quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Lenha na Fogueira


Os vereadores de Porto Velho estão bem na foto carnavalesca. Terça feira 26, aprovaram em segunda votação e transformaram em Lei, o Projeto que transformou a Banda do Vai Quem Quer em Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do município de Porto Velho.


*********
Quarta feira 27, atendendo uma proposição do vereador Aleks Palitot 20 agremiações carnavalescas, entre elas as Sete Escolas de Samba de Porto Velho, mais 13 blocos carnavalescos como Us Dy Phora, Canto da Coruja e Banda do Vai Quem Quer foram agraciadas com Voto de LOUVOR.


*********
Alguns vereadores, não alisaram a municipalidade, principalmente quando se referiam as escolas de samba. “O que a prefeitura está fazendo com as nossas escolas de samba, é desrespeitando uma tradição que foi conquistada com muita dedicação por carnavalescos como Bola Sete, Marise Castiel, Leônidas O’Carol Chester; Mourão Paulo; Chagas Neto entre outros, que transformaram o carnaval de Porto Velho até a década de 1980 como o melhor da Região Norte.


*********
O Voto de louvor é para se fazer justiça aos blocos e agremiações carnavalescas de nossa cidade. Enquanto legislativo, temos ciência das dificuldades enfrentadas pelos grupos na defesa dessa tradição, que representa a nossa cultura, nossa identidade”, afirmou Palitot.
**********
Infelizmente quando consegui chegar a Câmara de Vereadores naquela tarde, a seção já havia terminado, encontrei apenas os colegas felizes com o Certificado do Voto de Louvor na Mão, elogiando a iniciativa do vereador Aleks Palitot.


*********
Zekatraca eu não queria estar na pele do presidente da Funcultural. O que bateram nele, não está escrito em nenhum gibi”, me disse uma dirigente de escola de samba.


*********
Até estranhei, pois o que falam nos corredores da Funcultural é que o presidente está em alta no gabinete do Palácio Tancredo Neves.


*********
O que cheguei a ver, foi alguns integrantes (funcionários ou comissionados) da Funcultural na plenária da Câmara. Será que estavam gravando as falas para mostrar ao chefe, ou estavam fazendo “loby”. Vai que depois daquela seção o prefeito resolva mudar a direção da entidade…


*********
Ai lembrei-me do ditado: “Nem tudo que parece é” ou “Nem tudo que reluz é ouro”. Se é assim, é melhor colocar a “Barba de Molho”;


*********
Eu hein! É preciso ter cuidado com aqueles que vivem te dando tapinhas nas costas, pois, os mesmos podem colocar várias pedras no meio do teu caminho.


********


Ta certo que “Quem levanta cabeça de pobre é avião” e “Quem põe pobre pra frente é topada”, mas é melhor ficar de “Orelha em pé” vai que o prefeito “Dê com os burros n’água”.
**********
Seu Miguel, bedel da Escola Normal Carmela Dutra na década de 1960 dizia: “Quem não sabe o que dia, miócalá”. Então vou ficando por aqui com esses ditos populares, porque “Ou é calça de veludo ou então bumbum de fora”.


**********
Lembrando que o carnaval de hoje, é todo no circuito Areal com o desfile dos blocos Us Dy Phora e Canto da Coruja. Esses dois ha muito tempo fazem o que a Vai Quem Quer vai cantar este ano: “Tudo junto e misturado”.


*********
Os dois cordões saem da rua 13 de Setembro, atrás do Santuário de Fátima. O Coruja depende do cumprimento do horário por parte do Us Dy Phora se não atrasa tudo.


**********
Hoje é o dia do carnaval de todos os ritmos, pois, se no Canto da Corujas o que toca são as marchinhas do carnaval tradicional e samba enredo.


*********
Nos Dy Phora toca do forró ao funk, do sertanejo a sofrência; do reggae ao frevo pernambucano e do brega as marchinhas carnavalescas e mais, os Djs tocando os hits das paradas de sucesso do mundo.


*********
Vai ver vão tocar até música gospel. O carnaval do Areal, é o mais completo de Porto Velho pela diversidade de ritmos. Vamos lá?

A noite dos blocos do Areal Dy Phora e Canto da Coruja


A noite desta sexta feira de carnaval 1º de março, é toda dedicada aos foliões que gostam de brincar no circuito Areal.
Os blocos responsáveis pela animação desse circuito são: Us Dy Phora e Canto da Coruja, ambos na rua 13 de Setembro.
Houve um tempo que as famílias daquele pedaço de rua, se reuniam na escola de samba Unidos do Areal aí veio o advento dos blocos de trio elétrico e então a escola se transformou em bloco carnavalesco Canto da Coruja que envolvia as famílias do Cezinha, do professor Clodoaldo e a família Siqueira comandada pelo Bosco.
Em 2007, a família Siqueira resolve sair da direção do Canto da Coruja e cria o bloco “Us Dy Phora”. O objetivo da nova agremiação carnavalesca, era expandir o repertório que no Coruja, é formado apenas por marchinhas e sambas enredos, o pessoal do Bloco Us Dy Phora surge como um bloco onde se toca praticamente de tudo, em especial o axé music, sem esquecer do forró, dance, funk e até sertanejo, assim, conseguiu concentrar em seu desfile a juventude do bairro areal e entorno, pois, toca músicas para todos os gostos.
Na noite desta sexta feira 1º de março de 2019, Us Dy Phora vai colocar em cima do trio elétrico, uma verdadeira seleção formada por músicos que executam tudo quanto é ritmo. Segundo a direção do bloco serão 10 horas de festa e para que isso aconteça, a primeira atração tem que começar a tocar as 19 horas e o desfile, terminar as 5 horas da madrugada de sábado.
As atrações que estarão no trio do bloco Us Dy Phora são: Bambam King (vai puxar o bloco) ex Psirico e Parangolé; Marlene Souza; Jairo Gordin; Hora Exata; Kaiko Souza; Mario Sam Tops; DJ Willames; Diego Henrique; Nick Top; Marcos Maia e Léo Santos.
A concentração começa as 19 horas e a saída está marcada para as 23 horas.

