domingo, 31 de agosto de 2014

Cariberana e Boi Manhoso no Flor do Maracujá

O cantor Caribé vai se apresentar na noite deste domingo na Ilha do Forró do Arraial Flor do Maracujá. Caribé é um dos músicos de maior sucesso do estado de Rondônia inclusive é autor da melhor música (jingle) de campanha dos candidatos a governador do estado de Rondônia, o músico que mora na localidade ribeirinha de Cujubizinho em Porto Velho tem uma admirável facilidade de improvisar versos que se transformam em melodias num ritmo por ele criado e denominado de “Cariberana”. O show do Caribé e Banda (Carlos Guery nos teclados) começa a meia noite e vai até duas horas da madrugada e é com entrada franca.

Festa de Abertura


O XXXIII Arraial Flor do Maracujá foi aberto oficialmente na noite da última sexta feira 29, com a presença da Superintende da Secel Eluane Martins no ato representando o governo de Rondônia; Presidente da Funcultural Christian Camurça representando o prefeito Mauro Nazif, Joaquim Pedro Gerente e Cultura da Secel e o Presidente da Federon Fernando Rocha, que disseram da felicidade em estar abrindo mais um Flor do Maracujá. “Agradecemos em particular o Ministério Público de Rondônia na pessoa do Dr. Héverton Aguiar, ao governo do estado através da Secel e a prefeitura de Porto Velho pelo apoio que nos foi dado para que pudéssemos nesta data estar abrindo mais uma edição da nossa maior festa folclórica. Declaro aberta a trigéssima terceira Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá” discursou Fernando Rocha.
Logo após a solenidade de abertura a Banda da 17ª Brigada de Infantaria de Selva executou o Hino Nacional Brasileiro, Hino de Rondônia e mais três obras. Em seguida o grupo Carimbó da terceira idade dançou seguido do Grupo de Capoeira do Esperança da Comunidade. A disputa propriamente dita começou com a apresentação da Quadrilha Mirim Arrasta Pé de Candeias, prosseguiu com o show da Quadrilha Junina Estrela do Norte e fechou a noite com a Quadrilha Unidos do Palheiral.

Programação


Neste domingo 31 a programação folclórica começa com a apresentação do grupos de Quadrilha Mirim Matutinhos do Triângulo; Boi Bumbá Manhoso; Quadrilha Adulta Matutos do Triângulo e Mocidade Junina.

Amanhã segunda feira 1° se apresenta: Quadrilha Mirim Matutinhos da Princesa; Quadrilha Adulta Rosa Divina e o Boi Bumbá Marronzinho. Lembrando que as apresentações começam as 20h00.

Lenha na Fogueira 31.08.14


A respeito da semana da Pátria cuja programação cobramos na coluna de ontem, a prefeitura distribuiu a seguinte nota:

**********
A Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoverá na próxima terça-feira (02), a solenidade de Abertura da Semana da Pátria da Rede Municipal de Ensino. O evento acontecerá na Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Chiquinho, a partir das 08 horas, e contará com a presença do prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, como também de diversas outras autoridades políticas, representantes do Ministério Público, secretários municipais, diretores de escolas municipais e dos professores e alunos do próprio Colégio Padre Chiquinho.

********
Na solenidade acontecerá o hasteamento de bandeiras, canto dos hinos acompanhados pela Banda da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, o discurso do prefeito e duas apresentações artísticas, sendo a primeira constituída de cantos líricos, executados por alunos da Escola Vicente Rondon, e a segunda de apresentação de capoeira, por alunos do projeto Mais Educação.
********
Agora falta a programação do governo estadual. Aliás, a programação da Semana da Pátria no governo estadual é de responsabilidade de quem? Da Casa Civil, Casa Militar, Gabinete da Seduc ou da Secel?

*********
O teatro Palácio das Artes Rondônia o teatrão como está sendo chamado, deve inaugurar em setembro, provavelmente no dia 26, com um grande espetáculo de dança, porém, até agora a assessoria da Secel não divulgou nada.
********
A inauguração do teatro não pode ser vinculada a campanha política, todos sabemos disso, mas, não pode ficar no ostracismo. Vamos trabalhar melhor a divulgação do nosso tão sonhado teatro. Já basta a mancada que deram com a “inauguração” do Teatrinho. Aliás, aquilo foi o verdadeiro “teatrinho”, quanto à falta de consideração para com a imprensa.

********
Esperamos que na inauguração do Palácio das Artes os convites sejam mais bem distribuídos, para não ficar aquele vazio registrado na inauguração do “teatrinho”.

********
O mês de setembro começa amanhã e a coordenação do Teatro ainda não sabe o que fazer com o cerimonial da inauguração. São apenas 26 dias para trabalhar a festa. Vamos acordar para o mundo da comunicação gente boa da Secel!

********
Por falar em Secel, a turma da Eluane Martins está de parabéns pela estrutura montada no Arraial Flor do Maracujá. Kim, Ananias e Cia., fizeram bonito dessa vez. A Superintendente era só sorriso na festa de abertura. Valeu!

