quinta-feira, 30 de abril de 2015

Lenha na Fogueira - 1º.05.15


Feriado pelo dia do trabalhador. Seria bom que os governos, Municipal e Estadual também decretassem ponto facultativo no dia 5 de maio. Sabem por que? Porque é o dia do Patrono do nosso estado Candido Mariano da Silva Rondon.

********
Não sei se os amigos se lembram, no governo do Teixeirão a data era feriado estadual, não era ponto facultativo não, era feriado mesmo.

********
Se não estou enganado, era um feriado criado através de Decreto aprovado pelos deputados estaduais, não sei se outro governador revogou a Lei, porém, de uns anos pra cá deixaram festejar a data.
********
Antigamente no dia 5 de maio que também é o dia da Comunicação no Brasil além de ser o dia do nascimento de Rondon, o governo estadual premiava com a nossa maior comenda a “Medalha do Mérito Rondon”, pessoas e empresas que contribuem com o desenvolvimento do estado e que se destacam na área cultural, literária etc...

********
Este ano graças à iniciativa do Comando da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, várias atividades estarão acontecendo no dia de Rondon, entre elas a premiação dos vencedores do Concurso de Pintura Brigada Forte Príncipe da Beira com o tema Rondon de Rondônia...
********
A premiação vai acontecer na Casa da Cultura Ivan Marrocos as 19h00. Os artistas plásticos estão pintando suas telas la na sede da Brigada todos os dias.

********

O Exército também está encabeçando o Movimento que vai criar em Porto Velho o Memorial de Rondon. Nessa empreitada existem muitos parceiros entre eles o governo do estado através da Secel , Unir, Usina Santo Antônio e muitos outros.

********
Amanhã (sábado) durante o nosso programa 360 Graus da rádio FM 105.9 Transamazônica, estaremos entrevistando o maior especialista na história do Marechal Rondon museólogo Antonio Ocampo Fernandes.

********
O programa vai ao ar a partir das 12h00 com a apresentação da Sonia Maria e Silvio Santos. Lembra de ligar na 105.9 FM Transamazônica para ficar sabendo sobre a história do último bandeirante brasileiro.

********
Parece que a partir de agora vamos voltar a valorizar a figura de Rondon. Aliás, bem que o prefeito deveria, providenciar em respeito à memória do patrono do nosso estado, a desocupação da Praça Marechal Rondon.

********
O desrespeito para com o nosso patrono é tanto, que até já ouvimos e assistimos em programas de rádio e televisão em especial nas propagandas comerciais, dizerem que o nome do logradouro é “praça do Baú”.

********
O Departamento de Comunicação do estado de Rondônia – Decom estará publicando nesses dias, várias matérias com a história do Marechal Rondon. Nota dez para a equipe comandada pelo Domingues, Edna e Marcela Ximenes.

********
Quer mesmo ficar por dentro da história de Candido Mariano da Silva Rondon escuta nosso programa 360 Graus amanhã a partir do meio dia na rádio 105.9 FM Transamazônica quando estaremos entrevistando o Antônio Ocampo Fernandes.

********
Amanhã também é dia de samba autoral no bar do Calixto. Uma produção da escola de samba Asfaltão.

********
Quer ouvir e conhecer a produção musical dos nossos compositores de samba, vai pro Calixto a partir das 14h00 deste sábado.

********
Hoje o negócio é no Mercado Cultural com a Fina Flor do Samba recebendo o Carlinhos Maracanã para cantar Ney Lopes e o Assis Almeida que vem de Manaus mostrar seu trabalho de sambista pra gente.
********
Tem a Confraria da Boemia de Humaitá que vai marcar presença na Fina Flor do Samba na noite desta sexta feira, dia do Trabalhador.

********
O Mercado Cultural vai fechar pra reforma, porém a Fina Flor ainda se apresenta hoje e na próxima sexta feira. Vamos lá sambistas!

Maracanã canta Ney Lopes na Fina Flor

Integrantes do Recanto da Boemia de Humaitá

O Projeto Cultural “A Fina Flor do Samba” vai apresentar na noite desta sexta feira 1° de maio, a partir das 20h00, no Mercado Cultural, uma programação totalmente deferente das que os sambistas estão acostumados a aplaudir. Ernesto Melo e os músicos Ênio Melo, Ney, Padoca, Bosco Paz, Ênio Ricardo, Chico Lobo, Ualbe Cordeiro, José Áureo, Varne Ferreira e Hudson Mamedes abrem o espetáculo musical, preparando o público para receber o cantor e compositor João Carlos Alves – Carlinhos Maracanã que vai interpretar algumas canções do compositor, sambista e poeta Ney Lopes. Em seguida assume o microfone o cantor manauara Assis de Almeida que vem mostrar seu trabalho aos sambistas de Porto Velho.
Recanto da Boemia – Humaitá
Ernesto Melo também recebe na noite de hoje, durante A Fina Flor do Samba integrantes do “Recanto da Boemia de Humaitá” uma confraria de amigos que fundaram este movimento cultural na cidade de Humaitá, onde primam pela execução da Seresta e do Samba de Raiz. Já receberam muitos artistas em seu espaço, nomes como Chico da Silva, A Fina Flor do Samba, Alípio Martins, Pinduca, Julio Nascimento, dentre outros. Assim, estarão nos visitando hoje, no Mercado Cultural: Aleixo Marcus Alexandre, José Monari, Sessé Mariúba, Stanley Brasil, Uruquinha, Professor José Reis, Alexandre Sub, Camilo Morato, Matheus, Meg do Palhoça e outros amigos que vieram prestigiar A Fina Flor do Samba, que dias 09 e 10 de maio, dias das Mães, estará fazendo um show nas Lojas Magazin e no Restaurante Palhoça em Humaitá (AM).