O Canto da Coruja

Por alguns anos, o bloco Canto da Coruja reinou sozinho no circuito Areal, depois que outros blocos sugiram, tocando outros ritmos e não apenas as marchinhas tradicionais, a direção resolveu transformá-lo num bloco família e resolveu não desfilar, ficar tocando em frente a sede (Casa do Cezinha) até por volta das três da madrugada, até porque, era um transtorno sua saída já que o Bloco Us Dy Phora algumas vezes, não cumpria com o horário da sua saída e atrasava a saída do Canto da Coruja.

Este ano, após várias reuniões, os dirigentes do Canto da Coruja resolveram colocar o bloco pra desfilar novamente. Elegeram a jovem Gabriela Soares Musa do bloco e voltaram a formar a Banda Coruja agora sob a direção dos músicos Beto Cezar e Nílson do Cavaco.
A concentração está marcada para começar as 22 horas, já sob os acordes das melhores marchinhas e samba de enredo. A saída do bloco está prevista para a meia-noite. Ainda tem abadá ao preço de R$ 40.
Os Blocos que fazem o circuito Areal na noite desta sexta feira dia 1º de março, se concentram na rua 13 de setembro atrás do Santuário de Fátima de onde saem para fazer o percurso: Alexandre Guimarães, Rogério Weber, Rio de Janeiro, Tenreiro Aranha, Alexandre Guimarães até o colégio Estudo e Trabalho.

Aleks Palitot propõe Voto de Louvor para escolas e blocos carnavalescos


Pela defesa da cultura e patrimônio histórico de Porto Velho, a Câmara Municipal outorgou na tarde de quarta feira 27, Voto de Louvor para sete escolas de samba e 13 blocos de carnaval. O evento, realizado na plenária contou com a participação de outros segmentos da cultura que falaram da insatisfação e descaso que vem sofrendo por parte do poder público.
O Voto de louvor é para se fazer justiça aos blocos e agremiações carnavalescas de nossa cidade. Enquanto legislativo, temos ciência das dificuldades enfrentadas pelos grupos na defesa dessa tradição, que representa a nossa cultura, nossa identidade”, afirmou Palitot.
Para ele, “é necessário se ter cuidado e não permitir que distorçam com discursos hipócritas, em uma tentativa de descaracterizar a importância do carnaval, menosprezando de forma pejorativa aqueles que trabalham para que esta grande festa aconteça”, ressaltou o Professor.
Segundo o presidente do Conselho Municipal de Cultura, Reginaldo “Makumbinha”, o descontentamento do setor cultural não se trata apenas de dinheiro, mas a falta de parceria na definição das politicas para o segmento.
De acordo com Siça Andrade, presidente da “Banda do Vai Quem Quer”, o maior bloco carnavalesco do Estado, que arrasta mais de 100 mil foliões a cada desfile, esse reconhecimento por parte da Câmara traz uma segurança jurídica para as escolas e blocos. “A banda se consolidou e de fato todos já diziam que a Banda era um patrimônio de nosso município e agora temos garantido que a Banda continuará independente, pois faz parte do calendário oficial de Porto Velho”, comemorou Siça.

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Lenha na Fogueira - 28.02.19


Há exatos oito anos o General da Banda Manelão nos deixava. Dia 28 de fevereiro de 2011 a uma semana do desfile da Banda Manelão foi declarado morto pelos médicos do hospital João Paulo II, as 11h30 daquela segunda feira, estávamos reunidos no Chaveiro Gold eu, Siça, Tatá, o Segurança Jean e o Léo Ladeia para decidir se colocávamos a Banda ou não.
*********
Quando o Celular da Siça tocou alguém deu a notícia que o Manoel Costa Mendonça havia acabado de falecer. Naquele exato momento Sicília dentre um soluço e outro proclamou pode anunciar que a Banda vai sair.
*********
Dali saímos todos e fomos para o João Paulo II cuidar do velório que aconteceu no Mercado Cultural.
*********
Eu não vou vão me levando foi o verso que Manelão havia escolhido para ser postado em sua lápide.
*********
Oito anos sem o General da Banda e nestes oito anos sua filha Sicilia transformou a Banda no bloco mais organizado entre os blocos que desfilam no carnaval de Porto Velho.
*********
No próximo sábado a Banda pela primeira vez vai desfilar ostentando o título de PATRIMÔNIO CULTURAL DE NATUREZA IMATERIAL do município de Porto Velho. Com certeza Manelão está muito feliz com o encaminhamento que filha seu ao bloco que ele ajudou a criar em 1981.
**********
Hoje, de acordo com o desejo do |general não é dia de tristeza é dia de muita alegria, inclusive durante o ensaio geral da Banda da Banda na noite de hoje, será feito um momento de oração pela presença constante do nosso querido General Manelão!
Neste dia 28 de fevereiro a Escola de Samba Os Pobres do Caiari está completando 55 anos de fundação.
**********
Aí o mal informado diz: Mais a Pobres do Caiari nem existe mais. É aí que você se engana a Pobres do Caiari apenas parou de colocar a escola da avenida, porém funciona normalmente com diretoria e tudo que é de direito.
*********
Inclusive a turma está estudando a possibilidade da volta da Escola aos desfiles carnavalescos em Porto Velho. Estava tudo mais ou menos caminhando para a escola voltar a desfilar no carnaval deste ano.
*********
Acontece que o maior incentivador da sua volta aos desfiles o Chagas Neto faleceu e o Projeto foi suspenso por alguns meses, porém a turma da Confraria Pobres do Caiari que se reúne todos os domingos na calçada da Casa da Cultura já está se mobilizando para colocar a escola na avenida no carnaval de 2020. Volta pelo Grupo de Acesso.
***********
Parabéns ao Meu Caiari, Minha Vida escola que participei de sua fundação.
**********
Domingo teremos o desfile coletivo das escolas de samba de Porto Velho. O encontro vai acontecer na Praça Aluízio Ferreira durante a Feira do Porto. Domingo de Carnaval dia 3 de março.
**********
Durante o desfile das escolas acontecerá o Concurso que eleger o |Melhor Samba Enredo das Escolas de Samba de Porto Velho e o Concurso que vai eleger o Melhor Interprete de Samba Enredo de Porto Velho.
**********
Os dois Concursos são uma realização do Diário da Amazônia via coluna do Zekatraca.
**********
Troféu Sebastião Araújo da Silva – Baba melhor samba enredo.
**********
Troféu Neguinho Menezes – Melhor Interprete de Samba Enredo.
**********
Tudo domingo de carnaval, dia 3 de março a partir das 19 horas na Praça Aluízio Ferreira em |Porto Velho.
*********
Vamos fazer o seguinte, hoje vamos nos encontrar pra brincar carnaval no bloco Vai & e Volta a cantora baiana Gil a partir das 22 horas (concentração) e até a meia noite Open Bar.
*********
Na ausência do Galo da Meia Noite vamos para o Vai & Volta que vai sair do antigo Terreiro do Galo.
*********
Vamos nessa que a partir de hoje o carnaval em Porto Velho só vai parar no dia 10 de março. Tem bloco todo dia a partir de hoje.
*********
Ta pensando o que? Peraê, Peraê, Peraê!

