segunda-feira, 31 de março de 2014

Lenha na Fogueira - 1°.04.14

Hoje a população de Porto Velho está sendo convidada a comparecer na rua Jatuarana com a BR 364 para participar da inauguração do Viaduto.

********
Logo depois todos devem se dirigir para o outro lado da BR, para participar da inauguração da rua da Beira totalmente urbanizada, ou seja, asfaltada, iluminada, com saneamento, meio fio, canteiro, e toda sinalizada.
*******
O almoço será servido no Restaurante Popular que será entregue funcionando 100% a população da Zona Leste.

*******
O cardápio inaugural vai contar com Escabeche de Peixe do Rio Madeira contaminado com tudo quanto é tipo de doença. Á água também é oriunda das fontes afetadas pela enchente do Madeira.
********
À tarde, todos estão convidados a marcar presença na inauguração da reforma do Estádio Aluizio Ferreira, onde a seleção dos estudantes de Porto Velho vai enfrentar a seleção dos Ribeirinhos Desabrigados pela enchente do Rio Madeira

*******
Outra solenidade será realizada em Jacy e em Mutum Paraná com as balsas sendo liberadas, para transportar as carretas de um lado para o outro em virtude da enchente do Rio Madeira.

*******
Enquanto isso, a prefeitura de Porto Velho através da Funcultural, está convocando os carnavalescos dos blocos de trio e das escolas de samba para receberem a indenização pelos prejuízos causados pela enchente do Rio Madeira.

********
Todo mundo que tem direito a cesta básica deve comparecer nos locais de entrega, pois a Defesa Civil vai complementar a cesta distribuindo a famosa “Mistura”.

********
Os funcionário até 1987 a partir deste mês, passarão a receber seus vencimentos através da folha do Governo Federal, pois todos foram beneficiados com a TRANSPOSIÇÃO.

********

Depois de quase 20 anos, o Teatro de Porto Velho será inaugurado com apresentações de shows de todos os artistas de Porto Velho.

*******
Os grupos folclóricos filiados a Federon podem ir ao Banco, pois o dinheiro referente às apresentações no Flor do Maracujá dos anos de 2012 e 2013 está depositado na conta de cada um.

*******
Os artistas que se apresentaram nos shows em comemoração ao Centenário da Madeira Mamoré em 2012 também receberão seus cachês no dia de hoje.

********
Os bois bumbas Malhadinho e Flor do Campo de Guajará Mirim também vão receber os subsídios referente à suas apresentações no Festival Duelo na Fronteira dos anos 2012 e 2013.

*******

Em Guajará Mirim assim que o Rio Mamoré baixar o governo vai reinaugurar o Museu da Estrada de Ferro.

********
Hoje também começa a catalogação de todas as peças que não foram pro fundo e que pertencem ao acervo do museu da Estrada de Ferro Madeira Mamoré em Porto Velho.

********
Os mensaleiros passam a ser considerados como formadores de quadrilha também e com isso passarão mais tempo na prisão.

********
A câmara de vereadores de Porto Velho vai cassar todos os vereadores denunciados na operação Apocalipse.

*******
Todas as ruas de Porto Velho serão asfaltadas e as que já são asfaltadas recapeadas. Não existirá mais nenhum buraco nas ruas de Porto Velho.