Funcultural lança em maio o Selo Castanheira

O Fórum Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural (FMPHC) de Porto Velho se reuniu pela quarta vez na tarde desta quarta-feira (29), na sede da Fundação Cultural para tratar sobre o lançamento do Selo Castanheira, um projeto de educação patrimonial que propõe fomentar as reflexões sobre os quatro patrimônios tombados no Município – a Castanheira que fica junto ao muro do Estádio Aluízio Ferreira, Igreja de Santo Antônio, Cemitério dos Inocentes e o prédio da antiga Câmara de Vereadores.
Sem citar datas, o diretor de Arte e Cultura da Funcultural, Flávio Morais, disse que o objetivo é lançar o Selo Castanheira na primeira quinzena de maio próximo. Dividido em quatro etapas, o projeto prevê a realização de palestras nas escolas para abordar o conceito e importância dos patrimônios históricos materiais e imateriais, visita aos patrimônios tombados pelo Município, concurso de redação com a mesma temática e premiação a todas as escolas envolvidas no projeto, com entrega de certificados aos alunos participantes e troféus para os estabelecimentos de ensino que ficarem nas três primeiras colocações.
A princípio, segundo Flávio Morais, o Selo castanheira pretende envolver estudantes de dez escolas municipais e estaduais localizadas nas proximidades dos patrimônios tombados. Morais também explicou que o FMPHC é um espaço de participação popular, que tem por finalidade debater sobre a política municipal de valorização dos patrimônios históricos e culturais de Porto Velho. A partir dessas discussões foram criados três grupos de trabalho, o de inventário, de legislação e o de projetos.
Na reunião desta quarta-feira, participaram a professora da Unir, Marcele Pereira; a diretora da Divisão de Patrimônio da Funcultural, Arlene Bastos; a representante do segmento Economia Solidária, Marlene Marques; representante dos arqueólogos, Laura Cabral, além de Marcelo Ferreira e Francinete Pereira, que representaram a secretaria Municipal de Educação (Semed) e o próprio Flávio Morais. (AI)

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Lenha na Fogueira 30-04-15

O fazer cultura que para muitos parece “bicho de sete cabeças”! Não é! Principalmente quando se trata de cultura popular, como é o caso da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.

********
Não é bicho de sete cabeças, mas é trabalhoso, não é fácil montar uma programação que agrade todos, sempre tem alguém que se diz prejudicado pela organização do evento, ou por seu grupo ter que se apresentar muito cedo.
********
Porém, se a equipe for disposta, o negócio flui com a maior tranqüilidade. Estamos acompanhando a equipe da Fundação Cultural de Porto Velho – Funcultural comandada pelo Marcos Nobre Junior. Uma equipe considerada pequena, mas que vem dando conta do recado direitinho.
********
Se prestarmos atenção, vamos encontrar a pequena equipe nos ensaios dos grupos folclóricos espalhados pelos quatro cantos da cidade. Os Projetos que são apresentados no Mercado Cultural passaram a contar com o apoio logístico e financeiro após cinco anos se apresentando sem receber um tostão.

********
Aliás, esses Projetos vão ter que parar a partir da próxima semana, uma vez que o Mercado Cultural vai passar por reforma no telhado, instalações elétricas e até vão instalar o sistema de climatização no ambiente.
*********
A turma da Funcultural está empenhada na formatação do regulamento do festival de música que vai acontecer no mês de agosto.

********
Está empenhada na realização do Arrastão de São João que vai acontecer no dia 14 de junho com a participação de todos os grupos folclóricos de Porto Velho filiados à Federon e culminará com o show musical do cantor Alceu Valença.

*******
Está empenhada na festa de lançamento de livros sobre o centenário de Porto Velho que deve acontecer na próxima semana.
*******
Está empenhada em intermediar junto às secretarias afins, a limpeza do Parque dos Tanques local onde vai acontecer o Arraial Flor do Maracujá. Está empenhada com a coordenação do Clico Junino, que envolve vários arraiais que acontecem na cidade e começam a partir do dia 27 de maio com a abertura do Flor de Cacto e só termina no final de agosto com o Arraial “Comunidade no Sertão” no bairro Esperança da Comunidade.
*******
Recentemente abriu a exposição “Variações” do artista plástico Bototo que inclusive está aberta a visitação, na sede da Funcultural a rua Elias Gorayebe com D. Pedro II durante o horário comercial.

********
Isso também está acontecendo na Secel, ainda em menor intensidade. Rodnei está conseguindo colocar as coisas nos eixos. A equipe está ficando boa. Tem o Fabiano, Bebel, Gaspar, Pamela, Wellida. Ednair, Chicão até eu voltei pra lá.
*********
Daqui a alguns dias, espero estar escrevendo o mesmo a respeito das ações da Secel na área da cultura. Eles já estão trabalhando de “vento em popa”, na estruturação do Flor do Maracujá, nos últimos dias a equipe está debruçada em cima da elaboração do projeto que trata da iluminação, sonorização, arquibancadas, camarotes, tendas, banheiros químicos e o que cabe ao governo do estado na cooperação com a Federon.