Bloco Vai & Volta hoje com a rainha Gilmelândia


Depois de um descanso de três dias, os foliões de Porto Velho voltam a brincar carnaval na noite desta quinta feira 28, no circuito da Pinheiro Machado. É o desfile do Bloco Vai & Volta cuja concentração está marcada para começar às 22 horas, na rua Pinheiro Machado com a Presidente Dutra.
Segundo o presidente Anderson o Vai & Volta está com a Banda SD ensaiadíssima para fazer o folião brincar carnaval, da Meia Noite até as 4 horas da madrugada de sexta feira.
A grande atração é a cantora baiana Gilmelândia cuja carreira começou na Banda Beijo no inicio da década de 2000. Seu ultimo trabalho é “Tambor de Gil” um disco solo em homenagem a percussão baiana.
Gilmelândia dona de muitos sucessos da chamada Axé Music vai com certeza, levar os foliões do Bloco Vai & Volta ao êxtase da animação, durante o desfile desta noite pelo circuito da Pinheiro Machado.
Se você ainda não comprou seu abada, a direção do bloco avisa que estará vendendo a partir das 20 horas, ao lado do Trio na Pinheiro Machado ao preço de R$ 50.
Lembrando que o Open Bar do Vai & Volta começa às 22 horas e o desfile propriamente dito, a Meia Noite.
Quinta feira de carnaval
O Bloco Vai & Volta assume o espaço que até bem pouco tempo, era ocupado pelo Bloco Galo da Meia Noite. É realmente uma noite especial e esperada pelos foliões de Porto Velho que se acostumou a brincar carnaval naquele que era considerado o segundo maior bloco carnavalesco de Porto Velho. “Só perdia para a Banda do Vai Quem Quer”.
Enquanto o Vai & Volta, nasceu como um bloco totalmente familiar, que reunia os vizinhos da residência do advogado Jorge de Paula o Jorge Palito na rua José de Alencar na Baixa da União/Areal e desfilava apenas entre a rua Jaci Paraná e Alexandre Guimarães indo e voltando, daí o nome “Vai & Volta”. Com a parada do desfile do Galo o presidente Anderson e a diretoria do bloco aproveitaram o vazio da quinta feira e levou a concentração do bloco para o antigo terreiro do Galo o que está dando certo. Este é o segundo desfile do Vai & Volta no circuito Pinheiro Machado. “Você é convidado do nosso bloco Vai & Volta! Disse Anderson.

Tudo junto e misturado no ensaio geral da Banda do Vai Quem Quer


A Banda da Banda reúne seus 18 músicos na noite desta quinta feira, a partir das 20 horas, no Memorial Manelão a rua Joaquim Nabuco, quando vai realizar o Ensaio Geral aprimorando o repertório que será executado durante o desfile do próximo sábado dia 2.

Na oportunidade a presidente Sicilia Andrade reúne alguns colaboradores, em especial o vereador Marcelo Reis para agradecer a aprovação do Projeto de Lei que elevou a Banda à condição de Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do município de Porto Velho. “É necessário reconhecer o trabalho de algumas pessoas amigas que possibilitaram a aprovação do Projeto em duas votações na Câmara de Vereadores de Porto Velho e o que melhor por unanimidade”, disse Siça.
Repertório
De acordo com repertório distribuído pelo maestro Silvinho Santos a Banda da Banda vai animar os foliões do maior bloco da Região Norte executando durante seu desfile, aproximadamente 70 músicas. “Só de autores locais são mais de 50 composições entre marchinhas, frevos, marcha rancho e samba enredo”, disse o maestro. A Banda da Banda sempre obedece a um roteiro de repertório durante seu desfile, exemplo: Da saída da concentração até a frente o Memorial Manelão na Joaquim Nabuco só toca as marchinhas que os compositores locais fizeram para a Banda do Vai Quem Quer. Do memorial até a Sete de Setembro o repertório é composto apenas de samba enredos das escolas de samba de Porto Velho. Na Tenreiro Aranha executa-se o Hino da Banda e a marchinha tema do ano; depois para acalmar os ânimos é a vez das marchas rancho e depois vem o CarnaDrilha e algumas marchinhas tradicionais e voltam-se as marchinhas dos compositores locais feitas para a Banda do Vai Quem Quer. O encerramento do desfile é com a marcha “Praça Rondon” (mais na quarta feira quero amanhecer lá na Praça Rondon).
A direção da Banda comunica que ainda existem algumas camisetas que pode ser adquirida na sede da Joaquim Nabuco entre a Carlos Gomes e a D. Pedro II no horário comercial. “Tudo indica que as camisetas acabam até o meio dia de sexta feira”, disse a presidente Siça.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Lenha na Fogueira - 27.0219


Faltam TRÊS dias para o desfile do maior bloco da Região Norte, a Banda do Vai Quem Quer. Hoje, amanhã e depois.
**********
Por isso, é importante que você vá até a sede da Joaquim Nabuco entre a Carlos Gomes e a D. Pedro II, adquirir sua camiseta, para não ficar fora da corda de isolamento, onde a segurança é bem melhor que na “pipoca” e mais, você vai curtindo de pertinho, o som do trio elétrico Mamoré tocando as marchinhas executadas pela Banda da Banda. É privilégios de poucos.
*********
Entre os mais de 100 Mil foliões que brincam carnaval na Banda, apenas TRÊS MIL tem o privilégio de estar vestido com a camiseta com o tema para o 39º Desfile da Banda do Vai Quem Quer.
*********
Com apenas R$ 50 você brinca carnaval com toda segurança, dentro da corda com mais de 200 cordeiros garantindo sua exclusividade e mais, este ano, tem o bônus que é o Carnaval Ressaca Folia que vai acontecer terça-feira de carnaval dia 5, no Clube da OAB e quem estiver vestido com a Camiseta da Banda não paga ingresso. O Ressaca Folia está marcado para começar ao meio dia e só terminar a meia-noite de terça-feira.
********
Este ano o folião da Banda vai brincar carnaval mais orgulhoso, pois os vereadores de Porto Velho aprovaram por unanimidade, o Projeto de Lei que declara como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial a Associação Cultural Bloco Carnavalesco Banda do Vai Quem Quer.
**********
O autor do Projeto é o vereador Marcelo Reis (obrigado amigo). Você folião pode bater no peito e dizer orgulhoso: To na Banda do Vai Quem Quer o único bloco da Amazônia considerado Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial.
*********
Mais do que nunca, a Banda agora, é Tudo Junto e Misturado. Vale salientar que a Secretária Municipal de Esportes nossa amiga jornalista Ivonete Gomes foi quem sugeriu ao Marcelo Reis apresentar o Projeto. Parabéns a todos os dirigentes da Banda do Vai Quem Quer assim como todos seus admiradores e brincantes. Parabéns especial a presidente Siça Andrade.
*********
É um presente ao grande fundador e eterno presidente Manelão que amanhã dia 28, completa 8 anos de falecimento. Sua Banda agora é mais que um bloco de carnaval , é PATRIMÔNIO IMATERIAL do município de Porto Velho. Antecipamos nossos agradecimentos ao prefeito Hildon Chaves por sancionar o Projeto, antes do desfile da Banda sábado dia 2 de março.
********
Por falar em carnaval, no próximo domingo dia 3, teremos o Desfile Coletivo das Escolas de Samba de Porto Velho: Unidos da Rádio Farol, 2° Diplomatas, 3 Armário Grande, 4° Zona Leste, 5° Asfaltão,
6° Império do Samba e; 7° São João Batista. Essa é a ordem de apresentação na Praça Aluízio Ferreira.
*********
As escolas disputam Dois Troféus: Melhor Samba Enredo - Troféu Sebastião Araújo da Silva – BABA e Melhor Interprete de Samba Enredo – Troféu Neguinho Menezes.
**********
Vamos nos programar para ir para a Feira do Porto na Praça Aluízio Ferreira domingo de carnaval, curtir os desfiles de nossas escolas de samba. Nosso Lema é: Não Deixe o Samba Morrer
*********
Olha Só, domingo teremos apenas o desfile do Bloco Murupi a meia-noite e o Baile do Curumim no Mercado Cultural que será a tarde. O negócio é prestigiar os desfiles das escolas de samba na Praça Aluízio Ferreira que começa as 19 horas e deve terminar as 23 horas. Portanto, antes da saída do bloco Murupi, cuja concentração é na Pinheiro Machado ao lado da Praça Aluízio Ferreira
*********
É como diz o dito popular: É juntar a fome com a vontade de comer. Domingo as escolas de samba de Porto Velho desfilam na Praça Aluízio Ferreira a partir das 19 horas. Vai lá carnavalesco!
*********
Estamos com o sorriso da largura da “cara” pois, nossa Banda do Vai Quem Quer agora é Patrimônio Cultural Imaterial do município de Porto Velho. A única com esse título na Região Norte. Pronto Falei!

Melhor samba enredo 2019 será escolhido domingo


As escolas de samba de Porto Velho estarão se apresentando coletivamente, no próximo domingo dia 3 de março, na Praça Aluízio Ferreira - Feira do Porto, mostrando parte do que seria apresentado, caso a prefeitura de Porto Velho concordasse em repassar subsídios para a montagem dos seus enredos.
Para não deixar a comunidade do samba sem alternativa durante o carnaval, a Federação das Escolas de Samba de Rondônia – Fesec, aproveitando a proposta do Diário da Amazônia via Coluna do Zekatraca de realizar o 2º Concurso de Samba Enredo das Escolas de Samba de Porto Velho – Troféu Sebastião Araújo da Silva e o concurso Melhor Interprete de Samba Enredo das Escolas de Samba de Porto Velho – Troféu Neguinho Menezes, reuniu a direção de todas as escolas de samba, e propôs a realização do Desfile Coletivo das Escolas paralelo a promoção do Diário da Amazônia o que foi aprovado por unanimidade.
Domingo de Carnaval 3 de março, as 7 escolas de samba filiadas a Fesec estarão se apresentando a partir das 19 horas, na Praça Aluízio Ferreira com Comissão de Frente, Mestre Sala e Porta Bandeira, Ala das Baianas, Rainha da Bateria e integrantes de algumas alas de enredo mais a trupe da Bateria.
Uma das exigências do Regulamento do Concurso de Samba Enredo, é que a escola concorra com o samba que seria apresentado no desfile oficial de 2019, caso houvesse.
No concurso que vai eleger o melhor intérprete a exigência é que a direção da escola concorrente, apresente ou inscreva apenas um intérprete oficial, apesar das escolas sempre se apresentarem com vários cantores cantando o samba, nesse caso, apenas um entre os cantores das escolas, estará concorrendo ao Troféu Neguinho Menezes.
A festa está marcada para começar as 19 horas, com o Concurso de Samba Enredo e Interprete, no intervalo para a contagem dos votos, vai acontecer o Desfile Coletivo das Escolas de Samba coordenado pela Fesec.
São parceiros nesse evento: Diário da Amazônia/Coluna do Zekatraca; Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia – Fesec e Associação Feira do Porto.

Régis Lopes artesão de Porto Velho ganha Troféu Destaque do Carnaval


O artesão carnavalesco Régis Lopes de Porto Velho, ganhou o Troféu Destaque do Carnaval 2019 uma iniciativa do Conselho do Samba de Santos (SP)
Régis foi o vencedor no quesito Fantasia representando a escola de samba “Mãos Entrelaçadas” que também foi campeã do Grupo de Acesso conquistando o direito de desfilar pelo grupo Especial no carnaval de 2020.

O Troféu destaque do Carnaval da Baixada Santista aconteceu pela primeira vez com o objetivo de incentivar e valorizar os protagonistas do desfile das escolas de samba da Baixada Santista. A entidade resolveu premiar e/ou oferecer menção honrosa, a cada uma das 17 agremiações, escolhendo um dos destaques de suas respectivas apresentações na Passarela Dráuzio da Cruz. Não se trata, portanto, de uma avaliação comparativa entre as agremiações, nem uma disputa por voto online.
Para tanto, designou um grupo de colaboradores formado por ex-jurados, professores de arte, jornalistas e divulgadores do Carnaval. A ação contou com o apoio do Canal Samba Brasil e da página Santos Carnaval.
Eis os contemplados do GRUPO DE ACESSO:
GRCAS Unidos da Zona Noroeste- Ala Musical / Carro de Som
GRCES Padre Paulo- Comissão de Frente - Coreógrafo: Guilherme Gama
GRES Brasil Campeonissíma - Bateria Feitiço Brasileiro- Mestre Binho
Mãos Entrelaçadas – Fantasias - Diretor de Ateliês: RÉGIS LOPES

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Lenha na Fogueira - 26.02.19


O carnaval de Porto Velho bombou no final de semana com os desfiles dos blocos: Areal Folia, Até Que a Noite Vire Dia, Pirarucu do Madeira e Furacão da Zona Sul.
**********
Sábado ainda teve a Feijoada Esquenta da Banda do Vai Quem Quer que literalmente lotou a sede do Clube da OAB. Se não fosse a turma do som pedir pra Siça avisar que a festa terminaria, até hoje a OAB estava lotada. O forrobodó começou ao meio dia e só parou após as 18 horas.
**********
Seguindo à risca o que diz o tema do bloco: “Tudo Junto e Misturado - # Elasim”, a direção da Banda colocou se apresentando, além do grupo de samba do Loro Rodrigues por sinal muito bom, parte da Banda da Banda e finalizou com parte da Banda de Forró “Piolho de Cobra” e com a cantora Mikéia.
**********
No meio disso tudo, a quadrilha “Nova Junina do Orgulho” comandada pelo Raymisson, fez apresentação especial e foi bastante aplaudida.
*********
Apesar do sucesso dos blocos que já desfilaram. Sucesso de público, caso do Areal Folia, Até Que a Noite Vire Dia, Pirarucu do Madeira e Furacão da Zona Sul.
**********
Os problemas foram muitos. Problemas criados pela prefeitura de Porto Velho via Semtran. Acontece que a Semtran está exigindo que os blocos, além de colocar as grades no perímetro do seu desfile, está exigindo que coloque uma pessoa tomando conta dessa grande, que é para liberar e ou fechar a passagem de veículos,
**********
Se por acaso faltar essa pessoa, eles não liberam o bloco e isso prejudica o desfile, como foi o caso do Areal Folia que desfilou menos de uma hora. Era para ter começado a meia-noite e só começou as 2h30, como sua licença dizia que o desfile tinha que terminar as 4 horas da madrugada, os foliões que compraram abadá brincaram apenas UMA HORA E MEIA. Chegaram a ameaçar de prisão o motorista do Trio caso ele deslocasse a carreta. Um absurdo.
*********
No Até Que Noite Vire Dia foi a mesma coisa, só que a turma do bloco ficou esperta e o atraso foi apenas de Meia Hora e o desfile em sua totalidade não foi prejudicado.
*********
Ontem durante Seção na Câmara de Vereadores o pau quebrou em cima da Semtran e de todos que trabalham na segurança do trânsito durante o carnaval.
*********
Principalmente o vereador Márcio Miranda que também é diretor do Até Que a Noite Vire Dia. Disse o vereador que um dia antes do desfile do seu bloco, esteve na Semtran para saber realmente das exigências que atrapalharam o desfile do Areal Folia no dia anterior e mesmo tomando todas as providências, para evitar problemas com seu bloco, na hora da saída, a SEMTRAN atrapalhou. Fizeram couro com Márcio o vereador Alecks Palitot entre outros.
*********
O que passa, é que parece que a prefeitura de Porto Velho é totalmente contra qualquer manifestação da cultura popular. Olha que os blocos pagam taxas e taxas para desfilar e mesmo assim, são prejudicados na hora da festa.
**********
A Luciana e o Segismundo sofreram para colocar o Pirarucu do Madeira e olha que o bloco deles não vende abadá ou camiseta, não coloca corda de isolamento. É realmente um Bloco aberto ao folião e mesmo assim, a prefeitura quase não libera seu desfile.
**********
O Pirarucu do Madeira talvez por ser um bloco que não cobra nada dos foliões, sensibilizou o Comando da Polícia Tática (PM) que estava dando suporte ao desfile, fechando as ruas por onde o bloco ia passar. Nota Mil para o comandante desse Grupamento Policial.
**********
Acho que em todos os Blocos quem deveria fazer esse serviço era os Guardas conhecidos como “Marronzinho” da Semtran, já que os blocos recolhem as taxas exigidas pela prefeitura.
*********
Vamos deixar o povo brincar carnaval!

Blocos levam multidão na abertura do carnaval


O carnaval de rua de Porto Velho, contabilizou no final de semana. a presença de centenas de foliões pelas ruas que formam os circuitos da Pinheiro, Areal e Jatuarana.
Sábado mais de 10 mil foliões bricaram carnaval no bloco Até Que a Noite Vire Dia que homenageou o carnavalesco Benjamin Mourão falecido em janeiro do ano passado.

Domingo o público começou a se concentrar na rua Pinheiro Machado em frente ao Complexo Esportivo Deroche, logo após o meio dia, todos prontos para brincar carnaval no bloco mais democrático de Rondônia o Pirarucu do Madeira, dirigido pelo casal Ernande Segismundo e Luciana Oliveira. O carrnaval do Pirarucu é o carnaval autêntico pois, o folião não precisa comprar abada ou camiseta, a fantasia é livre. Crianças de colo, idosos salientes, freiras, padres, anjinhas e anjinhos, capetas, prostitutas e todo tipo de fantasia estava desfilando no Pirarucu do Madeira enquanto a Puraqué tocava apenas marchinhas e frevos. “É o verdeiro carnaval”.

Domingo a noite, foi a vez do bloco Furacão da Sul colocar os foliões para brincar carnaval no famoso circuito Jatuarana. Animação total sem nenhum registro policial e a Edneide comandando a massa, o bloco foi que foi festejando mais um carnaval.

Mais um sucesso da Banda
Sábado a Banda do Vai Quem Quer reuniu seus admiradores na sede do Clube da OAB e serviu a já tradicional feijoada “Esquenta da Banda”, a festa que começou antes do meio dia, só terminou após as 18 horas. “Estou feliz com a presença do público, isso mostra que o desfile deste ano, será o maior sucesso”, disse a presidente Sicília Andrade.

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Bloco Pirarucu do Madeira a democracia carnavalesca


Confraternizando com as escolas de samba de Porto Velho que não conseguiram o devido apoio para seus desfiles no carnaval deste ano, o Bloco Pirarucu do Madeira desfila na tarde deste domingo 24, ostentando o pavilhão de todas as agremiações de samba filiadas a Fesec.
O mais importante, é que na onda da confraternização, a diretoria daquele, que é considerado o Bloco Carnavalesco mais democrático de Porto Velho, resolveu através da sua marchinha tema, composta pelo Trio de Ouro Bainha, Oscar e Zé Baixinho homenagear não apenas as sete escolas existentes nos dias de hoje, mas, todas as escolas de samba que um dia fizeram parte do carnaval de Porto Velho, assim, vamos apreciar e lembrar durante o desfile do bloco do Segismundo no circuito Caiari, escolas como “Deixa Falar” a primeira de Porto Velho criada pelo baiano Bola 7 em 1946; O Triângulo Não Morreu que nasceu no Morro homônimo no início da década de 1950 e depois voltou como bloco infantojuvenil coordenado pelo carnavalesco Armando Holanda o Periquito; Diplomatas do Samba que nasceu em 1958 e desfila até os dias de hoje, Os Pobres do Caiari que desfilou entre 1964 e 2.000; Unidos da Castanheira nascida na década de 1980 e que desfilou também até 2000; Império do Samba que se apresenta até os dias de hoje mais nasceu, no início da década de 1970; Boto Verde e Rosa; Asfaltão que nasceu bloco de originalidade e se transformou numa das escolas de samba mais queridas de Porto Velho; Acadêmicos do Armário Grande que nasceu com o nome de Improvisados numa oficina mecânica existente na rua Calama; Acadêmicos do São João Batista que originou-se no Bloco Quase Gay do bairro Tucumanzal no inicio da década de 2000; Unidos da Rádio Farol que existe desde a década de 1980 e Acadêmicos da Zonas Leste a caçula das escolas de samba de Porto Velho.
Com certeza, será um dos mais bonitos, o desfile do Pirarucu do Madeira, o deste domingo. A Banda Puraqué está afinadíssima e de acordo com a tradição desfila no chão, o que quer dizer, que não vai em cima de trio elétrico, até porque, o Pirarucu do Madeira não utiliza Trio e nem Corda de isolamento e mais, não vende abadá ou camiseta. Uma das características do bloco comandado pelo casal Luciana Oliveira da Silva e Ernande Segismundo é que os foliões em sua maioria, comparecem fantasiado o que nos faz lembrar os carnavais de outrora.
A concentração começa as 15 horas e o desfile as 17 horas, saindo da Pinheiro Machado com a Rogério Weber pelo percurso: Pinheiro Machado, Tenreiro Aranha, Carlos Gomes, Rogério Weber até o local da largada na Pinheiro Machado.

Areal Folia abre o carnaval 2019 levando a multidão pela Pinheiro


Os foliões de Porto Velho ansiosos para brincar carnaval, compareceram em boa quantidade na noite da última sexta, ao desfile do Bloco Areal Folia que fez o circuito da Pinheiro ou Caiari.
Marcado para iniciar seus desfile a meia-noite, em virtude da falta de cumprimento de uma cláusula do TAC, firmado com os órgão de segurança, o Bloco do Gato Félix só começou a se deslocar da concentração nas confluências das ruas Rogério Weber com a Pinheiro Machado, por voltas das 2h30 de sábado; mesmo assim, o folião não arredou o pé, até porque, as bandas contratadas pela direção do bloco, começaram a tocar no horário combinado.
Quem iniciou a festa foi a Banda Conexão do Frevo comandada pela cantora Rejane e pelo cavaquinista Loro Rodrigues que animou os foliões executando marchinhas, sambas e é claro, muito frevo. Depois quem tomou conta do som do trio foi o DJ do carnaval Willames comandando o som dos demais Djs contratados.
A Gang do Samba que veio de Salvador para puxar o bloco, assumiu o comando do trio elétrico Mamoré (muito bom por sinal) e o Areal Folia foi até o dia clarear marcando a abertura do carnaval de rua da cidade de Porto Velho em 2019.


Furacão da Zona Sul


Festejando 10 anos de carnaval, o Bloco Furacão da Zona Sul desfila na noite deste domingo 24, pelo circuito Jatuarana. A coordenação do bloco cuja sede fica a rua Tancredo Neves, informa que os foliões vestidos com o abada 2019, terão direito a participar do Opem Bar que vai durar duas horas, antes do bloco sair.
A banda comandada pela cantora Edineide Souza será a responsável pela animação durante o desfile, marcado para começar a meia-noite, saindo da frente do Campo de Futebol Florestão da rua Jatuana, antes vários Djs fazem a animação tocando os mais recentes hits das paradas mundiais.
Informações: 69-99214-3943/99229-3337

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Lenha na Fogueira - 23.02.19


Vamos organizar essa bagaça: A programação deste sábado, começa na Feijoada da Banda do Vai Quem Quer que vai acontecer no Clube da OAB a rua Rio de Janeiro, com apresentação de duas musas apenas com o corpo pintado.
**********
Falei com a presidente Siça para que a apresentação das musas acontecesse antes da feijoada ser servida, para evitar que alguém passe mal. Em especial os de idade mais experientes, porém, e sempre tem um porém, ela não concordou, porque assim o feijão só iria ser servido após as 15 horas e não seria legal.
*********
Então ficou assim: A Feijoada começa a ser servida ao meio dia e as 15 horas, as meninas se apresentam. Primeiro as Musas com a Camiseta da Banda 2019 e depois a Dulce e a Geise apenas com o corpo pintado.
*********
Agora se você gosta de uma feijoada regada a pagode, a pedida é a Feijoada do Zé Beer que será servida também neste sábado, na casa de show Zé Beer a rua Lauro Sodré.
*********
Na feijoada do Zé Beer quem vai se apresentar, é a bateria Pura Raça da Escola de Samba Asfaltão e as Mulatas do Tigresas.
*********
Animação será com o Grupo Kizomba. Segunda feira de carnaval dia 4 de março, o Zé Beer vai realizar o Baile de Máscaras uma tradição que lota a casa todos os anos. Convites limitados.
*********
A noite a partir das 20 horas, o negócio é descer para o Mocambo e participar do Bloco Até Que Noite Vire Dia. Nosso querido e saudoso amigo Mourão é o grande homenageado do desfile do Bloco que ele ajudou a criar. A Marchinha se não estou enganado, é de autoria do Toninho Tavernard.
*********
Antigamente, no sábado magro (um sábado antes do carnaval oficial), acontecia o último ensaio do bloco Galo da Meia Noite. A rua Rogério Weber entre a Duque de Caxias e a Pinheiro Machado ficava pequena para tantos foliões que compareciam ao ensaio do bloco dos Caulas/Corbins.
*********
Dali a gente descia para o Até Que a Noite Vire Dia e continuávamos a brincar, até o sol clarear a manhã de domingo. Hoje o Galo da Meia Noite é só saudade, dificilmente vai voltar a desfilar. Uma pena!
*********
A ausência do Galo da Meia Noite com certeza prejudica o Bloco Até Que a Noite Vire Dia. Acontece que a concentração do bloco só começa as 20 horas. Se ainda tivesse o ensaio do Galo com certeza o público seria bem maior no bloco do Mocambo.
*********
De qualquer maneira, vamos para o Até Que a Noite Vire Dia, afinal de contas carnaval é pra quem gosta e eu adoro!
*********
Vamos fazer o seguinte: Ao meio dia vamos pra feijoada da Banda do Vai Quem Quer lá na OAB.
*********
Depois vamos para o desfile da escola de samba Asfaltão na rua Jaci Paraná bairro Nossa Senhora das Graças. Esse desfile está marcado para começar as três horas da tarde. Na realidade, a concentração dos brincantes é que começa as três horas da tarde.
*********
O desfile mesmo, deve sair lá pelas quatro horas da tarde e terminar por volta das 18 horas. É o tempo de descansar um pouquinho e descer para o Mocambo para brincar carnaval no Até Que a Noite Vire Dia.
********
Domingo, ou seja, amanhã, vamos descansar pela manhã recuperando as energias, para desfilar no Bloco Pirarucu do Madeira da Luciana
***********
O Pirarucu do Madeira vai contar com a participação de integrantes de todas as escolas de samba de Porto Velho que se farão representar através de seus pavilhões.
***********
A concentração do Pirarucu do Madeira começa as 15 horas, amanhã domingo na Pinheiro Machado com a Presidente Dutra.
***********
O Young Blood tá fazendo minha fantasia, que será de “CANDIRU” para sair no Pirarucu. Por que? Decepcionado com a não realização dos desfiles das escolas de samba! Vou meter a cara em qualquer BURACO.

Até que a noite vire dia Não deixa a cultura morrer


Os foliões de Porto Velho têm encontro marcado neste sábado 23, a partir das 20 horas, na Praça São José no bairro Mocambo, horario do inicio da concentração do Bloco Até Que a Noite Vire Dia.
O bloco homenageia este ano um de seus fundadores Benjamin Mourão falecido em janeiro do ano passado, com o tema “Não Deixe a Cultura Morrer”. O bloco está completando 13 anos de carnaval e nasceu batizado pelo Galo da Meia Noite já que o Mourão seu fundador era diretor e chegou a ser presidente do Bloco do Caiari. A idéia era fazer com que os foliões que participam do ensaio geral do Galo da Meia Noite continuasse brincado carnaval até que a lua dessa lugar ao sol e então nasceu o “Até Que a Noite Vire Dia”, deu certo!
Acontece que logo no primeiro ano de desfile o Bloco conseguiu colocar na avenida mais de cinco mil foliões apesar de o percurso ser cansativo, pois, saia do Mocambo pela rua C ap., Esron Menezes, dobrava na Alexandre Guimarães, pegava a Rogério Weber, dobrava na Sete de Setembro, pegava a Prudente de Moraes e chegava novamente ao Mocambo, o objetivo de ver o sol nascer, deu certo, os foliões que conseguiram chegar ao término do desfile literalmente viram a noite virar dia.


DESFILE 2019


O desfile deste ano, acontece no circuito Areal, com o bloco saindo da Praça São José no Mocambo (Rua Cap. Esron Menezes), Alexandre Guimarães, Rogério Weber, Rua Rio de Janeiro, Rua 13 de Setembro e Alexandre Guimarães até o Colégio Estudo e Trabalho.
Segundo a presidente Francisco a Chica do Mourão o carnaval começa as 20 horas, com o DJ Willames animando os foliões de cima do trio elétrico. A Meia Noite começa o desfile que só deve terminar, quando a Noite Virar Dia e aí já é domingo!