********
Quem também merece elogios é o pessoal da prefeitura na pessoa do Christian Camurça. A turma do Dr. Mauro Nazif não mediu esforços para deixar a área do Flor do Maracujá nos conformes. É assim que se trabalha. O Christian não cabia de tanta felicidade! É isso aí Funcultural.

*******
Pra quem achava que o público não iria prestigiar o Flor do Maracujá pela localização, quebrou a cara. Na primeira noite a lotação foi total.
*******
Temos que elogiar o trabalho de divulgação gratuita das Televisões que atuam em Porto Velho. Em especial a Rede Record que está transmitindo ao vivo o evento. Abraços ao Adilson Norato, Carlinhos Maracanã e toda equipe comandada pelo Everton Leone. É assim que se faz!

********
Outra coisa positiva, é a Ilha do Forró. O Denis Carvalho acertou em sugerir a instalação da Ilha. O negócio já pegou e os barraqueiros agradecem!
*******
Vamos curtir as apresentações folclóricas de hoje e o show do cantor Caribé no Flor do Maracujá neste domingo!

***********

Tô na Zona Leste Cunhã!

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

LENHA NA FOGUEIRA - 30.08.14

Segunda feira dia 1° de setembro, de acordo com a tradição em Rondônia, é para acontecer à abertura da Semana da Pátria. Pelo menos até o ano passado a solenidade aconteceu em frente ao palácio Presidente Vargas.

********
Este ano, pelo menos até a tarde de ontem, nenhuma programação havia sido divulgada. Será que até o desfile de Sete de Setembro vai acontecer fora de época em Porto Velho, ou não vai acontecer?

*********
Enquanto isso, a Federon está promovendo o XXXIII Arraial Flor do Maracujá e pelo jeito, com sucesso, a estrutura está montada no quadrilátero das ruas José Vieira Caula, Mamoré, Assis Chateaubriand e Sheila Regina no Esperança da Comunidade

*********
Por falta de experiência da equipe em produzir um evento do porte do Flor do Maracujá, as arquibancadas montadas estão sendo considerados poucas. Acontece que nem podemos colocar a culpa na equipe da produção do evento, já que o problema foi causado pelo dirigente de um grupo de quadrilha, que faz parte da diretoria da Federon, que achou pequeno o espaço da Arena de apresentação e por isso foi retirado um lance inteiro de arquibancada. Depois que o cidadão viu que era pouca arquibancada, tentou modificar, era tarde, pois a estrutura já estava toda parafusada e demoraria para ser desmontada e montada novamente. No decorrer da semana a produção vai tentar concertar a mancada!

********
A diretoria da Federon através do Departamento de Comunicação tentou e não logrou êxito em manter contato com a professora Nazaré Silva uma das responsáveis pela existência do Arraial Flor do Maracujá, para que a mesma fizesse parte como convidada especial da abertura da XXXIII Edição do evento e não logrou êxito. O Celular só dava fora de área.

********
Se hoje estamos festejando os 33 anos de existência da Mostra Folclórica é graças às seguintes pessoas Professora Yedda Bozarcov, Flávio Carneiro, Professor Gutembergue, José Monteiro, Professor Isaias, João Zoghbi e demais integrantes da equipe de cultura da Secet que na época tinha como secretário o Dr. Vitor Ugo.

********

Graças a esses baluartes, o Flor do Maracujá ganhou notoriedade e sobrevive aos trancos e barrancos até os dias de hoje. É por isso que a direção da Federon agradece a pessoas como a professora Nazaré Silva que durante muitos anos coordenou a festa com muita garra. Obrigado!

********
Outro que desde a primeira edição marca presença de uma maneira ou de outra no evento, é o artista plástico João Zoghbi. Zoghbi criou o primeiro Cartaz do Arraial em 1983 e criou também o deste ano. Vale lembrara que noventa por cento dos cartazes do Flor do Maracujá nesses 33 anos de existência, é criação do João Zoghbi. Obrigado!
********

Este ano se fossemos levar ao pé letra e como ficou decidido que se tiraria da nomenclatura da festa o termo “Mostra” para substituí-lo por Festival, ficou meio estranho divulgar que seria a XXXIII Festival de Quadrilhas e Bois Bumbás por isso a Federon decidiu trabalhar com o termo XXXIII Arraial Flor do Maracujá que na realidade como Arraial está completando apenas 32 anos. É meio enrolado, mas, é isso mesmo.

********
Uma coisa é certa, o público que for prestigiar as apresentações dos grupos não vai se arrepender, pois todos, tanto de quadrilhas como de bois bumbas estarão apresentando grandes espetáculo.

********
As redes de televisões que atuam em Porto Velho, em sua maioria estarão transmitindo a festa. Umas apenas com flash e outras ao vivo. É o Flor do Maracujá continuando como grande destaque como evento cultural de Porto Velho e de Rondônia!