*******
Na próxima semana estarão fazendo visita em todos os Pontos de Cultura de Rondônia e ainda no mês de junho vão coordenar o encontro do Conselho de Cultura que vai acontecer em Ji Paraná com a presença de todos os Conselheiros de Cultura de Rondônia.

*******
Já estão trabalhando a publicação da “Voadeira Cultural”! Voadeira porque fragmentaram o Batelão Cultural. Alguns editais devem ser publicados em breve.

*******
Fazer cultura nunca foi bicho de sete cabeças, ao contrário, é apenas uma questão de querer fazer!

Ultima Seresta da temporada no Mercado Cultural



 O Projeto Seresta Cultural convida os amantes da música dor de cotovelo e outros temas, para a última apresentação dentro do Projeto “Agenda Cultural”, nesta quinta feira 30.
Segundo o coordenador Heitor Almeida a paralisação acontece em virtude da Reforma do Mercado Cultural que vai começar no mês de maio. “Até teríamos como continuar nos apresentando, porém seria fora do Mercado o que não é garantido em virtude das chuvas que insistem em continuar caindo em Porto Velho”, disse Heitor.
O Projeto está fazendo cinco anos no Mercado Cultural sempre às quintas feiras, com apresentações de cantores e bandas locais. “Costumamos dizer que a Seresta é um palco aberto para todos os segmentos musicais, pois tocamos desde a música dor de cotovelo, até o sertanejo universitário, sem esquecer a MPB e outros ritmos”, lembra o Heitor.
Segundo Almeida durante o tempo que o Mercado ficar fechado o Projeto Seresta Cultural poderá ser apresentada na Zona Sul, precisamente na Praça da Pirâmide as sextas feira. “Só estamos esperando o OK do presidente da Funcultural Marcos Nobre Junior para levarmos a Seresta pra lá”.
O Mercado Cultural de acordo com seu administrador Rocélio será fechado para reforma, nos próximos 10/12 dias. “Vamos fazer reparos na cobertura, banheiros, instalações elétricas e também será instalado o sistema de climatização”. A reforma deve ficar pronta em aproximadamente 45 dias. “Na realidade todos os projetos que acontecem durante a semana no Mercado Cultural irão parar durante o período da reforma” disse Rocélio.

Quanto à Seresta Cultural, Heitor Almeida lembra que nesta quinta feira 30, na despedida do Mercado Cultural a Banda da Seresta formada pelo Telêmaco, Ronald, Tonhão e Joaquim vai acompanhar cantores como Charles, Almir, Fátima Miranda, Rose, Marta, Orlando Surita, Silvio Santos e muitos outros. “O convite é estendido a todos os cantores e músicos e público que participaram do Projeto, durantes estes cinco anos”, finaliza Heitor lembrando que a Seresta começa as 20h00.  

Concurso de pintura da Brigada ainda recebe inscrição


A 17ª Brigada de Infantaria de Selva informa que ainda estão abertas as inscrições para o II Concurso de Pintura Brigada Príncipe da Beira. O Concurso visa reunir trabalhos artísticos na modalidade pintura em tela, com técnica livre.
O tema desta edição é o “Rondon de Rondônia - o desbravamento, as linhas telegráficas, o Forte Príncipe da Beira e as Inspeções nas Fronteiras, a expedição Científica Roosevelt-Rondon, a criação do Serviço de Proteção ao Índio e outros”, com técnica livre. A inscrição é gratuita.
Neste ano, serão premiadas as seis obras selecionadas pelo Júri de Premiação. A abertura da Exposição e a cerimônia de premiação serão realizadas no dia 05 de maio, data de nascimento do Marechal Rondon.
A premiação será de, no mínimo, R$1.000,00 reais, para as obras selecionadas pelo Júri, além de outros prêmios que poderão ser propostos de acordo com o aporte dos patrocinadores.
Explicando melhor, cada artista faz a pintura em seu ritmo. Desde o dia 27 de abril, as portas da Brigada estão abertas para a Arte. “Os artistas podem vir todos os dias, das 08h00 às 20h00h, conforme sua disponibilidade de tempo. O importante é que as telas só podem ser trabalhadas aqui na Brigada e deverão ser entregue pronta até as 12h00 horas do dia 02 de maio”.

Qualquer dúvida, ligue para 3216-2438 ou 8140-9810.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Lenha na Fogueira - 29.04.15

Um caboclo beradeiro da beira do rio Madeira, daqueles que trata as pessoas de modo geral como “parente”, que quando consultado sobre determinado “boato” fala: “disque” que foi assim mesmo “sumano”.

********
E perguntado sobre o que achou da festa, responde sem pestanejar: “Foi pai d’égua” e quando não está satisfeito com alguma coisa diz, “Arre égua macho...”.
********
Pois esse cidadão foi solicitado a coordenar um evento que reuniria pessoas ligadas aos movimentos culturais em Rondônia. Dizem que a solicitação foi feita por uma autoridade da cultura local em forma de gozação.
********
Que pediu ao “beradeiro” metido a besta, que fizesse uma lista do que seria preciso para preparar o lanche dos participantes da reunião. O canoeiro todo “Pávulo” sentou-se a frente do computador e começou a digitar.
*******
Senhor secretário, para o coffee break vamos precisar contratar um chef de cuisine, para preparar os croissants que serão servidos aos convidados.
********
Ao pessoal da reunião propriamente dita, vamos servir café preto com tucumã, macaxeira cozida, suco de cajá, tapioca, chá de burro, pupunha e vinho de açaí.

********
E depois dizem que ribeirinho não sabe das coisas. Olha aí parente, tentaram dar uma cama de gato na gente e levaram a maior pernada. Disque que isso, é conto da beira do rio, onde quem manda é o boto, a Iara e a buiuna...! O resto é “fulerage”.

********
Para valorizar essas estórias, a Funcultural de Porto Velho dentro em breve, publica edital convocando os interessados a produzirem filmes documentários. Veja a nota distribuída pelo parente Marcos Nobre Júnior:
********
A Diretoria Colegiada da Agência Nacional do Cinema (Ancine) aprovou a proposta da Prefeitura de Porto Velho, formulada pela Fundação Municipal de Cultura (Funcultural), que visa fomentar a produção audiovisual no município com o lançamento de um edital público para a seleção das obras.

********
O “Curta Porto Velho em Tela” será financiado com recursos proveniente do Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual (Prodav), por meio do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), do Ministério da Cultura (MinC).
*********
Serão disponibilizados R$ 300 mil (R$ 200 mil do FSA e R$ 100 mil da contrapartida do município) para a produção de seis curtas-metragens, sendo dois documentários (R$ 40 mil cada); duas animações (R$ 60 mil cada) e duas ficções (R$ 50 mil cada).
*********
Em ofício encaminhado à Funcultural, o presidente da Ancine, Manoel Rangel, comunica a aprovação do edital elaborado pelo município que deve ser lançado até o final de maio, conforme informou o presidente da fundação, Marcos Nobre Júnior.
*********
O edital já foi encaminhado à Procuradoria-Geral do Município (PGM) e, caso não seja encontrado nenhum impedimento legal, será liberado para consulta pública até o dia 31 de maio, a partir de quando poderá ser consultado pelos interessados no financiamento. “A resposta da Ancine nos deixou muito satisfeito. É a primeira vez que o município investe ‘pesado’ na área do audiovisual, segmento da cultura portovelhense que estava esquecido, mas que passou a ser valorizado na administração do prefeito Mauro Nazif”, afirmou Marcos Nobre Júnior.
*********
De acordo com o presidente da Funcultural, com a parceria firmada com a Ancine, Porto Velho terá como expandir a produção independente de conteúdos audiovisuais, com qualidade técnica e artística e diversidade de gêneros, formatos, autores, públicos-alvo e também de origem regional.
*******
Pense numa coisa pai d’égua!

Sesc Leituras em cena com o ator Luciano Matricardi


Sesc Dramaturgia leituras em cena iniciou sua programação pelo município de Vilhena nesta terça-feira (28) e após segue para Ji-Paraná onde encerra suas atividades. Esse ano o projeto traz a oficina “Dramaturgia do ator” ministrada pelo ator e pesquisador, Luciano Matricardi. As oficinas acontecem nas unidades do Sesc das 19h às 23h, de 28 de abril a 2 de maio em Vilhena e de 4 a 8 de maio em Ji-Paraná. Podem se inscrever atores, bailarinos, estudantes de artes e interessados em geral, com idade a partir de dezesseis anos. Serão oferecidas vinte vagas gratuitamente.
Luciano Matricardi trabalhará noções e práticas do ator de uma forma que possibilite a construção expressiva e poética em Cena. Iniciará com um bate-papo sobre abordagens e processos de criação do ator a partir de práticas corporais, princípios de improviso e material pessoal do ator. Recursos como textos, músicas, memórias, objetos e imagens servirão de ferramentas para trabalhar o discurso poético- expressivo dos participantes.
Luciano Matricardi
Ator e pesquisador, investiga as relações entre manifestações tradicionais, religiosidades, antropologia e teatro, através da noção de “trabalho do ator sobre si”. Formou-se em Interpretação Teatral pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e tem Mestrado em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio).
Sesc Dramaturgia – Leituras em Cena

Idealizado pelo Departamento Nacional do Sesc juntamente com o Sesc Rondônia, o projeto visa estimular a prática da leitura de textos teatrais, sejam eles inéditos ou consagrados pela dramaturgia nacional e mundial. O objetivo é capacitar os participantes, disponibilizar esses textos, realizar um intercâmbio entre os dramaturgos, além de possibilitar a montagem de grupos de estudos voltados somente para textos teatrais.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

RedeTV-RO grava vinheta para o Flor do Maracujá


A direção artística da RedeTV/RO em parceria com o cinegrafista e fotografo Lawrence Fabiano, convidou integrantes dos grupos folclóricos de Boi Bumbá Corre Campo, Diamante Negro, Manhoso e Cia de Dança Yaporanga para participarem das gravações das vinhetas, que serão vinculadas durante a programação da emissora, divulgando a XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá. “Independente se vamos ou não transmitir a festa, iremos divulgá-la durante nossa programação”, disse o diretor de jornalismo/comercial da RedeTV Alessando Lubiana.

As gravações aconteceram no Parque da Cidade dirigidas pelo Lawrence Pataka que mantém uma conta no face com o nome “Beleza da Semana”. As gravações têm reunido muitos curiosos que param para assistir a beleza das jovens, que defendem itens como Rainha da Batucada, Porta Estandarte, Rainha do Folclore e Cunhã Poranga pelos seus respectivos Bois Bumbás. Pelas fotos dá pra sentir o que os jurados
do Flor do Maracujá passam na hora decidir para quem vai a melhor nota de cada item. “É a beleza da mulher rondoniense representada por essas belas cunhãs”, disse Lawrence.
A XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá vai começar no dia 17 de junho, no Parque do Tanques (Expovel) e termina no dia 28, com apresentação de 40 grupos folclóricos de Bois Bumbás e Quadrilhas. A abertura oficial do Circuito Junino vai acontecer no dia 14 de junho, com o evento “Arrastão de São João”, que este ano vai contar com o show do cantor Alceu Valença.

Lenha na Fogueira - 28.04.15

Começamos esta coluna, enviando nossas condolências ao amigo Arthur Quintela e sua esposa Leonilda pelo falecimento da Aline. A luta pela vida de Aline travada pela família há alguns anos, é digna de um romance. Quintela e toda sua família e os amigos, fizeram de tudo para que a vida da jovem fosse prolongada. Ultimamente internada em UTI Aline não resistiu e acabou “partindo” na noite de domingo. Seu corpo foi sepultado na tarde de ontem 27, no cemitério de Santo Antônio em Porto Velho. Que Deus a receba com louvores!
********
Já que falamos no assunto, acompanhamos a publicação do amigo Ivo Feitosa no site Gente de Opinião com o título “Locomotivas - Cemitério”. Uma série de fotos de locomotivas da lendária estrada de Ferro Madeira Mamoré que estão “jogadas” nas proximidades do Cemitério da Candelária.

*******
Esse “Cemitério de Locomotivas”, já me deu o prazer de ser selecionado para concorrer à fase final do Prêmio Jornalista Milton Cordeiro da Rede Amazônica em sua primeira versão.
********
O título da nossa Matéria foi “A Sucata que Vale Ouro” as fotos foram da fotografa Ana Célia Santos. O material foi bastante elogiado pela equipe que compôs o corpo de jurado do Prêmio cuja premiação aconteceu no estúdio 5 em Manaus.
*******
O objetivo da nossa matéria era mostrar, que a Estrada de Ferro Madeira Mamoré mesmo sucateada do jeito que está, é uma grande atração turística e que, se bem explorada, proporciona emprego e renda em Porto Velho.

*******
Sugerimos que as autoridades deixassem o material onda estão, porém, o entorno de cada peça seja locomotiva, vagão de carga, vagão de passageiro, vagão boiadeiro, e plataforma fosse limpo e em local estratégico, colocada placa com a descrição da origem, data de fabricação e chegada a Porto Velho.

********
 Acreditamos que assim, as visitas ao patrimônio abandonado triplicariam e Porto Velho ganharia muito. Todo mundo iria ganhar um pouquinho: Agencias de viagem, hotéis, restaurantes, taxistas, artesãos, casa de show, ambulantes enfim... Acontece que nem pra isso o IPHAN de Rondônia serve.
********
Infelizmente até pra ganhar dinheiro o setor de turismo de Porto Velho é devagar. Por falar nisso você já viu a Setur se manifestar a respeito do potencial turístico que é a Madeira Mamoré mesmo sucateada? Já viu a Semdestur promover algum evento para divulgar o potencial turístico cultual que é a Madeira Mamoré?
********
Aqui o negócio é o seguinte: alguém só faz alguma coisa, se sobrar algum para o seu bolso. Tá doido de investir numa coisa que todo mundo ta falando que está abandonada?

********
A Madeira Mamoré foi e será sempre nosso maior patrimônio histórico, mesmo sucateada e abandonada do jeito que está.

********
A enchente fez um ano que aconteceu e até agora, a praça da Madeira Mamoré com seus galpões, estação, plano inclinado, rotunda e oficinas continuam abandonada, nem mesmo uma limpeza de vergonha foi realizada nesses locais. Um Ano e nem iluminação colocaram. Foram lá querer tirar os ambulantes que mantém a visitação pública nos finais de semana.

********
Os ferroviários que ainda acreditam que o Trem vai voltar a correr pelos trilhos da EFMM pelo menos até Santo Antônio, marcam ponto todos os dias na praça, na esperança de alguma notícia positiva. Se nossas autoridades quiserem, o Trem Volta a funcionar é uma questão de querer, aliás, de contra partida da hidrelétrica.

********

É como coloquei na matéria premiada: A Estrada de Ferro Madeira Mamoré é fonte de renda mesmo do jeito que está, pois é: “A Sucata que Vale Ouro”! 

sábado, 25 de abril de 2015

Lenha na Fogueira - 26 .04.15

Durante a semana passada, publicamos uma série de matérias que têm a ver com a realização da XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.
*********
Evento que a partir do ano passado (2014), passou a ser coordenado pela Federação de Grupos Folclóricos de Rondônia – Federon com o apoio do governo estadual e da prefeitura de Porto Velho.
********
Acontece que a Federon ainda não está estruturada, para suprir seus filiados, com recursos (financeiros) suficientes, para a montagem de suas apresentações no grande Arraial. A única fonte de arrecadação, é a venda de espaços para a montagem das barracas que comercializam comidas típicas, além do espaço aonde é montado o Parque de Diversão mais os valores repassados pela distribuidora de bebidas vencedora da concorrência de exclusividade. Essa arrecadação, pelo menos no Flor do Maracujá de 2014, não foi suficiente para cobrir as despesas que cada agremiação investe para se apresentar por apenas uma hora.
********
Semana passada a direção da Federon solicitou aos grupos folclóricos, que enviassem seus orçamentos detalhados, pois a Confederação Brasileira de Grupos Juninos - CONFEBRAQ estava solicitando e então, tivemos acessos a alguns desses orçamentos.
********
Uma quadrilha adulta investe em média R$ 50 Mil enquanto que a Mirim aplica R$ 30 Mil.

********
Um Boi Bumbá adulto investe em média R$ 100 Mil enquanto que o Mirim chega a R$ 40 Mil.

********
Vale salientar que este ano, estarão se apresentando no Flor do Maracujá 40 grupos de quadrilha entre Grupos de Acesso e Especial (mirim e adulto).

********
Serão 10 grupos de Bois Bumbás dançando na XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá.
*********
Cada grupo de quadrilha adulta tem a obrigação (é do Regulamento) de se apresentar com no mínimo 30 pares e os Mirins com 25 pares. O que chega a 28 pares ou 56 pessoas dançando, sem contar com a diretoria e a coordenação que agrega mais de 20 pessoas por grupo. Estamos nos referindo apenas às exigências mínima do Regulamento. Tem grupo que coloca 60 pares como é o caso da Rádio Farol, Roça é Nossa, JUABP, Girassol e outros.
*******
Pelo regulamento, cada grupo de Boi Bumbá adulto tem a obrigação de colocar no “Curral de Dança” o mínimo de 100 brincantes. Porém os grupos Diamante Negro, Corre Campo e Az de Ouro colocam mais de 300 brincantes sem contar com a diretoria e a coordenação.
********
As indumentárias, tanto dos grupos de quadrilhas como de boi bumbás são fornecidas gratuitamente por cada entidade. Para conseguir parte desse dinheiro os grupos promovem eventos durante boa parte do ano e mesmo assim a arrecadação não supre as despesas.

********
Este ano a prefeitura de Porto Velho via Funcultural, está colocando a disposição dos grupos folclóricos filiados à Federon, R$ 500 Mil (Bruto), que na realidade, depois de descontados os impostos, deve sobrar uns 400 Mil para ser rateado proporcionalmente entre 50 grupos.

********
O governo estadual está impedido de fazer repasse aos grupos, em virtude de uma Recomendatória do Ministério Público, por isso só entra com a estrutura.

*********
O que queremos dizer com isso, caros leitores, é que a Federon precisa contar com a compreensão do Comércio e da Indústria no sentido dessas entidades, também investirem no evento, colocando seus estandes. As televisões também poderiam colaborar pagando (direito de imagem) para transmitir o evento.
*********
Nossa sugestão, é que o evento passe a se chamar: FEIRA CULTURAL, COMERCIAL E INDUSTRIAL – ARRAIAL FLOR DO MARACUJÁ!

Curta Amazônia – Inscrições encerram dia 30

De acordo com o cronograma amplamente divulgado pelos organizadores do 6° Curta Amazônia Mundi, as inscrições de filmes de curta, média e longa metragem e clipes musicais irão até o dia 30 de abril. Festival de Cinema que acontece em maio e junho em Porto Velho.
Já estão inscritos vários títulos para mais essa edição, filmes de estados brasileiros como RO, AM, AP, PA, MT, MG, RJ, SP, RS, PA, PE, CE, GO, DF, RN, PB além de filmes da cidade de Avanca de Portugal. Filmes dos gêneros ficção, documentário, animação, experimental que estarão concorrendo ao troféu "Arara Azul". O Festival de Cinema é composto de várias mostras paralelas, dentre elas a Mostra Olhar de Cinema na Amazônia, Mostra Jovem Cineasta, Mostra Rondoniense, além das competitivas Seletiva Mundial, Seletiva Nacional e Seletiva Regional.
Atores, atrizes que traduzem e expressam o seu talento e são identificadas nessa nova safra da produção cinematográfica independente brasileira, proporcionando ao público portovelhense a ampliação do conhecimento, além do entretenimento e o interesse por filmes produzindo por brasileiros para os brasileiros.
Curta Amazônia Mundi promovendo o Cinema brasileiro e mundial independente cujos vencedores serão laureados com o troféu “Arara Azul”, concorrentes da Seletiva Mundial, Seletiva Brasileira, Seletiva Regional, cuja proposta é fortalecer a produção regional com premiações específicas como melhor produção amazônica – Povos Indígenas da Amazônia, a melhor produção rondoniense – prêmio Nelson Townes.
O 6° Curta Amazônia Mundi tem apoio cultural do Sítio do Chicão de Guajará Mirim, Delícias D’aki, Fórum dos Festivais, a Imprensa rondoniense, a realização é privada e independente da Associação Curta Amazônia.
A data final de postagem das inscrições é o dia 30 de abril. Mais informações no site www.curtamazonia.com, ou no email festival@curtamazonia.com. 

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Lenha na Fogueira - 25.04.15


O interesse pela Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás - Arraial Flor do Maracujá, mudou da água pro vinho, com os novos gestores de cultura, estadual e municipal.

*********
Isso podemos notar na reunião da última quinta feira 23, da Federon que tinha como pauta, apenas a apresentação do cronograma da participação dos grupos folclóricos no Arrastão de São João que vai acontecer no dia 14 de junho e da participação nos Arraiais que fazem parte do Ciclo Junino da Funcultural de Porto Velho.