*******
O D’Andrea vai entregar a direção do Grupo Êxodo aos fundadores.

*******
A prefeitura de Porto Velho vai receber o troféu “evidencia” por não ter realizado os carnavais de 2013 e 2014.

********
O Zekatraca jura que a partir de hoje, não mais vai denunciar a falta de apoio à cultura!

********
A peça “Confissões de um esparmatozoide careca” vai deixar de ser encenada por falta de “Sêmen”!

********
Tudo que está escrito aí em cima, não passa de brincadeira.

*******
É a nossa homenagem ao 1° de abril, o DIA DA MENTIRA

O dia da mentira e os mentiroso de Porto Velho

 Antigamente o termo, “é mentira”, era utilizado como deboche no dia 1° de abril, o que hoje já não é tão utilizado apenas nesse dia, infelizmente. Bom, o que queremos produzir com esta crônica, é uma homenagem a alguns dos maiores mentirosos que por aqui passaram e alguns moram até hoje.
Um dos grandes mentirosos que morou em Porto Velho foi o médico Dr. Dermeval. Dermeval e suas “mentiras” ficaram tão famosos que seus amigos, sempre na madrugada do dia 1° de abril, se reuniam e faziam Alvorada em frente à sua residência.
Ele contava na maior cara de pau, que certa vez, em viagem a Guajará Mirim o trem da Madeira Mamoré descarrilou nas proximidades do Iata e um compadre dele, com dor de barriga foi ao mato e levou a mochila. Quando terminou, abriu a mochila e tinha um disco de Valdick Soriano por cima do papel, ele tirou o LP colocou numa pequena árvore ao lado. O certo foi que esqueceu o disco. Em outra ocasião, andando pela mata, juntamente com o Dr. Dermeval, ouviu: “Quem-é, quem-é, quem-é... Olhou pro médico surpreso e até meio assustado. O instinto levou os dois a procurar de onde vinha aquele som: Quem-é, quem-é... Quando viram estavam embaixo de uma laranjeira e quando olharam pra cima, viram um pedaço daquele disco do Valdick que com o vento raspava no espinho da laranjeira, justamente na parte da música que dizia: Quem és tu para querer manchar meu nome”. Dermeval jurava que isso aconteceu de verdade. “Vi com esses olhos que a terra irá comer!”.
Meu amigo Manelão também carregava a fama de contador de “lorota”. Morreu afirmando que certa vez, passou por entre as torres da Catedral de Porto Velho pilotando um avião paulistinha. Isso jamais poderia acontecer uma vez que se realmente ele passasse com o avião por entre as torres da igreja, bateria Cúpula.
Seu Xavier que foi dono de parte das terras que formam a localidade de Belmonte. Certa vez recebeu em seu comercio, duas pessoas se dizendo turistas, que queriam saber se realmente ele era grande pescador e preparador de Tartaruga. “Ora meus amigos, podem acreditar, sei preparar mais de oito pratos de tartaruga. Por um acaso acabei de matar uma tartaruga la na beira do Lago do Cuniã, se os senhores quiserem esperar, preparo a “Franga” para o almoço, os dois eram fiscais do IBDF e então se apresentaram, anunciando que seu Xavier estava sendo autuado porque estava pescando tartaruga o que até hoje é proibido por Lei. Xavier muito tranquilo, palitou os dentes, fez pose e falou. “Os senhores acabam de conhecer o maior mentiroso da Amazônia Antônio Xavier do Belmonte seu criado!
Aproveitamos a oportunidade para homenagear também os políticos por mais um dia 1° de abril! Salve o Dia da Mentira!

sábado, 29 de março de 2014

Lenha na Fogueira - 30.03.14

Os sambistas de Porto Velho perderam na madrugada de ontem, dia 29, aquela que podemos considerar como uma das rondonienses que mais Gerou Sambistas, dona Nilza Dias Knight.

*******
Ela é mãe do mestre de bateria, compositor, ritmista e cantor Oscar Knightz, Mãe do mestre sala Edilson, Mãe do Mestre de Bateria Admilson e Mãe do carnavalesco Aldo e do Aldemir, todos da escola de samba Asfaltão. Mais a Waldira, Talmira, Monica e Almir.

*******
Seu filho Admilson que é cinegrafista do Decom mais conhecido como Negão, postou o seguinte:

*******
“Hoje (ontem) as 04h00, perdi a pessoa mais importante da minha vida D. Nilza Dias de Menezes Knightz, minha mãe, vítima de problemas respiratórios, uma mulher guerreira que lutou até os últimos dias de sua vida, nunca abandonou seus filhos, esteve sempre ao nosso lado nos ensinando os valores humanos de respeito, dignidade, honestidade, e principalmente amor pelo próximo. Descanse em paz minha mãe, sei que a partir deste momento estarás sempre ao lado do nosso bom Deus nos protegendo e nos abençoando. Seus ensinamentos levarei para toda vida, quero aqui expressar todo o meu orgulho e o meu amor por você mãe guerreira, saiba que enquanto a luz da vida estiver acessa em mim vou te amá-la com todas as minhas forças”.

