filiados a Federon, tomada na noite da última segunda feira 22, vai começar no dia 3 de julho uma segunda feira, com o show do grupo de Forró Pé de Serra Fala Mansa de São Paulo.
A data de abertura do Arraial, antes prevista para o dia 21, foi trocada em virtude do processo burocrático que atrasou o repasse de recursos para os grupos investirem em suas indumentárias, alegorias e adereços. “Já havíamos anunciado que, só começaríamos o Flor do Maracujá no dia 21 de junho, caso não conseguíssemos recursos para repassar aos grupos” disse o presidente da Federon Fernando Rocha prosseguindo “Graças a intervenção do Dr. Hérverton Aguiar o prefeito de Porto Velho junto com o Expedito Júnior, conseguiram junto a empresários algum recurso, para os grupos. Não é o realmente necessário para que os grupos realizem apresentações espetaculosas, mas, já é uma ajuda”, complementou.


Fala Mansa


O Grupo Fala Mansa não é uma promoção da Federação dos Grupos Folclóricos de Rondônia – Federon é um show de responsabilidade da Funcultural que segundo o Judilson Dias, foi conseguido junto ao Ministério do Turismo, com uma contra partida irrisória do município. “Apenas solicitamos à direção da Federon para realizar o show no Arraial Flor do Maracujá o que foi possível”. Como a data que o grupo paulista tem dentro do Projeto do MinTur é o dia 3 de julho, os folcloristas na discussão da nova data, concordaram em abrir o Arraial no dia 3.


Programação


De acordo coma decisão da maioria dos dirigentes de grupos folclóricos a programação 2017 do Arraial Flor do Maracujá em sua primeira semana é a seguinte:


Dia 27 de maio – Coquetel para imprensa e convidados – Lançamento do Flor do Maracujá 2017
Dia 03 de julho - show com o grupo Fala Mansa
Dia 04 de julho – Concurso “Rainhas da Federon” - Adulta, mirim e da diversidade (As vencedora irão representar Rondônia nos concursos nacionais)
Dia 05 de julho – Início das Eliminatórias de Quadrilhas
Dia 06 de julho – Final das Eliminatórias de Quadrilha
OBS – Classificam-se dois grupos de Quadrilha adulto e Dois mirins
Dia – 7 de julho – Início das competições entre os grupos
Dia – 15 de julho apuração dos resultados

Dia – 16 de julho Premiação dos vencedores da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás.