segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Lenha na Fogueira - 01.03.16

Dessa vez vai! Vai acontecer os desfiles das escolas de samba de Porto Velho. É o carnaval da quaresma. Aliás, não serão apenas as escolas de samba que estarão se apresentando no próximo final de semana não.
*******
No dia 6 (domingo) vamos ter o CarnaLeste que é o Carnaval da Zona Leste. A turma está se preparando para realizar um grande desfile na avenida Guaporé.
*******
Os bastidores dão conta que dependendo do resultado da apuração. As escolas de samba campeãs do Grupo de Acesso e Grupo Especial festejarão o título durante o CarnaLeste. Será que tão contando com o OVO no da galinha?
*******
Não sei se foi porque colocamos nesta coluna que o Admilson Mestre Sala do Asfaltão todo dia estava espionando o ensaio do Mestre Sala da João Batista.
*******
Só sei que ele foi DEMITIDO do cargo. Agora o 1° Mestre Sala da escola do Tigre é o Sérgio. Uma coisa é certa, é um ótimo sambista, eu sempre disse que ele daria um ótimo Mestre Sala. A Kátia ficou feliz!
*******
Segundo minhas fontes, a única escola de samba que está com as alegorias todas prontas, é a Diplomatas do Samba. Ednart Gomes (artesão), sem fazer alarde, cuidou de tudo na “calada da noite” e já cumpriu sua parte. Dizem que só falta mesmo é gente para desfilar!
******
Outra coisa! Ninguém sabe direito quem é quem na Zona Leste, aliás, sabemos que a Doutora Anne é a presidente, mas em se falando de alegorias, quem dar as ordens é o Silfarney as vezes o Roberto Matias e até o Paulinho Cachaça, sem falar no Alex do boi Mancha Negra ou será do grupo Mayaku?
*******
Até aí tuno bem. Acontece que o Roberto Matias é o mestre bateria da Unidos da Rádio Faro, o Silfarney é mestre na São João Batista e tem como contra mestre o Alex, Paulinho Cachaça é um dos compositores do samba da Rádio Farol. Será que é porque o esposo da presidente é o presidente da Fesec? Ou é balaio de gato mesmo Sarará?
*******
Enquanto isso a diretoria da escola Acadêmicos do Armário Grande não está satisfeita com a direção da Fesec. Disse o presidente Inácio Neto, que na hora que a escola precisou a entidade carnavalesca para resolver o problema que ficou conhecido como “BOMBA”, a diretorias da Fesec não colaborou em nada. Quem estava tentando uma solução para o impasse, na tarde de ontem, era o Severino Castro presidente da quadrilha Rádio Farol e o Aluízio Guedes presidente do bumbá Diamante Negro. Quer dizer! O Armário Grande foi parar entre os grupos do Flor do Maracujá!
*******
Não tem mais volta! Se não cair chuva torrencial no próximo final de semana, as escolas de samba estarão se apresentando no Parque dos Tanques. As escolas do Grupo Especial só vão desfilar no sábado dia 5.
*******
Bacana mesmo vai ser a abertura dos trabalhos sexta feira dia 04, antes das apresentações das escolas de samba. O Movimento Pela Paz encabeçado pela Mãe Nilda de Oxum e Pai Francisco de Odé prometem colocar na passarela do samba, aproximadamente 2 MIL integrantes do Movimento de Terreiro. Além da Ação pela Paz o Movimento vai promover a LAVAGEM DA PASSARELA DO SAMBA igualzinho como acontece no Rio de Janeiro e em outros estados brasileiros. Vai ter muita água de cheiro. Chega cedo ao Parque dos Tanques para acompanhar esse ritual, carnavalesco!

*******
Conversei ontem com o carnavalesco da escola Unidos da Rádio Farol o Carlinhos Maracanã e ele me disse que a escola do bairro Panair está totalmente pronta, só esperando a hora de entrar na avenida. É assim que se trabalha.
******

Hoje tem ensaio em praticamente todas as quadras de escola de samba. Vamos prestigiar é tipo ensaio geral! O geral mesmo, será quinta feira.

Passarela do Samba recebe asfalto e arquibancadas


A passarela do samba Edson Fróes já está praticamente toda montada no Parque dos Tanques. As empresas responsáveis pela montagem das arquibancadas e camarotes concluem o trabalho até amanhã. “A estrutura mesmo, já está praticamente pronta, o que vai ficar faltando para entregarmos o serviço ao governo estadual, é a vistoria do Corpo de Bombeiros”, disse o dono da estrutura Casa Grande.
São aproximadamente 200 metros de arquibancadas de um lado da passarela, enquanto do outro, foram instalados os camarotes, recuo da bateria, módulos dos jurados e mais alguns metros de arquibancadas. “O público terá todo conforto durante as apresentações das nossas escolas de samba”, disse o presidente da Fesec Hudson Mamedes.
Passarela asfaltada

A prefeitura de Porto Velho através da Secretaria Municipal de Serviços Pùblicos – Semusp em parceria com a Funcultural, termina nesta terça-feira a pavimentação da Passarela do Samba Edson Fróes que tem a extensão de 250 metros, assim como as áreas de Armação e Dispersão das escolas de samba, ou seja, área de início dos desfiles e área da apoteose. As barracas dos ambulantes começam a ser montadas nesta terça-feira e a iluminação será testada na noite de hoje. “Esperamos que sexta feira 04, quando da realização do Movimento pela Paz começar a desfilar as 19h00, esteja tudo funcionando como o previsto”, disse o presidente da Funcultural Jorge dos Santos – Jorjão.

Coxinha e Doquinha de volta ao Palácio das Artes

Hiran Delmar tem mais de 20 anos de carreira artística de sucesso. No momento está no ar com o programa “Autarquias do Humor”, líder de audiência, onde resgata seus antigos personagens, dá vida aos novos, exercita sua incrível capacidade de imitação de celebridades e mantém contato direto com seus fãs. O “Coxinha”, “Izaias”, “Lampejão e Sabonete”, “Evandro Mosquito”, “Bebel do Jereissati”, “Seu Silva”, “Zunim Zoião”, “Bia Sflait”, “Professor Decio Rola”, são alguns de seus bonecos famosos.
O humorista cearense é um artista completo: atua, cria roteiros e personagens, escreve estórias e faz interpretações. Hiran considera seu trabalho clean,  onde  toda a família poderá assistí-lo sem restrições. Para o artista, o mais importante é proporcionar boas gargalhadas, usando situações jacosas do Brasil e circunstâncias do dia-a-dia.
Coxinha entrevista Lula
Durante o show,” Coxinha” vai entrevistar o presidente “Lula”, que vai dar explicações sobre o “Petrolão”, a nova fase da operação “Lava Jato” e sobre seu suposto sítio em Atibaia.
Não perca a oportunidade de curtir o primeiro show de humor do ano na capital rondoniense, que abre a temporada de eventos de teatro estadual. O espetáculo está marcado para ter início as 20h.


Mais informações ligar nos números 9231-1198 / 3213-0330 falar com Wando.

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Maria de Deus Alves Carneiro

A Deusa dos portadores de deficiência
Quinta feira passada, dona Maria de Deus nos procurou na redação do Diário da Amazônia, solicitando que divulgássemos o convite do lançamento do livro com sua história, “Isto é Só o Começo” que vai acontecer no próximo dia 4 de março às 19 horas, na sede da Feder. Dei uma olhada no conteúdo do livro e vi que ali estava uma história muito bonita e então, resolvi não só divulgar o convite do seu lançamento, mas, saber um pouco da história da sua protagonista dona Maria de Deus Alves Carneiro uma cearense de Sobral que desembarcou em Porto Velho justamente no dia 4 de janeiro de 1993 e com o passar do tempo, se transformou na maior defensora dos portadores de deficiência física de Rondônia. Acontece que se procurarmos pela dona Maria de Deus poucos saberão informar quem é. Ela é conhecida mesmo como dona Deusa a Deusa dos deficientes de Rondônia. Olha que “Isto é Só o Começo”.