********
Além disso, Dona Nilza era irmã do Francisco Dias de Menezes mais conhecido como Neguinho Menezes autor de vários sambas de sucesso, entre eles o “Rio Cidade de São Sebastião”, gravado pelo Beto Cezar em seu mais recente CD.

*******
Para completar é tia das compositoras conhecidas como Pastoras do Asfaltão, além dos compositores Waldison Pinheiro e Zé Baixinho. No Rio de Janeiro uma pessoa como Dona Nilza seria chamada de Tia Nilza.

*******
A família Diário da Amazônia lamenta o passamento da Dona Nilza e envia à família enlutada suas condolências.

********
Lembramos que amanhã dia 31 de março completa 50 anos do Golpe Militar que durou até 1985.

********
Na realidade o Golpe Militar entrou para a história com a data de 31 de março. A data era para ser o 1° de abril. Porém como nesse dia é comemorado o dia da mentira, os militares saíram dos quartéis, minutos antes da meia noite do dia 31 de março, apenas para não caírem na Mentira.

********
Foram anos de repressão, censura principalmente nos meios de comunicação. Foi o tempo da farsa: Brasil, Ame-o ou Deixe-o.

*******
Noventa milhões em ação, pra frente Brasil Salve a Seleção. Lembra dos versos do hino da Seleção Brasileira de 1970. Versos escritos pelo compositor Luiz Gustavo que até hoje é cantado em todo o Brasil. Os militares usaram a seleção para promoveram o regime deles.
********
Do tempo da ditadura, a única coisa que podemos considerar como boa, foi a produção musical. Veja Chico Buarque, Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Aldir Blanc, João Bosco, Ivan Lins, Raul Seixas, Marcos Vale e Paulo Sergio Vale, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Jorge Mautner entre outros.

********
Embaixo de cacete tínhamos o jornal “O Pasquim” onde as opiniões dos articulistas driblavam os censores e o povo ficava sabendo das coisas na base da gozação. Stanislaw Ponte Preto personagem do jornalista Sergio Porto criou o FBAPA – Festival de Besteira que Assola o País que fazia o maior sucesso.

*******
Apesar dos pesares, a Democracia é muito melhor que a opressão dos regimes militares.
*******
Comemoremos então a liberdade de expressão, ao lembrarmo-nos dos 50 anos do Golpe Militar de 64!

sexta-feira, 28 de março de 2014

Dia 31 de março ha 50 anos



Por Silvio M. Santos

O golpe militar de 31 de março de 1964, que muitos insistem em chamar revolução, só chegou a Porto Velho pra valer, no dia 24 de abril daquele ano, quando aqui desembarcou na calada da noite, o Capitão Anacreonte, com ordens para dar cabo (prender), os comunistas ou aqueles que apenas discordavam do regime comandado pelos militares.
Vale salientar que o rondoniense era acostumado a ser governado por militares, pois desde a criação do Território Federal do Guaporé em 13 de Setembro de 1943, os governadores com pouquíssimas exceções, eram militares, por isso a “revolução”, não foi tão sentida por estas bandas, a não ser por aqueles que se diziam comunistas ou antimilitares desde o tempo do Guaporé.
A vida do rondoniense e no nosso caso, dos portovelhenses continuava normal, inclusive, a única emissora de rádio existente a época Rádio Caiari, local onde eu trabalhava como operador de áudio e apresentador (locutor) de programas musicais, não sofreu nenhuma censura em sua programação por conta da “Revolução”, a única exigência era que a direção da emissora, tinha que gravar a programação diária em fita (rolo) e entregar no Comando do Exército ou da Revolução local. Isso até o dia 24 de abril de 1964, quando o capitão Anacreonte tomou conta do palácio Presidente Vargas prendendo o governador interino Eudes Camponizzi. Essa história você fica sabendo nos escritos do historiador Francisco Matias.
O que eu quero contar pra vocês é a história da nossa turma de jovens.

O dia que a revolução chegou a Rondônia

Era uma quinta feira dia 23 de abril de 1964, a juventude estava reunida no Clube Ferroviário cuja sede, era ao lado da praça Rondon, e ainda não existia a rua Norte Sul (Rogério Weber). O conjunto musical The Clevers estava de passagem por Porto Velho e como não tinha voo previsto para São Paulo nos próximos dias, se apresentava como se fosse uma banda local, todas as quinta feiras no Ferroviário. A festinha como a gente chamava as “baladas” da época, começavam às 21h00 e terminavam o mais tardar Uma Hora da madrugada. O Yê, Yê rolando solto e a turma dançando na maior, quando as luzes do salão são acesas.
Para surpresa de todos, vários soldados do exército, de baioneta escala, se posicionaram a beira do salão de dança, enquanto o comandante daquela tropa, subiu ao palco e ordenou: “Os senhores têm Um Hora para deixar esse ambiente e se recolherem as suas residências, quem for encontrado pela rua a partir dessa Uma Hora, será recolhido ao xadrez do exército”.
A nossa turma da “feira”, apesar de no inicio tremer mais que vara verde se tranquilizou, pois, nossa casa ficava ali na avenida Farquar entre a Sete e a hoje Renato Medeiros ou seja, a menos de 500 metros da sede do Ferroviário.
Nossa festa acabou ali, mas, os quartéis festejaram a chegada como presos político do regime militar: Floriano Rodrigues Riva, Rafael Vaz e Silva, Távora Buarque, Harry Covas, Rafael Jaime Castiel, e outros. 
Há cinquenta anos!


Lenha na Fogueira - 29.03.14


Há muito tempo, não via um evento que podemos classificar, como “Festa da Sociedade” em Porto Velho.

********
Foi preciso o colunista Valdeci Tergon vir de Ji Paraná, para mostrar como é que se faz uma festa literalmente glamorosa em todos os sentidos, do figurino dos convidados aos vários shows, inclusive com a recepcionista que foi nada-mais nada-menos que a  Helen Ganzarolli do SBT.

*******
Os homenageados receberam o troféu “Personalidade em Evidencia” na festa que aconteceu na noite da última quinta feira 27, no hotel Accordes em homenagem ao Centenário do Município de Porto Velho.

********
Muitos foram os homenageados com o troféu, a maioria merecedora realmente. A transmissão ao vivo da RedeTV-RO também merece elogios.

*******
Daqui externamos nossas felicitações ao Tergon pela belíssima festa e em especial, pela produção e principalmente pelos homenageados. Valeu Tergon.

*******
Hoje a política de Rondônia em relação a candidaturas ao governo do estado, pode ser definida, pois o governador Confúcio Moura deve anunciar sua pretensão de continuar governando o estado por mais quatro anos.
*******
A reunião vai acontecer na cidade de Ji Paraná neste sábado, Lá também os Petistas pretendem lançar o Padre Ton como candidato do partido ao governo, porém, de acordo com os analistas políticos, essa pretensão pode mudar para vice do governador de Confúcio.

*******
Tenho a impressão que realmente o PT vai se aliar ao PMDB também em Rondônia e vai apresentar o Padre Ton como candidato a vice do governador Confúcio.

*******
Tanto que o atual vice, Airton Gugacz já andou falando que vai sair candidato a Deputado Estadual. Caso as previsões se concluam, Confúcio perde um ótimo vice, mas, pode ganhar um Padre para se confessar nas horas de aperto.

*******
Por falar em encenação, mais uma vez a inauguração do teatro do governo estadual foi adiada.

*******
Era para acontecer no próximo dia 25 de abril, mas, ontem o secretário Lúcio Mosquine anunciou que em virtude da burocracia, o prédio só será entregue à sociedade rondoniense no mês de maio.

*******
Aliás, andam dizendo que o secretário Mosquine pretende ser candidato nas próximas eleições. É sempre assim, quando temos uma pessoa que trabalha, logo a perdemos.

*******
Se eu fosse o Lúcio ficaria mais quatro anos no DER e então sairia  candidato ao governo do estado. Se deixar o governo agora, para sair candidato pode se dar mal, pois ainda falta muito para que seu trabalho seja reconhecido realmente pelos eleitores de todo o estado. Fica no DER Mosquini o Nilsinho precisa.

*******
Primeiro inaugura o teatro, curte a festa de inauguração que deve durar o ano todo, termina a rua da Beira, a Estrada Parque, O asfaltamento das ruas dos municípios e todas as obras programadas pelo governo Confúcio e só depois pensa em sair candidato a alguma coisa. Quem sabe a prefeito de Porto Velho em 2016!