********
De repente, entraram na sala Cuniã do teatro Banzeiros, representantes da Secel Bebel Madalena, Fabiano Barros mais o secretário da SEAS Marcio Félix e mais tarde o superintendente Rodnei Paes.

*******
Mal a turma da Secel tomou acento, entra a equipe da Funcultural de Porto Velho comandada pelo presidente Marcos Nobre. Com isso a reunião mudou totalmente de rumo e se transformou numa solenidade “Oficial”
********
Solenidade porque o pessoal do governo foi lá, pra dizer que o apoio do governo está garantido no que diz respeito à seção do terreno do Parque dos Tanques além da estrutura de palco, iluminação,sonorização, arquibancadas e camarotes. Pela primeira vez a Secretaria de Ação Social entra na parada e já entrou forte,

********
A Funcultural garantiu o repasse de recursos aos grupos, o que é bastante positivo. “Não é o que os senhores merecem, mas, é o que a prefeitura pode disponibilizar”, disse Marquinho Nobre.

********
Todo mundo saiu do Banzeiros aplaudido de pé. Quer dizer, o Banzeiro se transformou em “remanso”.

********
Outro evento bastante positivo para a cultura de Rondônia e em especial para Porto Velho, foi a retomada do Grupo Teatral Êxodo. José Monteiro (Moisés) mais uma vez aparece como o salvador da Jerusalém da Amazônia.

*******
Numa solenidade que reuniu autoridades e imprensa na sede do Sindicato dos Funcionário Federais de Rondônia – SIDSEF a moçada do Êxodo garantiu, que as atividades do grupo voltam a todo vapor a partir do mês de junho, com o Arraial que vai acontecer na Jerusalém da Amazônia com apresentações de grupos folclóricos.

********
O grupo pretende produzir no mês de dezembro a peça “O Nascimento de Cristo” de autoria de João Zoghbi.



Porém a grande cartada do Êxodo será a montagem da peça “O Homem de Nazaré” no próximo ano. Monteiro disse que tem todo tempo do mundo para se dedicar a direção do grupo, que por algum tempo, andou desacreditado.

********

Já que falamos em festa, hoje tem samba de raiz no Mercado Cultural com Beto Cezar e convidados.

********

Hoje também tem muita história, na rádio Transamazônica FM 109.5 dentro programa 360 Graus apresentado a partir do Meio Dia pela Sonia Maria e Silvio Santos.


********
Não esquece, quer ouvir boa música, sintoniza teu rádio a partir do Meio Dia na 109.5 FM Rádio Transamazônica.

********

Estão abertas as inscrições para a oficina de teatro “Dramaturgia do Ator”, desenvolvida pelo Serviço Social do Comércio de Rondônia (Sesc RO). 

*********
As aulas acontecerão em Vilhena e Ji Paraná, nas sedes do Sesc dos municípios que receberão o curso, entre os dias 28 de abril e 08 de maio. As aulas serão ministradas pelo ator-pesquisador Luciano Matricardi, de São Paulo.

********
Segundo a técnica de cultura do Sesc RO, Maria Braga, o curso é gratuito e as vagas são limitadas,  tendo como objetivo capacitar os atores e atrizes da região, além de possibilitar a troca de experiências sobre o fazer teatral.

*********

Por falar em Vasco da Gama e Botafogo! A partir deste domingo 26, ou de amanhã, como queiram, o Gênus vai mandar seus jogos novamente no Estádio Aluizio Ferreira. Ponto para o Rodnei!

Governo e prefeitura confirmam apoio ao Flor do Maracujá


Durante reunião da Federeção de Grupos Folclóricos de Rondônia – Federon que aconteceu na noite da última quinta feira 23, na Sala Cuniã do Teatro Banzeiros com os dirigentes dos grupos filiados, compareceram o Secretário da SEAS Marcio Felix, Diretora Administrativa da Secel Bebel Madalena, Gerente de Cultura da Secel Fabiano Barros e o Superintendente Rodnei Paes além do Presidente da Funcultural de Porto Velho Marcos Nobre.
De repente a reunião marcada pela diretoria da Federon para tratar da programação referente ao Ciclo Junino que começa no dia 29 de maio, com a abertura do Arraial Flor de Cacto, mas, que tem a abertura oficial marcada para o dia 14 de junho, com a realização do “Arrastão de São João” e o show do cantor Alceu Valença, se transformou numa solenidade que oficializou a parceria do governo do estado através da SEAS e da Secel, prefeitura via Funcultural de Porto Velho e a Federon.
Por ter que participar de outros compromissos, o secretário Marcio Félix foi o primeiro a usar a palavra para informar aos dirigentes de grupos folclóricos, que o governador Confúcio Moura havia concordado com a realização da XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás do Flor do Maracujá no Parque dos Tanques. “Ali será construído o que estamos chamando de Cidade dos Funcionários, porém, a obre só deve começar no segundo semestre, por isso não vemos impedimento nenhum para que o Arraial Flor do Maracujá seja montado la”, disse Márcio.
Falando em nome do superintendente da Secel a diretora Bebel confirmou que de acordo com o que ficou acordado desde o ano passado, o governo estadual vai participar do evento contratando a estrutura de Iluminação, Arquibancada, Camarotes, Tendas e Sonorização. “Precisamos apenas que a Federon nos relacione os equipamentos técnicos que serão utilizados nas apresentações dos grupos”, disse Bebel. Fabiano Barros falou de como os grupos folclóricos e a própria Federon com a entrada em vigor da Lei da Cultura Vivia podem se transformar em Pontos e Pontões de Cultura.