Esquenta da Vai Quem Quer tem feijoada na OAB com musa pintada


De hoje a oito dias, acontece o desfile do maior bloco da Amazônia e um dos maiores do Brasil a Banda do Vai Quem Quer que vai acontecer no próximo sábado dia 2 de março.
Para acabar um pouco com a ansiedade do folião porto-velhense, a presidente Sicília Andrade comanda na tarde deste sábado dia 23, a já tradicional Feijoada “Esquenta da Banda”.
Com show das Musas da Banda e apresentação das Musas Dulce Silva e Geise apenas com o Corpo Pintado a feijoada começa a ser servida as 12 horas, no Clube OAB a rua Rio de Janeiro no bairro Lagoinha.
O convite custa apenas R$ 20 reais e o convidado recebe um Copo com a logomarca da Banda.
A Banda da Banda comandada pelo maestro Silvinho Santos se apresenta especialmente enquanto as Musas da Banda desfilam com a Camiseta 2019 cujo tema é “Tudo Junto e Misturado #Elasim”. O grupo do sambista e compositor Loro será o responsável pela animação durante toda a tarde.

Asfaltão desfila pra comunidade na tarde deste sábado


A escola de samba Asfaltão desfila na tarde deste sábado pelas ruas do bairro Nossa Senhora das Graças. “É necessário que prestemos conta das nossas ações desenvolvidas desde o ano passado com o objetivo de apresentarmos sempre o melhor aos nossos simpatizantes”, disse a diretora Sílvia Pinheiro.
O tema do desfile de hoje, é: Não negue minha existência, #Sousamba #Soucultura #Souresistencia. “Há que se manter o brilho, a coragem e a ousadia iniciada em sua criação por trabalhadores e trabalhadoras humildes, mas que mantinham viva a alegria de viver. “Hoje em Respeito a esta história, à cultura e por amor ao samba, com muita harmonia, mantemos sua essência….
Por isso dizemos: Não neguem nossa Existência. Somos Cultura; Somos Samba; SOMOS RESISTÊNCIA!!!”




Serviço

O Que – Desfile da Escola de Samba Asfaltão
Local – Concentração as 15 horas, na Tenda do Tigre a Rua Jaci Paraná a partir das 15 horas.
Desfile – As 16 horas

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

PESQUISA - Ermelinda Paz resgata cancioneiro utilizado na educação infantil


Referência em pesquisa musical e responsável por publicações que se tornaram emblemáticas (“Pedagogia Musical brasileira no século XX: metodologias e tendências” - 2013/ “500 Canções Brasileiras” - 2015/ “Jacob do Bandolim”- 2018/ “Edino Krieger: crítico, produtor musical e compositor”Vol I e Vol. II – 2012), Ermelinda Paz apaixonou-se pela Educação Musical Infantil bem cedo, em 1967, quando começou a coletar um cancioneiro de apoio à prática, em sua maioria extraído de uma apostila produzida pela Secretaria de Educação e Cultura do Município do antigo Estado da Guanabara, e distribuída mensalmente para as coordenadorias das escolas municipais. Sua experiência com a docência com crianças na Escola Municipal Guatemala, no Rio de Janeiro, deu vez à pesquisadora e a levou para outros caminhos. Hoje, passados aproximadamente 45 anos do seu afastamento das atividades na Educação Musical Infantil, Ermelinda resgata a antiga paixão, especialmente em virtude do nascimento de seu primeiro neto José. Assim, nascem os CDs “Cantando e brincando com Vovó Linda Vol.1 e vol.2”, dois álbuns de imensa riqueza histórica e educativa, que teve como grande inspiração – no caso do Vol. 1 - o vasto trabalho de Liddy Chiaffarelli, educadora musical, musicista e pianista que teve seu auge de produção nas décadas de 30 e 40 do século XX, casada também com Francisco Mignone. Os CDs já estão disponíveis nas plataformas digitais (Deezer, Spotify, iMusic, Shazam).
Os CDs já estão disponíveis nas plataformas digitais (Deezer, Spotify, iMusic, Shazam).

Acadêmicos da Zona Leste e o baile Verde e Rosa


A escola de samba Acadêmicos da Zona Leste, realiza na noite desta sexta feira, 22, na sede do Bloco Leva Eu à rua Ananias entre a Pinheiro Machado e a Vieira Caula no bairro Igarapé, o 1º Baile Carnavalesco Verde e Rosa.
O carnaval está marcado para começar as 22 horas, com a Banda “Verde e Rosa” tocando as mais populares marchinhas carnavalescas, sob o comando do maestro Alkbal Sodré.
A escola de samba Acadêmicos da Zona Leste é a caçula das escolas do Grupo Especial uma vez, que foi a grande campeã do grupo de acesso no carnaval passado. A presidente Anne Mamede e sua diretoria não tem medido esforços para transformar a escola, numa das mais concorridas de Porto Velho e para isso, vem investindo na Comunidade da Zona Leste promovendo oficinas de percussão cujo objetivo, é formar instrumentistas para no futuro integrar sua bateria.
Com o intuito de realizar um grande desfile no carnaval deste ano, a Verde Rosa de Porto Velho, encomendou seu samba enredo a um dos mais respeitados compositores do gênero, das escolas do Rio de Janeiro, o cantor Ciganerey que desenvolveu o tema “Negras Raízes – Os Quatro Eixos do Povoamento Negro em Rondônia”, baseado na pesquisa do historiador Marcos Texeira. “Infelizmente as escolas de samba de Porto Velho não irão desfilar oficialmente este ano e assim, nosso samba considerado pelas coirmãs como um dos melhores, não vai ser cantado na passarela Edson Fróes. De qualquer maneira, estaremos disputando o concurso que vai eleger o melhor samba enredo 2019, das escolas de Porto Velho, no domingo de carnaval na praça Aluízio Ferreira”, disse a presidente Anne Mamede.


Concurso de Fantasia


No decorrer do Baile Verde e Rosa a Acadêmicos da Zona Leste vai promover o Concurso de Fantasia quando os jurados irão escolher a Fantasia “Mais Original”.


Serviço


Baile Carnavalesco Verde e Rosa
Local – Sede do Bloco “Leva Eu” a rua Dr. Ananias no bairro Igarapé.
Dia – 22 de fevereiro de 2019
Hora - 22 horas