sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Lenha na Fogueira - 24.02.18


Ta tudo pronto para os desfiles das escolas de samba acontecerem na noite de hoje, na Cidade da Cultura.
********
A primeira escola de samba vai dar boas vindas ao público mostrando as Crenças e Lendas da Região Norte em especial da Amazônia. É a escola Acadêmicos do Armário Grande dirigida pela família do eterno Mestre Sala Cabeleira.
********
Depois a caçula das escolas de samba Acadêmicos da Zona Leste vai falar sobre a Mentira – Quem Quiser que Conte Outra.
********
A estreante do Grupo de Acesso Império do Samba, vai desenvolver a história do fogo mostrando na avenida a Chama da Vida do Império.
*******
Daí pra frente, o público vai conhecer em detalhes, a história do Manelão – O General da Folia o Rei da Alegria que será apresentada pela escola São João Batista.
*******
Seguida da história do professor Severino Castro que envolve de futebol a dança de quadrilha junina. A história do Severino Castro é multicultural e aí, vamos apreciar na passarela Edson Fróes alas vestidas de quadrilhas junina e alas usando uniforme esportivo.
*******
O Samba será reverenciado através do enredo da escola Asfaltão que vai contar a história do Mestre Bainha o Zé Pereira do Nosso Carnaval.
*******
Será um carnaval rico em se falando da história de pessoas que de uma maneira ou de outra, contribuem para nosso acervo cultural. Manelão, Severino e Bainha.
*******
Uma dessas três podem anotar, será a grande campeã do primeiro carnaval de escola de samba do governo do prefeito Hildon Chaves.
*******
A passarela do samba Edson Fróes já está montada e testada. Quem mandou colocar toda a estrutura no Parque dos Tanques para atender os desfiles das escolas de samba, foi o governo do estado através da Sejucel. Ponto para a equipe do Rodnei Paes.
*******
A prefeitura entrou com a limpeza, iluminação pública, nivelamento da pista de desfile, segurança e coordenação dos desfiles numa parceria com a FESEC.
*******
Esperamos que os dirigentes das escolas de samba cumpram à risca, o que está no Regulamento aprovado por todas. No desfile do carnaval de 2016, teve uma escola de samba que atrasou o desfile em mais de meia hora, criando caso com a sonorização do carro de som. Tudo apenas para tumultuar. Esperamos que os dirigentes dessa escola de samba, não criem caso na noite de hoje.
*******
A grande disputa entre as escolas de samba do Grupo Especial é para não cair para o Grupo de Acesso. Diplomatas, João Batista e Asfaltão são as que mais temem o rebaixamento, isto porque a Império do Samba sempre foi do Acesso.
*******
Por falar em Império, o Eufrásio ex presidente da escola Os Diplomatas em conversa com esse colunista, garantiu que a Império do Samba não vai cair. “Eu fui ao barracão do Mirim e o negócio tá bonito por lá. Fui também nas demais escolas e posso dizer, se depender de alegoria a Império não cai”.
******
Enquanto isso a Asfaltão aposta suas fichas no carisma do Mestre Bainha e na união entre seus integrantes e de ultima hora na emenda do deputado Herminio Coelho de R$ 100 MIL.
******
Já a São João Batista trouxe mestre Sala que atuou por muitos anos na escola Tatuapé de São Paulo e no carisma do General da Banda Manelão e e claro no samba enredo que está sendo cantado por todos da escola.
*******
A torcida da Diplomatas aposta na organização da quadrilha Rádio Farol para garantir a vermelho e brancas no Grupo Especial em 2019.
*******
Uma coisa é certa, vamos apreciar um dos melhores desfiles dos últimos anos em se falando de torcida na passarela do samba.
*******
Vamos prestigiar os desfiles das nossas escolas de samba na noite deste sábado lá no Parque dos Tanques.

Zekatraca: Escolas de samba desfilam no Parque dos Tanques

Zekatraca: Escolas de samba desfilam no Parque dos Tanques: As escolas de samba de Porto Velho desfilam na noite deste sábado 24, na passarela do samba “Edson Fróes” montada na Cidade da Cultura...

Escolas de samba desfilam no Parque dos Tanques



As escolas de samba de Porto Velho desfilam na noite deste sábado 24, na passarela do samba “Edson Fróes” montada na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques) a partir das 19h30.
De acordo com o Regulamento elaborado pela Federação das Escolas de Samba de Rondônia – FESEC, a programação começa as 18h45, com a FECAUBER procedendo a lavagem simbólica da Passarela do Samba; As 19h20 Com a presença dos representantes da Sejucel e da Funcultural Acontece o ato de abertura oficial dos desfiles das escolas de samba 2018.
O presidente Hudson Mamedes informa, que tudo está preparado para que não aconteçam atrasos nas apresentações das escolas de samba. “Até porque, se uma escola de samba não cumprir o horário pré estabelecido no Regulamento, será punida com a perda de pontos”.
Seis agremiações estão aptas a se apresentar na noite de hoje, sendo duas pelo Grupo de Acesso: Acadêmicos do Armário Grande e Acadêmicos da Zona Leste
Quatro pelo Grupo Especial: Império do Samba, Acadêmicos do São João Batista, Os Diplomatas e Asfaltão. Cada escola do Grupo de Acesso terá no máximo 40 minutos e no mínimo 30 minutos para apresentar seu tema, enquanto as do Grupo Especial terão cada uma no máximo, 50 minutos e no mínimo 40 minutos para desenvolver seus enredos.
Os quesitos em julgamento são: Bateria, Samba Enredo, Harmonia, Evolução, Enredo, Alegorias e Adereços, Fantasia, Comissão de Frente e Mestre Sala e Porta Bandeira.

Enredos

Acadêmicos do Armário Grande vai apresentar o enredo “Armário Viaja no Mundo Cultural de Crenças e Lendas da Região Norte”.
Acadêmicos da Zona Leste - “Mentira – Quem Quiser que Conte Outra”
Império do Samba - “Do Sol ao Carnaval, Império, a Chama que Ilumina a Vida”
Acadêmicos do São João Batista – “Manelão o General da Folia, o Rei da Alegria”.
Os Diplomatas - “Mestre Severino! Seus Caminhos, Suas Histórias - Rondônia em Arte, Folclore e Folia”
Asfaltão – Do Forte Príncipe ao Porto, Hoje Bainha é Rei na Corte do Tigre”.
Segundo o presidente da Funcultural Antônio Ocampo Fernandes a prefeitura através da empresa SIM vai colocar linhas especiais para o Parque dos Tanques a partir das 18 horas até as duas horas (2) da madrugada.
A apuração será a partir das 14 horas de domingo dia 25 no Mercado Cultural.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Lenha na Fogueira - 23.02.18


A estrutura de arquibancada, camarote, sonorização, iluminação e banheiros já está sendo montadas na Cidade da Cultura (Parque dos Tanques), local dos desfiles das escolas de samba este ano.

********
De acordo com a programação da Funcultural/Fesec hoje a noite, as escolas de samba participarão do teste do Som, Iluminação e Passarela de desfile. Ocampo Fernandes quer que cada agremiação participe pelo menos, além da ala dos interpretes do samba de enredo, com uma ala de enredo e parte da ala das baianas. Será um mini-desfile na noite desta sexta feira.

********
Quem está de boa, é a escola de samba Acadêmicos do São João Batista, pois, suas alegorias e fantasias estão sendo montadas no Barracão do Parque dos Tanques. A única coisa que pode ser considerada “perigosa”, é que qualquer pessoa pode entrar no barracão e presenciar os artistas trabalhando na confecção das fantasias e alegorias.
*******
Pai Beto diz que não se importa com os olheiros. “Se eles vêm aqui observar nosso trabalho, é porque respeitam nossa escola de samba”.
*******
Segundo o presidente da Funcultural Antônio Ocampo Fernandes, se tudo correr como programado, a Passarela do Samba Edson Fróes que tem 320 metros de extensão, estará pintada de branco neste sábado. “Essa pintura é pra facilitar o trabalho das equipes de televisão”, disse Ocampo.
*******
Vamos fazer justiça. A passarela do samba Edson Fróes que está sendo montada na Cidade da Cultura, sua estrutura de iluminação, camarotes, arquibancadas, banheiros químicos, sonorização e iluminação artística, é toda de responsabilidade do governo estadual através da Sejucel.

*******
Rodnei Paes e equipe, estão de parabéns pela agilização da Licitação que culminou com a contração das empresas que vão atender as escolas de samba. Nota dez para o governo de Rondônia em especial, a equipe da Sejucel, leia-se Rodnei Paes e Fabiano.
*******
Aliás, o governo/Sejucel praticamente atendeu toda a programação carnavalescas de Porto Velho, pois foi quem colocou grades e banheiros químicos nos circuitos por onde os blocos de trio elétrico desfilaram durante o carnaval.
********
O governo estadual vem atuando, desde o réveillon quando foi o responsável pela estrutura que atendeu o réveillon da cidade. Sem alarde a equipe do Rodnei vai atendendo o clamor dos movimentos culturais. Tô correto Tino Alves?

********
Quem está nadando de braçada em relação a suas concorrentes, é a escola de samba Asfaltão. A escola do Tigre conseguiu repasse financeiro extra graças a emenda de um deputado estadual.

*********
Nessas alturas Jair Monteiro, Pai Beto, Mirim e os demais dirigentes das escolas de samba estão babando, por não terem corrido atrás do prejuízo. É por isso que sempre digo: “É conversar com quem sabe e beber com quem paga”.
*******
Um intérprete de samba enredo, perguntado por nós como estava a escola de samba que o havia contratado, foi taxativo: “Sai de lá, a bateria não sustenta o ritmo e eu não vou me queimar”. Juro por tudo quanto é santo que não publicarei o nome da escola e nem do seu mestre de bateria, nem que vaca tussa!

*******
A Diplomatas do Samba lotou a praça São José na noite da última quarta feira 21, ensaiando a Comissão de Frente, ala das Baianas e a Ala Mirim. Nessa última, são mais de Cem integrantes, é a gurizada da Quadrilha Rádio Farol Mirim.

*******
Pai Beto tava com o sorriso da largura da “Cara” durante o ensaio de quarta feira, pois o Sávio o apresentou HAROLDO o Sósia do Manelão. “É igualzinho o General. Agora a escola está completa” festejou o presidente da São João Batista.
********
Depois da grana da emenda do deputado o barracão da escola Asfaltão embalou de vez!

Carnaval - Os Diplomatas - Os caminhos do Severino


Os Diplomatas do Samba, valendo-se da licença poética, apresenta a partir desse ponto um resumo desse universo de vivências, experiências e história e convida a todos para entrarmos na folia com “Mestre Severino!Seus Caminhos, Suas Histórias, Rondônia em Arte, Folclore e Folia”.
No ano de 1956 nasce no bairro Mocambo o menino com graça, saúde e alegria. Considerado reduto da boemia o Mocambo tem sua história cantada através de grandes notívagos, que ali mantiveram a história do samba e das noitadas.
O menino Severino cresce na chamada Academia de Bambas, conclui o ensino médio do Colégio Estudo e Trabalho e vai para Belém do Pará, para iniciar os estudos em Educação Física.
Esforço e dedicação ao esporte, a cultura e ao lazer. Toda Ação Revela uma Reação, já dizia o Mestre Paulo Freire e a grande educadora Branca Alves de Lima quando Escreveu (Cartilha Caminho Suave) em 1948.
Desenvolve trabalhos nas escolas Duque de Caxias, Castelo Branco, Barão do Solimões, Major Guapindaia, Petrônio Barcelos, Patronato de Agricultura de Menores em Candeias do Jamari e hoje na Escola Manaus.
Nesses estabelecimentos de ensino, Severino também atuou na área cultural, participando e organizando fanfarras de onde saíram músicos e maestros do setor harmônico.


Nesse período, criou talvez uma das mais nobres atividades, a chamada “Festa Anual das Merendeiras”, responsáveis pela alimentação de nossas crianças, um encontro no Balneário Rio Preto, onde o dia era todo delas.
Sua vida continua, o esporte o enfeitiça, cria a primeira equipe de Vôlei praticamente imbatível, a “Terceira Geração”, um time de feras como: China, Paulete, Augusto, Jonas e Carla Peres, no clube do Flamengo, não tinha pra ninguém, saques, levantadas e cortadas, era com o Terceira Geração.
No esporte ainda marcou presença no Clube Ferroviário como goleiro de Futsal.
Não satisfeito só com o esporte, Severino cria com o amigo Aurélio, um ponto de encontro, surge o Boteco denominado “Choque, Choque”, espaço onde passaram a acontecer shows de travestis para o Mestre um verdadeiro céu de estrelas.
Mestre Severino é lógico, teve seus momentos e sua participação nas folias momescas de nossa cidade, as batalhas de confete que aconteciam no nosso carnaval, clubes tradicionais, tinham a presença do folião e seu fiel amigo Aurélio, blocos de sujo da época fazem parte da memória desse educador.
E aí vem sua grande paixão. É São João, é fogueira! Em 1997 o Mestre cria sua obra prima: A Quadrilha Junina Rádio Farol, a maior, considerada a mais bonita e representativa da região, detentora de títulos dentro e fora do nosso estado, com passagem pelo maior Arraial do Brasil, Campina Grande por Santa Catarina e sua grande apresentação na Itália, levando nossa história e nossa Arte até a Europa.
O Arraial Flor do Maracujá um dos maiores de nossa região, recebe a Rádio Farol, alegre, colorida, campeoníssima. O Mestre sempre de olho, sempre cobrando exigindo o máximo e durante anos, agraciado com o título de campeã, tanto adulto como mirim, Severino ama o Arraial Flor do Maracujá e respeita suas coirmãs e vê a necessidade de melhorias e compromissos com nossa cultura.
A escola de samba Os Diplomatas apresenta um cidadão desprovido de conceitos e preconceitos, um homem livre, preocupado em dar o seu melhor. Na Arte, no Esporte e na Cultura.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Lenha na Fogueira - 22.02.18


Definitivamente a escola de samba Unidos da Rádio Farol não vai desfilar no carnaval deste ano.
*******
A decisão foi tomada durante reunião no ultimo domingo. “Vamos nos estruturar para voltar com força total no carnaval de 2019” disse o presidente Cristóvão.
********
A decisão de não desfilar foi da direção da escola, pois se quisesse desfilaria. Não receberia subsídio oficial, mas, desfilaria concorrendo ao título.
********
Com a desistência da Rádio Farol a briga para ver quem vai subir para o grupo especial, ficou apenas entre a Acadêmicos da Zona Leste e a Acadêmicos do Armário Grande o que quer dizer, que não vai ser fácil.
*******
Por falar em rebaixamento, ontem no barracão de alegorias da escola Os Diplomatas do Samba a conversa era a seguinte: “No grupo especial o que mais tá perturbando é o fantasma do rebaixamento. Ninguém vai desfilar pra ganhar e sim para não cair” palavras do carnavalesco da vermelha e branco Edson José.
*******
Aliás, na tarde de terça feira os dirigentes de escola de samba, quase têm um troço, quando receberam da Comissão de Jurados os nomes sugeridos pela pessoa designada pelo presidente da Funcultural.
*******
A rejeição foi unânime, disseram os dirigentes das escolas de samba que, caso a Funcultural confirmasse aqueles nomes, não precisaria mais ter disputa, era só entregar o troféu para a escola Asfaltão pois, todos os nomes apresentados, de uma maneira ou de outra, têm alguma coisa a ver com a escola do Tigre. Ali foi muita paixão colocada à frente do bom senso.
*******
O presidente da Fesec Hudson Mamedes não só discordou da lista, como reivindicou para a Federação, a responsabilidade da escolha dos jurados. Aí me veio a lembrança de quando o Eufrásio foi presidente da entidade e no dia apuração, subiu a ladeira da Presidente Dutra como se fosse um carro de fórmula 1 e a turma do Asfaltão no “pega num pega”.
*******
Se eu fosse presidente da Fesec convidaria o professor Marco Antônio Teixeira para selecionar os nomes que atuariam como jurados das escolas de samba. No carnaval passado, duas juradas jogaram por terra, o belo trabalho que o Monteiro desenvolveu como presidente da Comissão de Jurados. As duas na maior cara de pau, deram nota 8 para a escola de samba São João Batista alegando que os homenageados Assis e Nair por serem donos do Grupo SGC não precisavam “daquilo”, ou seja, se serem homenageados por uma agremiação carnavalesca. Consideramos duas hipócritas.
*******
Se o professor Teixeira não aceitar, convidem o Monteiro de novo. Ele sabe das coisas e estar precisando provar, que não teve influência nenhuma, na decisão das duas juradas que derrotaram a escola do Pai Beto.

*******
Ou então, convidem os demais jurados que atuaram no carnaval das escolas de samba em 2016. As notas dos jurados (fora aquelas duas), não foram contestadas por ninguém.
*******
Ontem a tarde, a equipe da Funcultural comandada pelo Ocampo deu expediente no Parque dos Tanques providenciando a limpeza da passarela e preparando o terreno para a montagem das arquibancadas e camarotes. Ocampo garantiu a esse colunista, que a estrutura saiu do Acre ontem mesmo e que tudo indica que nesta quinta feira, a montagem começa.
*******
Até porque, disse Ocampo, amanhã sexta feira “Vamos promover o ensaio técnicos com as escolas de samba. Será o teste de iluminação e som”.
*******
Posso garantir aos amigos leitores, que as escolas do grupo especial estão caprichando nas alegorias e principalmente na Comissão de Frente.
*******
Nesse quesito, a disputa será entre os coreográfos das quadrilhas que se apresentam no Flor do Maracujá.
*******
Hoje é o aniversário do meu amor Ana Célia Santos. Minha Razão de Ser! Parabéns AMOR!

Gres Império do Samba Chama que ilumina a vida






No ano que a Império do Samba volta a elite do carnaval de Porto Velho e desfila no Grupo Especial, vai contar um pouco da “História e Mitos do Fogo”. “De forma resumida, mostraremos alguns fatos importantes da história da humanidade relacionada ao fogo, sua descoberta e aplicação” disse a responsável pela pesquisa Marycianne.