*******
O que estranha é a prefeitura estar pedindo à população que doe mantimentos às vítimas da enchente do Rio Madeira, inclusive cesta básica.

*******
Sergio Ramos, me explica, a prefeitura não fez licitação e selecionou uma empresa para fornecer cesta básica para as vítimas da enchente? E como é que estão pedindo pro povo doar?

*******
Hoje a Escola de Música Sol Maior se apresenta no Teatro Um do Sesc Esplanada pelo Projeto Ciclo de Partituras. Vai lá que a noite vai de rock”n roll.

*******

Para não perder a balada. Amanhã meu Vasco da Gama se clássifica para a final do campeonato Carioca, vencendo o Fluminense por 1 X0. 

Ciclo de Partituras - Tributo Metallica


Neste sábado dia 29, os fãs do rock’n roll tem encontro marco com a apresentação do “Tributo Metallica” da Escola de Música Sol Maior, que há 28 anos atua em Porto Velho. O evento, que faz parte do projeto “Ciclo de Partituras” do Sesc, acontecerá às 20 horas no Teatro 1 do Sesc Esplanada. A entrada será gratuita, mas o Sesc estará recebendo alimentos e produtos de higiene pessoal na entrada, em prol dos desabrigados pela enchente do Rio Madeira.

Quem participa do evento são os professores e ex-professores da escola, com a presença do músico Hugo Borges, convidado para ser o vocalista da banda. Durante cerca de uma hora e meia os participantes apresentarão 13 músicas do Metallica, banda norte-americana formada na cidade de Los Angeles, na Califórnia.

Segundo a proprietária e diretora da Sol Maior, Silvia Freire, essa é a segunda vez que a escola de música realiza um tributo em homenagens à bandas de rock. “Devido ao sucesso do primeiro tributo, na ocasião, em homenagem a banda Iron Maiden, resolvemos continuar investindo nesse segmento também. Após o Metallica já daremos início à pesquisa do próximo grupo a ser homenageado” conta.

O Ciclo de Partituras é um projeto do Serviço Social do Comércio em Rondônia voltado para a música instrumental e erudita, a exemplo dos projetos de circulação nacional como o Sonora Brasil e Sesc Partituras, do Sesc Nacional. “Com esse projeto, podemos além de incentivar e abrir espaço para as produções locais desse gênero, oferecer ao nosso público o acesso a diferentes linguagens musicais” destaca o presidente do Sistema Fecomércio-Sesc-Senac, Raniery Araújo Coelho.


Participam do tributo os músicos, Luis Carlos (guitarra), Wendel França (guitarra), Renan Lima (bateria) Joel Soares (baixo) e Hugo Borges (vocal).

quarta-feira, 26 de março de 2014

Lenha na Fogueira - 27.03.14



Não sei se os leitores já perceberam, mas, os órgãos responsáveis em prestar assistência aos afetados pela enchente do Rio Madeira, só estão considerando como distritos do município de Porto Velho, as localidades do médio e baixo Rio Madeira mais os distritos de Jacy Paraná e Abunã.

*******
Pro outro lado do Rio Madeira/Abunã, parece que tudo pertence ao estado do Acre.

*******
Você já leu, ouviu ou assistiu alguma matéria jornalística falando em como estão às localidades de Vista Alegre, Fortaleza do Abunã, Extrema e Nova Califórnia?
*******
A preocupação é com o abastecimento do estado do Acre, parece até que os Distritos citados acima, não estão sofrendo com as conseqüências da cheia do Rio Madeira.

******
Tá certo que o governo do Acre tem trabalhado em prol do abastecimento dos habitantes do seu estado. E o governo de Rondônia. Aliás, o prefeito de Porto Velho e sua Defesa Civil o que está fazendo pelos habitantes dos Distritos da chamada Ponta do Abunã.

********
Não vi nenhuma foto sobre a área da cidade turística Fortaleza do Abunã. Com certeza está debaixo d’água, mas, como os que lá residem são poucos e em consequência geram poucos votos, os políticos não estão nem aí para eles.

********
Os vereadores não se pronunciaram a respeito e nem estão provocando qualquer ação, solicitando esclarecimentos do prefeito de como está à assistência àquela população.