ENTREVISTA


Zk - Vamos falar sobre o livro: Isto é só o começo?
Deusa – No dia 4 de março às 19 horas, na sede da Federação dos Portadores de Deficiência de Rondônia - FEDER estarei lançando o livro “Isto é só o Começo” no qual conto toda minha vida, desde 4 anos de idade até hoje. Comecei a me envolver com a área social a partir dos 14 anos. É um livro realmente sobre minha história.
Zk – A senhora veio do nordeste pra cá, quando?
Deusa – No dia 4 de janeiro de 1993 cheguei a Rondônia. Saí no dia 29 de dezembro de 1992 do Ceará, passei o ano novo todo na estrada dentro de um ônibus, chegamos em Goiânia perguntamos qual o ônibus que vinha pra cá e quando foi no feriado de 4 de janeiro desembarquei em Porto Velho.
Zk – Fale sobre algum fato da sua vida que consta do livro?
Deusa – O ponto alto é quando eu peço ao meu pai pra ser irmã de caridade! Eu queria ir pro convento quando tinha 14 anos e ele não aceitou, dizendo que não ia criar uma filha, educar, pra vestir um roupão daquele a vida toda, isso marcou a minha história de vida. Ele não deixou ir para o convento, porém, três dias depois, ele me chamou e perguntou: “Quer dizer que você vai continuar nessa vida mesmo, trabalhando com a comunidade?” respondi: vou! Daquele tempo em diante até hoje trabalho com comunidade. Levava filhos das mulheres para o hospital e ficava a noite lá tomando conta. Muitas vezes eles estavam desidratados e as mães não sabiam.
Zk – A senhora é presidente da Feder?
Deusa – Não! Sou a fundadora. Idealizei a Feder porque em Rondônia o deficiente era todo escravizado, tudo de cabeça baixa sem vez e sem voz, inclusive tenho livros contando isso. Eu e meu filho que é cadeirante passamos a trabalhar pra libertar esse povo. Hoje graças a Deus estou me retirando do estado, com a sensação do dever cumprido. Criei a Feder no dia 9 de outubro de 1999.
Zk – Quais as conquistas da Feder?
Deusa – Primeiro, eles tinham abandonado a escola, eles não tinham esperança, não confiavam no dia de amanhã. Quando começamos a verificar toda essa situação, começamos a trabalhar pra reverter, com isso enfrentamos uma série de dificuldades, inimigos, porque estávamos fazendo uma coisa que era contra tudo que eles acreditavam. Foi quando disse pro meu filho, vamos libertar esse povo. Contamos isso no livro. Não foi apenas uma frase solta não, foi um compromisso que firmamos naquele momento.
Zk – A senhora se preparou para enfrentar as dificuldades?
Deusa – Fui estudar o que era deficiência. Eu vinha do Ceará e naquela época tinha muita discriminação lá. Quem tinha deficiência, fazia tudo pra não aparecer e como sou deficiente também, tenho uma perna mais curta que a outra e mais fina. Eles não queriam me aceitar aqui como deficiente e no Ceará eu não era deficiente. Então fui estudar sobre o assunto, fui para Brasília, São Paulo, estive dentro da Unicamp estudando e quando voltei, voltei consciente, pronta pra trabalhar com pessoas deficientes.
Zk – Qual o objetivo da Feder?
Deusa – Ela foi criada para congregar todas as deficiências, naquela época era o físico para um lado, o visual quase a gente não via, o surdo não existia porque eles estavam tão invisíveis que não transparecia no grupo e o mental que hoje é chamado de intelectual também foi agregado, foi então que eu e meu filho fizemos uma pesquisa e resolvemos criar uma federação que agregasse todos no estado todo, o problema era esse, era trabalhar Porto Velho e os demais municípios ficavam de lado. A gente analisou se na capital já é desse jeito, eles não tem direito nem a vez e nem voz, estão fora da escola. Quem não estuda não tem perspectiva de um amanhã melhor. Imagina no interior. Andei todos os municípios, tanto que a Feder tem associado em todos eles. Meu filho Francisco Mário que é cadeirante me ajudou e me ajuda muito.
Zk – Quem custeou as despesas?
Deusa – Na época a denominação ainda era Asdefron então fizemos um convênio com a Ceron. Todas essas conquistas são contadas passo a passo no livro. Hoje a Feder atende deficientes de todo o estado. Sempre temos uma resposta positiva para as consultas. É sobre aposentadoria, beneficio da Loas, consulta médica, cadeira de roda, prótese, otes enfim tudo que diz respeito à categoria.
Zk – Vamos divulgar o endereço da Feder?
Deusa – A sede fica na rua Farquar, 3423 vizinha a Conab ela já nasceu ali há 16 anos.
Zk – Por que a senhora ta indo embora. Vai voltar pro Ceará?
Deusa – Não vou pra Fortaleza, porque não me acostumo lá, vou pra Natal no Rio Grande do Norte. Passei um mês na casa de um dos meus filhos e vi que lá não tem nenhuma acessibilidade, do mesmo jeito que éramos aqui há 16 anos acontece lá em Natal.
Zk – Por falar em acessibilidade Porto Velho melhorou?
Deusa – Melhorou não! Deu uma piorada porque a gente ficou calado e o governo perdeu a Lei que é de 2004, que dava dez anos pra eles fazerem o projeto e receberem o dinheiro a custo zero, para fazer a acessibilidade em Porto Velho e eles perderam.
Zk – Quantos filhos? Quais os cursos específicos a Feder proporciona aos associados?
Deusa – Tenho cinco filhos, 14 netos. São três filhos do primeiro casamento e do segundo casamento tenho dois. Quanto aos cursos, sempre conseguimos parcerias com o Senai, e Senac.
Zk – Agora a senhora está deixando o estado e quem vai ficar cuidando da Feder?
Deusa – A Federação é um grupo que trabalha, temos a presidente que é a Telma Araujo e eu faço toda a articulação da Feder dentro de todos os Conselhos essa é a parte mais difícil que estou deixando. Sou das Cooperativas, do Movimento Território Madeira Mamoré, sou do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Conselho da Assistência Social e do Idoso. Alguns já passei o cargo e outros estou entregando até o dia 12. Não está sendo fácil as despedidas. Lá em Guajará quarta feira passada, quando me despedi dos membros do Território Madeira Mamoré disse: É preciso fechar os olhos se não, não consigo deixar esse trabalho!
Zk – Voltando ao livro Isto é Só o Começo?
Deusa – O livro será lançado no próximo dia 4 de março lá na sede da Feder às 19 horas. O valor do livro é R$ 20, porém o mais importante é as pessoas conhecerem a história.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Lenha na Fogueira 27.02.16

O interessante é que apesar de todo disse-me-disse em relação aos desfiles das escolas de samba, este ano, inda teve agremiação querendo mudar os dias dos desfiles, só porque parte de seus integrantes, tocam na “charanga” da torcida de um time de futebol de Porto Velho.
******
Mais hilário, foi que um membro bem conceituado dentro da agremiação, utilizou as redes sociais e “meteu o pau” na direção da Fesec, pôr a mesma ter anunciado a mudança na ordem das apresentações. As postagens beiraram a “baixaria”...
******
De repente, a direção da Fesec posta nota esclarecendo, que a mudança se deu “justamente atendendo pedido da direção da sua escola de samba... Se você não sabe o que acontece dentro da sua escola, é melhor deixar de postar essas besteiras...”. Eita! Fedeu a chifre queimado. O rapaz pra não ficar por baixo, postou que sua opinião continuava de pé. Questão de Ego!
******
Caso os desfiles das escolas de samba não fossem adiados, a escola de samba Acadêmicos do São João Batista não poderia contar com seu principal interprete . Banana Split está literalmente sem voz. Como sua escola só vai se apresentar daqui a oito dias, tem tempo para se recuperar. Tudo que Deus faz é bem feito.
*******
Enquanto isso o Mestre Sala da escola Asfaltão depois que soube que o Mestre Sala da São João Batista veio de fora, toda noite tá no ensaio da azul e branco. Será que vai copiar a coreografia do concorrente. Como o Asfaltão vai desfilar antes da João Batista pode parecer que o ineditismo será do Mestre da escola do Tigre.
*******
Ninguém sabe dizer com precisão, se o ensaio é da Diplomatas ou da Império do Samba. A maioria dos ritmistas tocam nas duas baterias, o carnavalesco é mesmo, o artesão também e os ensaios são na mesma quadra. Só muda mesmo a diretoria, pois, até as cores são iguais. Olha o Regulamento Armário Grande.
*******
O presidente da São João Batista foi muito questionado por um diretor da Diplomatas do Samba na tal de coletiva que não aconteceu no Parque dos Tanques. Acontece que num determinado momento, o representante da Sejucel o chamou para a sala onde estava trancado com o pessoal da Funcultural.
*******
Quando Pai Beto saiu o diretor da vermelho e branco queria explicações, por que apenas ele havia sido convidado a participar da conversa. Pai Beto não soube explicar e mandou o cidadão perguntar pro Fabiano!
*******
Severino Castro presidente da quadrilha Rádio Farol não gostou quando o Thiago ex Thiagão irmão da Ciane comparou sua quadrilha com a escola de samba Unidos da Rádio Farol. “Meu grupo é organizado”, respondeu Severino. O que será que ele quis dizer Maracanã?
******
Amanhã dia 28, vai fazer cinco anos que o Manelão partiu, como dizem por aí, “Dessa pra melhor”. Tem umas curiosidades sobre essa data de 28 de fevereiro relativas ao Manelão.
*******
A escola de samba do coração do Manelão a Pobres do Caiari, foi fundada no dia 28 de fevereiro de 1964.
********
O primeiro desfile da Banda do Vai Quem Quer aconteceu no dia 28 de fevereiro de 1981.

*******
E ele morreu no dia 28 de fevereiro de 2011 – 31 anos após o primeiro desfile. Diz o Lúcio Guzman que de vez em quando, recebe mensagens do Manelão psicografadas, que dão conta que o gordo carnavalesco está muito bem e feliz com os rumos da Banda sob a direção da sua filha Siça.
*******
Com certeza, se o Manelão estivesse materialmente entre a gente, estaria feliz com sua atual escola de samba, a Acadêmico da São João. Pra quem não sabe, foi ele quem doou os primeiros instrumentos da escola que hoje é dirigida pelo Pai Beto. Continua descansando em paz amigo!

Canções de Mercedes Sosa no Canta Mulher

O Projeto “Canta mulher” em 2016 completa 24 anos.  Criado no ano de 1992 pelo Fórum Popular de Mulheres em parceria com o Sesc-Rondônia, com objetivo de promover um espaço de articulação e visibilidade das mulheres artistas que fazem da arte o palco da vida, habitando no seu canto o encanto da música, da dança e da poesia, marcando a cena de mulheres na agenda cultural da cidade de Porto Velho.
A iniciativa inaugura a agenda cultural de Porto Velho, estabelecendo um espaço de produção, envolvendo música, arte e poesia, promovendo o resgate da obra musical de compositores(as) e intérpretes com produção nacional e local, revelando através das canções brasileiras, o mundo da poesia e da música  que une e transforma as relações sociais entre homens e mulheres na sociedade. 
O Projeto Canta Mulher 2016, apresenta duas agendas de Shows: Palco Livre Canta Mulher no dia 09 de março e o Show Musical Mercedes Sosa: “Gracias a la Vida” no dia 10 e 11 de março as 20h no teatro um do Sesc Esplanadas.
O Palco livre Canta Mulher visa estimular a participação de talentos femininos (instrumentistas, compositoras e intérpretes) nos espaços da musica e da arte, fomentando a difusão da musica regional e da Musica Popular Brasileira no cenário cultural da cidade. No Palco Livre Canta Mulher, se prevê a apresentação de 10 (dez) artistas interpretando duas canções autorais ou não, onde o roteiro musical conta com obras de compositores local e nacional, valorizando a expressão da música popular brasileira.
Na sonoridade musical das vozes de mulheres que encantam a noite do palco Livre  Canta Mulher com o show musical: “as musas do canto”, estão as artistas intérpretes, Gioconda Trivério, As Pastoras, Aldenice Bento, Ellen Cristine Patrícia Moraes, Luana Shockness, Marla Souza, Larissa Santos e Laís Fernandes.
O Show Musical Canta Mulher 2016, marca um encontro com o canto feminino de Mercedes Sosa: “Gracias a la Vida”, e com voz de intérpretes como Charlene Marques, Helena Prado, Elisa Cristina e Izabela Lima. O show viaja pela história e obra musical da mulher, artista e cidadã Mercedes Sosa, que viveu como “pássaro livre, em direção ao vento”, unindo os compassos da história, da sua raiz andina, na musica folclórica latina inserida na contemporaneidade cultural e artística invadindo as fronteiras das Américas, revelando no seu canto de mulher um mundo livre,  “um coração livre, trazendo um povo em sua voz, venho oferecer meu coração, um coração Americano, para cantar minha gente, graças a vida, Mercedes Sosa, uma vida em canções.”
Entre notas e acordes musicais o Projeto Canta Mulher 2016 chega na calada da noite, apresentando o Palco Livre do Canta Mulher e o Show Musical Mercedes Sosa: “Gracias a la Vida”,  iluminadas pela sonoridade dos instrumentos musicais dos  músicos: Julio Yriarte, Bado, Bira Lourenço e Mauro Araújo, Ricardo Castro, Guery, Junior Lopes.
A realização do Projeto Canta Mulher é garantida pelo Fórum Popular de Mulheres e pelo Sistema Fecomércio do Estado de Rondônia, através do Sesc Rondônia. Conta com a parceria da Associação O Imaginàrio e o apoio da Santo Antônio Energia, SINTEL, CPPT CUNIÃ, SINDUR, SEEB, CUT-RO, DENTAL NORTE e UNIMED.