Circuito Junino


O presidente da Funcultural Marcos Nobre em sua fala, disse da programação que sua equipe em parceria com a Federon vai colocar em prática, para o que ficou denominado como “Circuito Junino”, que contempla praticamente todos os arraiais que vão acontecer em Porto Velho a partir do dia 29 de maio até o final do mês de agosto. “O prefeito disponibilizou recursos da ordem de R$ 600 Mil, para as festas juninas em nossa cidade”. Marcos Nobre também lembrou, que até o próximo dia 30, a Funcultural estará recebendo inscrições de pessoas ou entidades que desejam realizar Arraial durante o período junino. “Dentro da medida do possível, vamos apoiar alguns desses eventos”, finalizou Marcos Nobre.
Reunião ordinária

Antes das despedidas das equipes da Secel e Funcultural o superintende da Secel Rodnei Paes utilizou a palavra para dizer que as portas da Superintendência de Esporte e Cultura sempre estarão abertas para receber os representantes dos movimentos culturais de Rondônia. A direção da Federon deu prosseguimento à reunião, apresentando o cronograma dos arraiais que vão acontecer durante o período junino e de como será a participação dos grupos filiados à entidade. 

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Lenha na Fogueira - 24.04.15


Os grupos folclóricos de Porto Velho estão todos já no clima de festa junina. Tá todo mundo se preparando para a grande largada do Flor do Maracujá que este ano, pelo menos até ontem à tarde, estava programado para iniciar no dia 17 de junho. Creio que vai acontecer nassa data mesmo!
********
Acontece que agora quem manda e decide quando a Festa começa e termina, são os grupos folclóricos. Antigamente ficávamos na dependência da boa vontade do repasse do governo estadual o que nos últimos anos vinha sendo complicado. Chegamos a ver o Flor do Maracujá acontecendo no mês de setembro.
********
Não quero dizer com isso que o governo do estado, não está apoiando o evento e em conseqüência nossos grupos folclóricos, está e muito bem. O governo vai colocar a estrutura de arquibancada, camarotes, iluminação, tendas e sonorização.
********
Porém, como o governo não tem mais a obrigação de firmar convênio de repasse de recursos para os grupos se apresentarem, a festa pode ser marcada para o mês de junho pela Federação que representa os grupos folclóricos. Graças ao Ministério Público Estadual em especial ao Dr. Everton Aguiar.
********
Outra parceria muito importante com o governo estadual, vem através da SEAS que cedeu o espaço do Parque dos Tanques para que a Federon montasse a XXXIV Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás no Arraial Flor do Maracujá.

********
Visando suas apresentações no evento, a maioria dos grupos folclóricos está promovendo evento com o objetivo de angariar recursos para suas apresentações no Flor.
********
Por exemplo, o Bumbá Diamante Negro está trazendo a Rainha do Folclore do Boi Caprichoso de Parintins Brena Dianná no dia 24 de maio na Sede do Sintero.
********
Quer dizer, daqui a um mês você vai assistir uma grande festa de dança de toada de Boi Bumbá numa promoção do Boi Diamante Negro do Aluizio Guedes. As mesas já podem ser compradas ou reservadas através dos telefones: (69) 9283-4020 (Aluizio), 9268-5481 (Ingrid) ou 9278-0011 (Eleida).
********
Os grupos de quadrilha também estão promovendo evento de tudo quanto é jeito, é concurso de forró, feijoada, escolha de itens e outros concursos. Se você gosta de folclore prestigie os eventos dos nosso grupos.
********
Na realidade a grande largada do ciclo junino 2015, vai acontecer no dia 14 de junho com o “Arrastão de São João”, uma promoção da Funcultural de Porto Velho em parceria com a Federon cujo cortejo vai acontecer pela rua Costa e Silva, saindo da frente do Colégio Tiradentes, para o local onde será realizado o grande show do cantor pernambucano Alceu Valença.
********
Antes disso temos o Arraial Flor de Cacto que vai começar no dia 29 de maio no bairro Caladinho. Dai pra frente à festa folclórica só vai terminar no mês de agosto com o Arraial da Comunidade do bairro Esperança da Comunidade.
********
Nossos eventos estão voltando a acontecer dentro do período tradicional. Ainda bem.

********
Só quem está correndo por fora, é o Desfile das Escolas de Samba que uns falam que vai ser no mês de julho e outros que vai ser no mês de outubro. Pelo andar da carruagem não vai acontecer nem em fevereiro de 2016 na data do carnaval tradicional!
*********
Por falar em dia dos Namorados, o Beto Cezar está trazendo para participar de show em Porto Velho nada-mais nada-menos que Carlos Colla um dos melhores compositores brasileiros.
********
Carlos Colla vai cantar no Aquarius Selva Hotel no dia dos namorados, ou seja, 12 de junho. As mesas já estão sendo vendidas é só procurar o Beto Cezar ou a Karicia sábado na noite no Mercado Cultural.
********

Manezinho Araujo tem uma música que diz: Ai, ai, ai desse jeito eu não agüento! Meu ordenado só sai depois do dia quarenta! Dá-lhe Cavalcante!