*******
Fala-se muito na emancipação da Ponta do Abunã que deve passar a contar com Dois Municípios.
*******
A pergunta que não quer calar é: O que nossas autoridades municipais e estaduais, estão fazendo em relação a estruturação desses distritos, para quando passarem a municípios contarem com o mínimo para iniciarem a nova fase.

*******
O que vemos são os vereadores de Porto Velho, preocupados em requerer o impeachment do prefeito Mauro Nazif.

*******
Por falar nisso, alguém já ouviu falar de qualquer ação dos vereadores de Porto Velho em prol das vítimas das enchentes.

*******
O que se viu foi alguns deles dando uma de PAPAGAIO DE PIRATA durante a visita da presidente Dilma a Porto Velho.

*******
Posso até estar cometendo alguma injúria, ao me referir a falta de atuação a favor das vítimas das enchentes do Rio Madeira, pelos vereadores de Porto Velho.
*******
Mas, da pra notar que eles não estão fazendo nada em prol da população afetada pela enchente. Se estiverem, não estão divulgando.

*******
Algum dos vereadores de Porto Velho já se preocupou, em saber perante a Defesa Civil, como está a situação dos Distritos de Vista Alegre e Fortaleza do Abunã, Nova Califórnia e Extrema.

*******
Será que só no Acre está faltando gênero alimentício, combustível, água potável e gás de cozinha? A população de Fortaleza do Abunã está abrigada aonde?

*******
Das localidades citadas, acho que apenas Fortaleza do Abunã deve estar totalmente alagada por ficar à beira do Rio Abunã, as demais ficam longe dos canais dos rios. Essas localidades podem não estar alagadas, mas, estão sofrendo com a falta de produtos de primeira necessidade.

*******
Tudo que escrevi acima pode até ser desconsiderado, caso os órgãos responsável pela assistência às vítimas da enchente tenham ou estejam também preocupados e prestando as devidas assistências às populações afetadas.

*******

Se assim for, o que está faltando são nossos meios de comunicação divulgar a situação dessas localidades. Lembramos que os distritos citado pertencem ao Município de Porto Velho e em conseqüência ao estado de Rondônia.

O Imaginário comemora semana do teatro

O Grupo de Teatro O Imaginário de Porto Velho (RO), está com vasta programação em comemoração à Semana Nacional do teatro que começou no último dia 24 e vai até o domingo dia 30.O dia Mundial do Teatro é o 27 de março, portanto nesta quinta feira.
Várias atividades estão acontecendo no Tapiri como exibição de documentários, palestras, leituras em cena, debates e diálogos sobre processo e o próprio ofício do fazer de teatro.
Domingo dia 30 as atividades serão encerradas com a apresentação do espetáculo “Pássaro Fora do Ar”.
Pássaro Fora do Ar” é um monólogo que nos transporta para um ambiente solitário e cinzento onde pelas grades da memória torna-se audível os pios de uma criança e os fragmentos esparsos da sua relação com a figura paterna.
O aprimoramento das emoções e da evolução natural da infância constrói um ambiente de metamorfose entre a condição de menino e a de pássaro, além de aspectos reveladores de uma atmosfera opressiva que transita entre o real e o imaginário. 
"Pássaro fora do ar" foi concebido a partir de uma pesquisa sobre o universo da infância e as influências externas e internas que vão moldando este universo. Para a esquete, a concepção se pautou nas partituras atorais e nos fluxos de imagens como uma estrutura fluida de construção teatral. Na cena, além do foco na interpretação, a sonoridade contribui para a edificação de uma ambiência cênica onde um menino se transforma em pássaro. Os prospectos de direção da cena se concentram na atuação e em como o interprete constrói e desconstrói os planos absurdos que neste caso formatam a teatralidade.
Serviço: Semana Nacional do Teatro
Período: de 24 a 30 de março
Horário: sempre às 20 horas
Local: TAPIRI
Endereço - Rua Frankin Tavares, 1349, Pedrinhas - Porto Velho - RO
Contatos: 69 9979 0048