********
Por isso insisto, Vamos prestigiar as apresentações folclóricos do Arraial Flor do Maracujá!

QUATRO GRUPOS DE QUADRILHAS SE APRESENTAM HOJE NO MARACUJÁ

Rosa Divina Mirim, Nação Caipira, Flor da Primavera e Forte Príncipe, são os grupos de dança de quadrilhas que estarão se apresentando a partir das 20h00 deste sábado 30, no Arraial Flor do Maracujá.
A XXXIII Edição da festa folclórica de Rondônia foi aberta na noite de ontem sexta feira 29, com a dança do Grupo de Carimbó da Terceira Idade que se apresentou para um público que superou as expectativas, logo após, o Festival começou pra valer com as apresentações dos grupos Arrasta Pé de Candeias, Junina Estrela do Norte e Unidos do Palheiral.

Programação para Domingo



A competição entre grupos continua amanhã 31, com as apresentações dos grupos Matutinhos do Triângulo, Boi Bumbá Manhoso, Matutos do Triângulo Lascando o Cano (adulta) e Mocidade Junina. Outra grande atração da noite de domingo é a apresentação do cantor Caribé que vai mostrar o ritmo por ele criado “Caribelândia”. O show do cantor está marcado para começar a meia noite na Ilha do Forró.

JURADOS

A direção da Federon passou a responsabilidade da seleção dos jurados para a presidência da Funcultural de Porto Velho na pessoa do Christian Camurça. Assim sendo, seis catedráticos no assunto dança folclórica de quadrilha e boi bumbá, estarão atuando durante os dez dias do Flor do Maracujá. Três Jurados avaliam as apresentações das quadrilhas e Três as dos bois bumbas. O jurado pode aplicar nota de 8 a 10 podendo fracionar (8,3, 9,8, etc.).


Linha de ônibus especial para o Flor do Maracujá


Por determinação da Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Semtran), 50% da frota do transporte coletivo que atende a zona Leste da cidade será disponibilizada ao público que vai prestigiar o arraial Flor do Maracujá. O evento ocorrerá de 29 de agosto a 07 de setembro, na Avenida Mamoré com Rua José Vieira Caula, bairro Esperança da Comunidade.
Segundo explica o coordenador de fiscalização de transportes da Semtran, Everton Kemp, todos os coletivos estarão devidamente identificados com a placa “via Flor do Maracujá”. As “linhas” de ônibus terão o trajeto alterado no período das 18 às 24 horas, sendo obrigatório passar no arraial tanto no percurso de ida quanto na volta (sentido bairro e sentido centro).
Das 24 horas até as 2 horas da madrugada, o atendimento será feito por “linhas” exclusivas, criadas especialmente para atender o público que for prestigiar as apresentações de quadrilhas e bois bumbás no Flor do Maracujá. “Esses ônibus sairão simultaneamente a cada 40 minutos do arraial em direção aos terminais das zonas Sul, Leste e bairro Nacional”, completou Kemp.
Quem mora na região Sul de Porto Velho terá que descer do ônibus no centro da cidade e fazer a integração com os coletivos que passarão pelo arraial. Para garantir que a população não será prejudicada, fiscais da Semtran estarão atentos para acompanhar o percurso dos coletivos e horários. Quem não cumprir a determinação sofrerá sanção prevista no decreto nº 6.633 de 27 de abril de 1998, alterado pelo Decreto nº 9.330 de 10 de março de 2004.

Além dos ônibus, a Semtran vai implantar (provisoriamente) no local da festa folclórica pontos distintos com dez vagas para táxi e outras dez para mototáxi. Os locais serão definidos pelo setor de engenharia de tráfego e devidamente sinalizados para orientar os usuários. Em caso de dúvida as pessoas poderão ligar para o 0800 647 5100, das 8 às 18 horas.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

NAZARÉ - A festa de um povo guerreiro

Semana passada, nos dias 22 e 23, estivemos cobrindo a Festa Folclórica do Distrito de Nazaré localizada a 6 horas de Porto Velho descendo o Rio Madeira de barco motor. De inicio a pauta era apenas registrar a festa que acontece no Distrito há alguns anos e tem como coordenador o professor Tim Maia Nunes e família, porém, já no Porto do Cai N’água resolvemos juntamente com o fotógrafo Roni Carvalho, que aproveitaríamos a viagem, para registrar a situação das localidades do Baixo Rio Madeira afetadas pela enchente histórica, registrar não apenas o barranco e as casas desmoronadas, mas, principalmente como o ribeirinho vem reagindo para superar tanto prejuízo e para nossa surpresa, encontramos um povo guerreiro, que de uma maneira ou de outra, está trabalhando a reconstrução de suas comunidades, sem muita lamentação.
Chegou a hora de dançar quadrilha de passar fogueira e brincar boi bumbá. Aqui não existe a lembrança da enchente e sim a felicidade de estar fazendo a felicidade da população de Nazaré. “Fogo de Palha” é o nome da quadrilha que é super animada
A voadeira de vez em quando, desatraca do barco motor levando a mudança de algum ribeirinho que está remontando sua casa e leva fogão, televisão e outros eletros eletrônicos sem esquecer, o “rancho” e os brinquedos da gurizada. É a volta feliz para casa
A Festa Folclórica de Nazaré é um exemplo da vontade em voltar a conviver normalmente. “Na realidade não iria promover a festa este ano porque pensava que a comunidade estava triste em virtude dos prejuízos causados pela enchente, foi quando os moradores me procuraram cobrando a realização do evento e ainda se prontificaram e ajudaram na arrecadação de recursos, doando galinha, bolo, porco e até jóia que foram sorteados através de bingos e com a arrecadação podemos montar a estrutura do nosso Festejo”, disse Tim Maia.

No dia 22 sexta feira, zarparam de Porto Velho rumo ao Distrito de Nazaré três Barcos Motor com lotação completa. A festa que começou no dia 22 dia do Folclore, teve seu auge no sábado dia 23 iniciando com o torneio de futebol misto (feminino e masculino) na comunidade de Boa Vitória (porque o campo de Nazaré ainda está cheio de barro consequência da enchente), à noite os grupos folclóricos
"Ela foi à grande atração da festa Folclórica de Nazaré seu nome é Cristina Lima. É a Rainha da Marujada do Boi Bumbá Az de Ouro de Porto Velho que levantou a galera com uma coreografia super sensual e bem desenvolvida. Quem adorou foi o fotografo Roni Carvalho e dona Terezinha Mendonça. Valeu!"
Boi Mirim Curumim, Grupo de dança de Carimbó, Dança do Seringandô e Grupo de Quadrilha “Palha Rasgada” se apresentaram para a platéia que literalmente lotou as arquibancadas. No intervalo das apresentações dos grupos de Nazaré o publico aplaudiu a performance do poeta Elizeu Braga e a apresentação especial da Rainha da Marujada do Boi Bumbá Az de Ouro de Porto Velho Cristina Lima. Embarque com a gente nessa viagem fantástica

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Lenha na Fogueira - 27.08.14


Alguns jovens que estão chegando agora nas brincadeiras de quadrilhas e bois bumbas, pensam que sabem tudo, quando na realidade, tem muito que aprender. Não são humilde o bastante para respeitar os conhecimentos dos mais experientes, e praticam atos que consideramos absurdos e inconvenientes.

********
Assim, alguns integrantes da quadrilha mais antiga em atividade em Porto Velho e no estado de Rondônia Rosa Divina, única que se apresentou em todas as edições da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás do Flor do Maracujá.

********
Sem qualquer explicação plausível, deixaram de lado um do fundadores do Grupo e até hoje seu maior baluarte, folclorista Roberto Matias.

********
Na tarde da última segunda feira chega o Roberto na redação do Diário cabisbaixo, como diz o dito popular, “pra baixo” e mais que emocionado, decepcionado nos contou da atitude impensada de parte da “juventude” da Rosa Divina”. “Eles não disseram abertamente você está expulso da Quadrilha, mas, deixaram bem claro que não me querem por lá, quando mesmo tendo eu composto a música tema e estar defendo em tudo quanto é reunião da Federon, não me informam dos acontecimentos e nem me convidam para reunião e mais, quando chego, a conversa muda de assunto e eu fico a ver navio. É muita falta de respeito para comigo que ajudei a criar e colocar a quadrilha na arena durante todos esses anos” lamenta Roberto.

********
Juntamente com Adão Ramos, Carlos Sergio, Ana e Ademar Batista, Edmilson Rodrigues, Roberto Matias fundou em 13 de maio de 1979 no pátio da igreja Divino Espírito Santo a quadrilha que leva o nome do santuário.

********
Roberto foi praticamente tudo na quadrilhas além de fundador, inclusive, foi quem transformou o personagem Velho em grande destaque na brincadeira praticada em Porto Velho.

********
Foi dos primeiros a criar música autoral para uma quadrilha de Porto Velho. “Tiraram de mim parte de minha historia, deixaram que eu percebesse que meu legado no grupo folclórico que junto com outras pessoas fundamos hoje o único, que ainda estava lutando pra manter uma historia de 35 anos de dedicação de conhecimento e amor pela Rosa Divina a Rosa Divina a única presente em todas as edições do Flor do Maracujá e eu estive presente junto com ela. Agora me entristeço, com o coração magoado por ter sido expulso sem ter o direito de ouvir qual foi o mau que eu fiz. A única coisa que não poderão expulsar vai ser a memória de Roberto Matias do grupo Rosa Divina”.

********
Já pensou! Sem o Roberto a Rosa Divina não mais será a mesma, aquela quadrilha que empolgava por manter parte da tradição da brincadeira original da quadrilha. Lamentamos a falta de maturidade da juventude da Rosa Divina.


*********
Aliás, na última reunião da Federon que aconteceu quinta feira dia 21, um “garoto” se dizendo representante da diretoria da Rosa Divina subiu ao palco para desfazer da brincadeira de Boi Bumbá. Deu sorte porque no momento de sua manifestação a turma dois bois estava preocupada com outro assunto. Foi muito petulante e irresponsável o rapaz. Não sobreviverá ao primeiro “vendaval”!

********
Partindo de pau pra cacete. O pessoal da prefeitura anda mal informado sobre o Centenário. Em todas as matéria distribuída para publicação eles (da comunicação) postam: Centenário da Cidade de Porto Velho.

********

Quem está completando 100 anos é o município de Porto Velho! A cidade de Porto Velho completou 100 anos em 2007/2008. Vamos estudar nossa história, pelo menos isso cambada de jornalista municipal! 

Jovem pintor expõe na Francisco Meirelles

A Biblioteca Municipal Francisco Meirelles iniciou uma nova temporada de mostra de artes plásticas. Desta vez, o artista homenageado está sendo Jonir Wesley, que até o final deste mês estará expondo suas telas no corredor de entrada da Biblioteca.

A exposição que se iniciou na segunda-feira (25) evidencia temas religiosos e retrata parte da simbologia regional amazônica, presente em Porto Velho. “Defino meu trabalho como um tipo de pintura modernista com traçados contemporâneos. Entendo que o ser humano está sempre buscando os motivos de sua existência. O elemento religioso é um caminho para que a pessoa encontre respostas, dessa forma, eu procuro contribuir com esse caminho por meio de minhas pinturas. Isso me faz sentir bem e acredito que posso também contribuir com a busca de outras pessoas”, disse Jonir.
O Jovem artista é nascido em Cuiabá e mora a 05 anos em Porto Velho. “Apesar de que desde a infância, de alguma forma, sempre estive ligado à expressão artística, posso dizer que comecei aqui minha caminhada na pintura em tela, por isso, considero-me um artista regional. Iniciei com trabalhos de grafite e depois fui evoluindo, até poder expor agora minhas telas”, destacou Jonir.
De acordo com Adson Muniz, diretor da Francisco Meirelles, a biblioteca tem primado pela política de agregar todas as artes. “Estamos abrindo espaço para o cinema, a pintura, a escultura e outras. A Biblioteca também está dispondo de suas paredes externas para que artistas plásticos possam deixar um pouco de suas contribuições no ano do centenário da cidade”, informou, demonstrando na parede lateral externa o novo painel finalizado no domingo (24), de autoria dos artistas Jonir Wesley e Botôto.

Ao longo deste ano, em que se comemora o centenário de Porto Velho, a Francisco Meirelles deverá ainda acolher diversos trabalhos de outros artistas. Nas paredes laterais, onde já estão pintados os painéis do artista Assis Chateaubriand e, agora, o de Jonir e Botôto, é aguardado a contribuição do pintor Gaspar, que deverá iniciar um novo painel ainda nesta semana. “Entendo que a Biblioteca é mais que um espaço de leitura. Ela é também um local onde diversas formas de expressões artísticas possam ser mostradas à comunidade. Queremos contribuir com a criatividade cultural do nosso povo, especialmente neste ano do centenário”, finalizou o diretor.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Lenha na Fogueira 26.08.14

A Prefeitura encerra na próxima sexta-feira (29), as inscrições ao concurso para escolher o artista plástico de Porto Velho que vai confeccionar a estatueta que será entregue às vencedoras do prêmio Mulher de Destaque. O concurso intitulado Mulher Nota 100, faz parte das comemorações pelo centenário do Município e está sendo realizado pela Fundação Cultural. O presidente da Funcultural, Christian Camurça, explica que os artistas plásticos interessados devem se inscrever no próprio órgão, que fica anexo à Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla), na rua Abunã com Guanabara, bairro Liberdade, das 8h às 12h.
*********
De acordo com o regulamento do concurso Mulher Nota 100, os candidatos deverão apresentar modelos de estatuetas em materiais metálicos, madeira, acrílico, minerais, massa ou pedra, de tal forma que não ocorra oxidação. Os modelos terão que ser entregues na Funcultural até o dia cinco de setembro, às 14 horas. Um grupo de jurados formado por dois representantes do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Mulher, dois do Conselho Municipal de Cultura, outros dois ligados a entidades não governamentais e dois representantes da prefeitura de Porto Velho vai avaliar os trabalhos e selecionar os que estiverem aptos (conforme o regulamento) para concorrer.
*********
Os jurados vão avaliar os modelos de estatueta pela estética e acabamento, criatividade, grau de dificuldade, material utilizado, identificação com o tema proposto (Mulher Nota 100) e contextualização com o centenário do Município. “Para que o público acompanhe a votação, os modelos ficarão expostos no Mercado Cultural, em frente ao Palácio Presidente Vargas, no período de cinco a nove de setembro”, explica Camurça.

*********
Serão premiados os três primeiros colocados no concurso, sendo que o artista plástico vencedor do concurso assinará contrato com o Município para entregar 30 estatuetas até o dia 30 de setembro. Como prêmio, ele receberá a importância de R$ 1 mil e outros R$ 4 mil para arcar com as despesas do trabalho. Além disso, a estatueta será adotada em definitivo como prêmio a ser entregue todos os anos as Mulheres de Destaque. Já o segundo colocado será premiado com R$ 500,00 e o terceiro com R$ 200,00.
*********
É a primeira edição do prêmio Mulher de Destaque, cujo objetivo é reconhecer e valorizar o trabalho que as mulheres têm feito em vários segmentos para melhorar a sociedade.
*********
No rastro desse concurso, vem o de artes plásticas que vai acontecer em frente ao Mercado Cultural e o da Escultura do Símbolo de Centenário. É O Christian da Funcultural mostrando serviço.
********
Por falar em prefeito e prefeitura o Dr. Mauro Nazif está bem na foto com o pessoal dos grupos folclóricos e em especial com o Flor do Maracujá. Tudo que ficou acordado na reunião com Ministério Público está sendo cumprido à risca. Já asfaltaram a arena ou curral de dança, a limpeza no entorno onde está sendo montado o Arraial está acontecendo nos mínimos detalhes.

*******
Aliás, quem ta gostando são os moradores das ruas que formam o quadrilátero onde o Flor vai acontecer. Estão ganhando limpeza, iluminação pública, tapa buraco, asfalto novo e sinalização de trânsito. Isso é a contra partida proporcionado pela Federo via prefeitura, aos moradores do Bairro Esperança da Comunidade.
********

Segundo palavras do Comando do Corpo de Bombeiros nesses 33 anos do Arraial, jamais a documentação do Flor do Maracujá foi providenciada com tanta antecedência. É a equipe da Federon mostrando que é boa de produção!

FLOR DO MARACUJÁ - Arena de dança recebe asfalto


O espaço onde acontecerão as apresentações dos grupos folclóricos durante o XXXIII Arraial Flor do Maracujá, também chamado de “Curral de Dança”, já está totalmente asfaltado. Cumprindo parte do acordo firmado durante reunião no Ministério Público de Rondônia, a prefeitura de Porto Velho através da Secretaria de Obras, concluiu o asfaltamento do “Curral de Dança” espaço com 40 metros de comprimento por 30 metros de largura, onde os grupos desenvolverão seus temas através das coreografias e cenários que serão montados no espaço.

A empresa responsável pela instalação das barracas e arquibancadas contratada pelo governo do estado desde ontem está no local montando as tendas, enquanto a Eletrobrás está com sua equipe cuidando das instalações elétricas que atenderão os barraqueiros, parque de diversão arena e iluminação de modo geral. Serão instalados dois transformadores de alta potencia para que não aconteça queda na energia quando o Flor do Maracujá estiver funcionando a todo vapor.

Curso para os barraqueiros
A coordenação do XXXIII Arraial Flor do Maracujá alerta que hoje 26, será o último dia para os interessados em colocar barraca realizarem a inscrição. “Restam pouquíssimas barracas”, informa Wéllida Sodré. Na próxima quinta feira dia 28, a Vigilância Sanitária reúne todos os barraqueiros que vão atuar no Flor do Maracujá para orientar sobre os procedimentos, de como manusear os alimentos que serão servidos à população. O curso vai acontecer durante todo o dia 28, no Teatro Banzeiros gentilmente cedido pela sua administração na pessoa da Raimundinha.
A prefeitura através das secretarias afins em especial a Funcultural há 15 dias está trabalhando nas ruas adjacentes do Flor do Maracujá, cuidando da limpeza, iluminação e tapando eventuais buracos na pista, para que durante a realização da festa não aconteçam reclamações dos freqüentadores do Arraial. “Aproveitamos a oportunidade para agradecer o prefeito Mauro Nazif pelo apoio que vem prestando a Federon quanto à estruturação da área aonde vai acontecer o Flor do Maracujá” disse o presidente da Federon Fernando Rocha

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Boi Corre Campo e o Dia do Folclore


A data de hoje 22, é de grande importância para a Nação Corre Campo – O Gigante Sagrado da Amazônia Ocidental, pois, além de ser o dia do Folclore Nacional, é também o dia que os integrantes do grupo e todos os folcloristas de Rondônia em especial os de Porto Velho, lembram do baluarte da brincadeira de Boi Bumbá Antônio de Castro Alves. Antônio desde muito jovem se envolveu com a brincadeira de Boi e no final da década de 1970, assumiu o Corre Campo, transformando o grupo num dos mais respeitados da Amazônia, isso porque, apesar do governo ter criado o Flor do Maracujá em 1982, somente em 1989 o Corre Campo resolveu participar da festa e desde então, poucas foram as vezes que não ganhou o título de melhor da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que acontece até hoje no Arraial Flor do Maracujá.
Em 2004, justamente no dia 22 de agosto, dia do Folclore, Antônio de Castro Alves partiu para outro plano, partiu mais deixou como legado o Boi Bumbá Corre Campo muito bem estruturado. Acompanhamos a luta do Castro Alves em prol do nosso folclore. Como presidente da Federação de Grupos Folclóricos -  FRAGRUF  que por muito tempo administrou o Arraial Flor do Maracujá transformando a simples Mostra, em um dos mais disputados festivais folclóricos da região Amazônica. 
Pelo seu amado Corre Campo fez de tudo, em seu tempo, o Boi chegou a se apresentar com mais de 500 brincantes, só na batucada eram 120 integrantes, a barreira de vaqueiro e rapaz muitas vezes ultrapassava os cinqüenta brincantes e assim acontecia também com as tribos que na época eram chamadas de “barreira de índio”.
Tem um detalhe muito importante da vida de Antônio de Castro Alves, apesar de ser o presidente do Corre Campo sempre que os demais grupos de Bois batiam a sua porta, atendia, fosse ajudando financeiramente e até confeccionando costeiros e mesmo o boi. Pouca gente sabe que o Antônio até hoje, é considerado o melhor artesão em confecção de boi bumbá. O corre Campo que dança no Flor do Maracujá foi confeccionado por ele.
Com a sua morte no dia 22 de agosto de 2004, sua esposa Maria José Brandão a dona Branca assumiu a presidência e deu continuidade ao trabalho iniciado pelo seu marido. Hoje, os integrantes da Nação Corre Campo o Gigante Sagrado da Amazônia Ocidental com certeza, se reunirão para lembrar o Baluarte pai do Júnior de Castro Alves e Caroline de Castro Alves.

No Flor do Maracujá deste ano, o Corre Campo vai apresentar o tema: “Nos Seus Sessenta Anos, o Boi Corre Campo Festeja o Centenário de Porto Velho”. O espetáculo que será dedicado a memória de Antonio de Castro Alves vai acontecer no dia 5 de setembro!

Lenha na Fogueira - 22.08.14


Hoje é o dia Nacional do Folclore. Esse dia foi oficializado em 1965 em homenagem a cultura popular brasileira.
********
É conjunto das tradições culturais dos conhecimentos, crenças, costumes, danças, canções e lendas dos brasileiros de norte a sul. Formada pela mistura de elementos indígenas, portugueses e africanos, a cultura popular brasileira é riquíssima.
********
Em Porto Velho as tradições folclóricas são festejadas principalmente no Arraial Flor do Maracujá quando os grupos de Quadrilhas e principalmente os de Bois Bumbás apresentam sempre rituais que lembram lendas como a da Cobra Grande, Yara, Boi Tatá, Matinta Pereira e tantas outras.
********
É considerado folclore, por exemplo, a procissão do Senhor Morto que acontece na sexta feira Santa (é cultura popular), comer peixe moqueado ou assado na folha da bananeira (costume popular). A própria dança da quadrilha e do boi bumbá (costume popular – folguedo) e por aí vai.

********
Hoje um novo tipo que pode ser considerado folclórico é o político. Na realidade alguns atos praticados por alguns. Por exemplo: desviar recursos públicos é costume de muitos e devido à insistência a, prática já pode ser considerada como Costume o que entre para o rol das atividades consideradas folclóricas. Só que ao pé da letra, desviar dinheiro público não tem nada de folclórico, tem mesmo é de safadeza!

********
Em Rondônia já é folclore dizer que o governo investe na cultura popular. Por conta disso meu amigo Altair dos Santos Lopes popularmente conhecido como Tatá escreve um artigo que reproduzimos em parte, que fala sobre o descaso para com uma das festas mais apreciadas no nosso estado, O Duelo na Fronteira que é protagonizada pelos bois bumbas Flor do Campo e Malhadinho em Guajará Mirim.

*******
Os políticos são tão cara de pau, que praticamente assaltaram os recursos da Superintendência de Cultura – Secel de emendas parlamentares sem que nenhuma era para fomentar a cultura.

********
Foi aí que o MP bloqueou acertadamente tudo quanto foi Projeto cultural da Secel. “Enquanto analisamos os processos das emendas”, disse o Procurador Héverton Aguiar.
*******
Por falar nisso, hoje faz dez anos que o folclorista Antônio de Castro Alves faleceu. A Nação Corre Campo se reúne para prestar homenagem ao seu eterno presidente.

********
Enquanto isso, aqui no Diário da Amazônia, vamos festejar nesta data, mais um ano de vida da amiga e colega de trabalho Ivanilse Cruz Brasiliano.
********
Ivanilse hoje Gerente Comercial e de Circulação, começou a trabalhar no jornal em 1995, portanto, há 19 anos. O inicio foi como auxiliar de Telemarketing. “Ganhando uma merreca” como ela mesma lembra.