Desenvolvimento do Tema

Rasgando o céu o sol, o astro que ilumina a via láctea, labaredas de fogo, dançam no universo para espantar a escuridão. Destinado a sair das sombras, surgem o homem primitivo e no embate das pedras e na dança das gravetas, conhece a evolução.
A descoberta do fogo pelo homem primitivo provocam alterações físicas, demográficas e sociais na humanidade, o fogo deu ao homem pré-histórico o poder de iluminar a escuridão, dominar os animais, cozer os alimentos e sobreviver ao frio. Foi as chamas um dia dominada que deu novas vidas a vida humana.
As formas mutáveis do fogo com suas cores variadas, calor e luz sempre geraram fascínio nas antigas civilizações, mitos e alquimia.
Ao dominar o fogo, surge a ciência e o início da revolução industrial, forjam os metais. Inventam as máquinas e as ferramentas. Luz, tochas, candelabros e velas, o fogo que ilumina nosso amor, transformando nossa vida e velas, o fogo que ilumina nosso amor, transformando nossa vida em uma festa de cores e calor, aquecendo nossos corações no carnaval.

O fogo e a centelha de divindade que brilha e purifica a vida dentro de cada um de nos. Fogo elemento que gerou muitas lendas sobre encantados que cospem fogo e seres do nosso folclore, é a chama que aquece, ilumina e reacende nossas esperanças por um futuro melhor.
Com diferentes nomes Grécia e Roma cultuavam os mesmos deuses do fogo, Hefesta (ou vulcano) era o deus do fogo e das erupções vulcânicas e Hestia irma de Zeus, deusa do fogo, Héstia era guardiã da chama sagrada e eterna, que se transformava em labaredas no monte olimpo quando as cidades disputavam competições que deram origem aos jogos olímpicos.
O fogo ajudou a forjar o progresso nas caldeiras da revolução industrial, siderúrgica e a metalurgia produziram riquezas e o desenvolvimento das nações. Surgem as grandes máquinas a vapor cuja fonte de energia era o carvão, a partir da queima do carvão foi possível transformar a energia liberada em outro, que impulsionasse máquinas a fazerem tarefas.
O fogo que arde também ilumina, as luzes primitivas eram obtidas de lascas de madeiras resinosas embebidas em gordura animal, óleo ou sebo, que serviam como tochas. Até que surgiu a vela primitiva que era feita de um pavio de estopa no Egito antigo, as velas foram empregadas em rituais nos templos.
Do imaginário popular surgem seres fantásticos e enigmáticos do nosso folclore popular, mula sem cabeça e o curupira.
Nos vilarejos e arraiais, bandeirinhas tremulam, são os festejos, expressões de cada luga, o fogo faz a festa na fogueira de São João, onde balões clareiam a noites no sertão, fogos de artifícios iluminam o céu e inicia a celebração.
Na luta para dominar o fogo entra em cena os Bombeiros, verdadeiros anjos que combatem incêndios e salvam vidas, são os Bombeiros do Ritmo e da Alegria, que se deixam consumir pela euforia do SAMBA.
Pesquisa e tema: Marycyanne, João Big; Carnavalesco: João Big

Do Sol ao Meu Carnaval, Império, Chama que Ilumina a Vida
De: Paulinho Cachaça e Rhafael Saideira

O sol divina luz que ilumina, irradia a avenida
Na batida do meu coração
Fogo... Que a humanidade aprendeu a dominar
Caçando e lutando pra sobreviver
Não deixa essa chama esmorecer.

Pega fogo bateria, deixa as Baianas rodar
No compasso da harmonia, não deixa essa chama se apagar
Pega fogo bateria, deixa as Baianas rodar
No compasso da harmonia, não deixca essa chama se apagar

Chama, labareda peço sua proteção
Hestia deusa Grega me proteja com a força de um vulcão
Queimou ô queimou
Se queimou deixa queimar
Só não pode se apagar

O fogo é vida que alimenta a alma
Essa emoção nunca acaba
Entre lendas e crenças que incendeia o coração
Salamandra flamejante desafia o dragão.
Hoje a história mudou, tudo se transformou, quem diria
Já se derretem metais, riquezas minerais, nova tecnologia.

Transformando a vida
Numa festa de cores e calor
Quando aquecer o coração
Você é fogo eu sou paixão
Bate pedra, põe graveto, bota lenha pra queimar
Bota fogo na avenida pra Império desfilar
Bate pedra, põe graveto, bota lenha pra queimar
Bota fogo na avenida pra Império desfilar​