Dom Moacir Grechi - Maior Cidadão Contemporâneo

O Arcebispo emérito da arquidiosece de Porto Velho, Dom Moacir Grechi, foi o vencedor do Concurso Maior Cidadão Contemporâneo da cidade de Porto Velho. O concurso foi realizado pela Rádio Rio Madeira FM, através do Programa “Cultura Popular” apresentado pelo radialista e jornalista José Martins. “Foram selecionados 33 candidatos na primeira fase, pessoas que a direção da emissora em parceria com a gente, acha que de uma maneira ou de outra se destacaram em áreas como Educação, Cultura, Saúde, Religião, Direito, Esporte, Artes Plásticas, Administração, comunicação e literatura” disse Martins. Entre os que mais se destacaram estão Dom Moacir Grechi, Eldon Brito (cantor), Clevis Serafim, Yedda Bozarcov, João Zogbhi, José Monteiro, Silvio Santos e Aluizio Guedes.
A votação foi realizada através do telefone da Rádio Rio Madeira FM (69) 3229-9142 durante mais de três meses. Os três primeiros colocados pela ordem foram: Dom Moacir Grechi, Eldon Brito e Clevis Serafim.

A premiação vai acontecer nesta sexta feira 28, a partir das 19h30, na Biblioteca Municipal Viveiro das Letras, Av. Jatuarana, ao lado do Colégio Joaquim Vicente Rondon, no bairro Cohab.

terça-feira, 25 de março de 2014

Lenha na Fogueira - 26.03.14


Acontece na tarde desta quarta feira 26, as 15h00, na sede da Funcultural de Porto Velho, reunião com os membros do Conselho Municipal de Cultura.

********
Aliás, depois da reunião que elegeu os Delegados no mês de agosto, se não me engano, somente agora a presidente da Fundação está convocando os Membros do Conselho Municipal de Cultura para nova reunião.

*******
Hoje de acordo com nossas fontes, vamos ficar sabendo das ações programadas pela Funcultural para o restante do ano do Centenário de Porto Velho. Centenário que até agora não pode ser comemorado em virtude da cheia do Rio Madeira.

*******
Por sinal, a enchente do Madeira, está deixando os produtores culturais receosos de divulgar seus projetos para o primeiro semestre deste ano.

*******
Se as aguas continuarem subindo do jeito que estão, vai ficar difícil realizar qualquer evento neste semestre. A salvação será se o Rio Madeira começar a baixar, pelo menos até o dia 15 de abril se isso não acontecer, adeus todo e qualquer evento considerado de grande porte na cidade de Porto Velho.

*******
Até mesmo a vontade da realização dos desfiles dos blocos carnavalesco no mês de maio, deve ser abortada, já que o problema maior vai ser quando as águas começarem a baixar.

********
Ficou provado e até acho que a equipe do prefeito já se arrependeu, por ter cancelado os desfiles durante o período do carnaval tradicional.

********

Naquele momento o Rio Madeira ainda não tinha ultrapassado o nível da enchente de 1997. A água mal tinha chegado a Baixa da União. Tanto que alguns blocos chegaram a desfilar sem qualquer problema de reclamação por parte dos afetados pela enchente.

********
Agora não, pois a enchente já chegou ao Bingool Clube e continua avençando. A Zona Sul está literalmente isolada, só tem acesso via BR-364 e assim mesmo muito precária.

*******

Tá muito mais impraticável a realização dos desfiles dos blocos na atual situação do que antes.

*******

Por isso que desde ontem, estou sugerindo aos dirigentes dos blocos de trio elétrico, que entrem em acordo para só desfilar no carnaval do próximo ano.


*******
Se não venderam camiseta ou abadá para o carnaval tradicional, agora é que não vão vender mesmo.


*******
Diz aí, quem é que vai ter coragem de brincar carnaval, com parte da população de Porto Velho e toda a população do Médio e Baixo Rio Madeira fora de suas casas, fora de suas comunidades?


********

Mais do que antes, agora é que não tem clima para se sair festejando. Aliás, festejando o que?

********

A desgraça dos outros? Vamos colocar a cabeça no lugar e anunciar. Quem comprou camiseta ou abadá com certeza vai entender. Os abadás deste ano serão aceitos nos desfiles do próximo ano.


********

Se a prefeitura quiser festejar o Centenário do Município de Porto Velho, porque não programa uma grande festa para o final do mês der setembro!