********
Com o tempo, foi se destacando em todas as funções que exercia até que foi nomeada Gerente Comercial e de Circulação cargo que exerce até hoje.
*******
Amiga e simpática com todos, com certeza no dia de hoje os colegas de trabalho lhe prestarão as devidas homenagens de parabéns com uma festa que seria surpresa, mas, que com certeza depois dessa coluna, não mais será.

*******

Como não vamos (eu e o fotógrafo Roni Carvalho) poder participar da festa de aniversário, pois estaremos viajando para o Distrito de Nazaré, antecipamos nossas felicitações. Parabéns Ivanilse! 

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Quadrilha JUABP - Céu, Portal do Universo


A quadrilha Juabp do bairro Areal da Floresta vai apresentar no XXXIII Arraial Flor do Maracujá o tema “Céu, Portal do Universa”, através da coreografia que será desenvolvida pelos 44 pares que estarão arrastando a sandália e fazendo a saia rodar na arena de dança do Arraial.
Criada em 1998 por um grupo de jovens da igreja católica do Areal da Floresta cuja sigla significa Juventude Unida pelo Amor da Bom Pastor – Juabp. O grupo esteve ligado à igreja até 2005 quando passou a ensaiar na quadra da Escola Jesus Bularmarques. Como grupo de dança de quadrilha surge em 2000 e desde então participou todos os anos do Arraial Flor do Maracujá conseguindo seu primeiro título no grande evento no ano de 2006 com o tema “Entre a Luz e a Escuridão” depois disso passou a figurar entre os cinco melhores grupos de quadrilhas do Flor do Maracujá.
Este ano de 2014 vem com o tema “Céu o Portal do Universo” e esperar lotara as arquibancadas e camarotes com seus simpatizantes, afinal de contas somos a “Tsunami do Norte” brada forte a secretária Mary Cyanne.
A Juabp desde o ano de 2010 vem se apresentando em eventos fora do estado com grande destaque, recentemente foi a Brasília (DF), participar do Arraial Brasil e voltou trazendo na bagagem, a oitava colocação do festival do qual participaram grupos de praticamente todo Brasil.
No XXXIII Arraial Flor do Maracujá a Juabp vai se apresentar com 44 pares, tendo como casal de noivo a Simone e o Raimesson; Marcador Alex Souza; Rainhas Ellen Nayanne; Francys; Camila; Bruna e a Sara Jéssica eleita no mês passado Princesa da Confebraq. “Deus em sua sabedoria criou o universo, o céu, a terra e tudo que nela há São Pedro guardião do céu abre o portal do universo para que nossa imaginação entre na arena”, eis a Juabp 2014, diz o presidente João Big

FESTA FOLCLÓRICA NO DISTRITO DE NAZARÉ

Com apresentação da dança do Boi Bumbá Curumim, Quadrilha, Carimbó e Seringador acontecem no próximo sábado dia 23, a “Festa Folclórica do Distrito de Nazaré” localizado baixo rio Madeira a 5 horas de barco motor de Porto Velho. A festa é coordenada pelos integrantes do Grupo Minhas Raízes. “Antes a gente realizava juntamente com os festejos da igreja católica de São Pedro, porém agora decidimos desvincular a nossa folclórica da festa religiosa e então vamos dançar no dia 23 festejando justamente o Dia do Folclore”, disse Tim Maia.
O Distrito de Nazaré foi um dos mais afetados pela cheia histórica do Rio Madeira, tendo seus moradores na sua maioria tendo que procurar abrigo em casas de parentes em Porto Velho e até no abrigos da Defesa Civil. “Chegamos a pensar em não realizar a festa, pois a situação do nosso Distrito ficou lastimável, porém, com a seca do rio a maioria retornou e de uma maneira ou de outra conseguiu recuperar parte do que tinha deixado pra trás com a cheia do rio”, comenta Tim Maia.
A prova da superação da população ribeirinha de Nazaré, será mostrada neste final de semana, sexta 22 e sábado 23 quando os grupos de dança formados apenas por moradores da localidade estarão se apresentando para os turistas.
Como chegar em Nazaré

Sexta feira estará zarpando do Porto do Cai N’água em Porto Velho entre as 10 e as 12 horas três barcos motores, a passagem custa R$ 40 (ida), a pousada em Nazaré custa em média R$ 50 um dos barcos vai ficar atracada em Nazaré até domingo e o passageiro pode ficar alojado. Existe restaurante especializados em comida típica local enquanto que muitos moradores abrem suas casas para receber os turistas para um gostoso peixe moqueado com farinha d'água e pimenta murupi. Você também pode ir de carro até a boca do rio Jamari em frente São Carlos e de lá fretar uma voadeira que chega a Nazaré em apenas uma hora de viagem.

A programação oficial acontece Durant todo o dia de sábado 23 mas, sexta feira, de acordo com palavras do líder do Instituto Raízes Tim Maia o forró acontece no galpão de festa da localidade.