********

Dia 2 de outubro data do aniversário do município, cai no meio da semana então, vamos fazer a festa do Centenário nos dias 26, 27 e 28 de setembro. Até as escolas de samba podem participar desta festa com seus desfiles, pois diferente dos blocos de trio elétrico, as escolas de samba contam em seus Enredos, a história de Porto Velho nestes Cem Anos de Existência.


********

Na data acima sugerida, pode não ser viável desfile de bloco de trio, mas, para desfile de escola de samba é.


********

Estamos convocando os leitores para opinarem sobre os desfiles carnavalescos dos blocos de trio elétrico.

********

Opine via redes sociais. Se a FAVOR ou CONTRA os desfiles carnavalescos fora de época!


segunda-feira, 24 de março de 2014

LENHA NA FOGUEIRA - 25.03.14



Superando todas as previsões, o Rio Madeira continua enchendo mais a cada dia. Já está beirando os 20 metros e os encarregados dos órgãos que fazem parte da Comissão que dá assistência às pessoas que tiveram suas casas e propriedades tomadas pelas águas, já não sabem mais aonde essa enchente vai chegar e até quando vai durar.

*********
Até alguns dias, a previsão era de que as chuvas parariam de cair nos Andes e na área de Rondônia que engloba a calha do Rio Madeira, seria o dia 27 deste mês de março.

********
Porém, essa previsão já não pode mais ser confirmada, já se teme que as chuvas cheguem ao mês de abril tão torrenciais como agora e se assim acontecer, salve-se quem puder.
********
Tá todo mundo sendo afetado pela cheia descomunal do Rio Madeira, os preços dos alimentos estão pelos olhos da cara, principalmente aqueles oriundos da produção das áreas alagadas, como o Médio e o Baixo Rio Madeira.

********
Outro produto importante na culinária amazônida já não se encontra, como é o caso da nossa Chicória, tempero super importante na preparação de pratos a base de peixe. Um molhe de Chicória quando é encontrado, está custando R$ 2 (Dois Reais) por quatro folinhas de tempero, assim acontece com o nosso Cheiro Verde.
********
Quando partimos pro lado cultural, os prejuízos também são grandes. Por exemplo:
*******
Os desfiles de Carnaval foram impedidos de acontecer na data tradicional, e com a perspectiva das águas não começaram a baixar até meados de abril, vai ser difícil a realização da festa no mês de maio, conforme ficou acertado em reunião dos carnavalescos com a Funcultural.

********
A outra data alternativa para a realização dos desfiles é no mês de julho, já que o mês de junho, está reservado para as festas folclóricas.

********
Na minha humilde opinião, não tem mais razão de ser, desfile de bloco de carnaval, no meio do ano. Vamos pensar melhor senhores responsáveis pelos blocos de trio.

*******
Ontem estivemos na Secel conversando com o Gerente de Cultural Joaquim Pedro e ficamos sabendo, que a Superintendencia de Cultura está trabalhando para realizar o Flor do Maracujá deste ano, entre os dias 27 de junho de 6 de julho.
*******
Uma ótima data! Porém, liguei pro Coronel Farias para saber até quando os ribeirinhos vítimas da enchente do Rio Madeira, vão ficar nos abrigos montados no Parque dos Tanques.

********
E ele acha, “pois não temos como afirmar com segurança”, que o acampamento só começara a ser desmontado. “Lá pro mês de junho”, se o rio parar de encher.

********
Apesar da Secel já ter reservado a data, junto ao Departamento de Patrimônio responsável pela administração do Parque dos Tanques, tudo vai depender da saída dos “abrigados” pela Defesa Civil.

********
Diante disso, o nosso Arraial Flor do Maracujá mais uma vez pode ser adiado. Esperamos que não!

********
Na Secel está tudo correndo dentro dos conformes, para que a festa aconteça, inclusive com repasse de recursos para os grupos folclóricos. Essa é a novidade!
*******
Apesar da falta de Financeiro, a Gerencia de Cultura aposta na colocação de emendas pelos deputados estaduais para a realização da Festa.

********
Existe a possibilidade do Flor do Maracujá ser patrocinado por uma grande empresa brasileira. Aí o Kim com a Eluane vai correr pro abraço.

********
Já sabemos que os grupos, apesar de não estarem tão empenhados nos ensaios, se forem convocados, prestigiarão nossa maior festa folclórica.

*******

É rezar pra chuva passar e o rio baixar!