Fesec mantém ordem dos desfiles das escolas

A direção da Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia – Fesec, após anunciar no inicio da tarde de ontem 25, que havia invertido a ordem dos desfiles das escolas de samba, ou seja, as agremiações do grupo especial desfilariam na sexta feira 04 e as do grupo de acesso no sábado 05 de março, que após ver que os carnavalescos não estavam concordando com a decisão, resolveu convocar reunião extraordinária que aconteceu a boca da noite, na sede da entidade no Parque dos Tanques.
Hudson Mamedes presidente da Fesec explicou que estava atendendo a sugestão do superintendente da Sejucel assim como o pedido da direção da escola de samba Asfaltão, quando concordou em proceder à inversão das apresentações dos grupos. “Como vi que a decisão poderia trazer transtornos futuros, resolvi convocar a reunião e colocar a sugestão em votação”, explicou Mamedes.
A escola Asfaltão justificou seu pedido, alegando que o Gênus é parceiro da escola de samba, inclusive muitos dos seus brincantes fazem parte da charanga do clube de futebol. “Nossa sugestão foi que os desfiles fossem transferidos para os dias 5 e 6 (sábado e domingo) e não que a ordem fosse trocada”, explicou o diretor do Asfaltão Waldison Pinheiro.
Colocada em votação, a maioria das escolas optou por manter os desfiles de acordo com o Regulamento já divulgado, ou seja, as escolas do grupo de acesso desfilam no dia 4 sexta feira e as do grupo especial no dia 5 sábado.


quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Lenha na Fogueira - 26.02.16


A ordem do dia das apresentações das escolas de samba de porto Velho mudou. Agora o grupo especial é quem vai abrir os desfiles na sexta feira dia 4 e o grupo de acesso fecha no sábado dia 5.
*******
Independente da falta de consideração do pessoal da Sejucel para com a imprensa, que marcou presença em peso, na sede da Fesec no Parque dos Tanques, na manhã de ontem 25, podemos informar extraoficial, que os desfiles das escolas de samba vão acontecer nos dia 4, 5 e 6. Dia 4 desfile do grupo especial dia 5 grupo de acesso e dia 6 apuração.
*********
É triste, mas, temos que registrar a falta de preparo de alguns “Comissionados” do governo estadual, que acham que são os donos da “cocada preta”. Após dar o chamado chá de cadeira nos repórteres de todas as emissoras de TV, o cidadão que foi representar o governo do estado, chegou e ainda tratou mal todo mundo. “Não vou gravar entrevista com ninguém”. Disse e se trancou numa sala da Federação.
*******
Por essa e por outras, é que muitas vezes o governador paga o pato. Custava nada o cara dizer que ainda estava esperando o resultado das negociações entre as empresas vencedoras da Licitação?
*******
A falta de preparado do referido representante, deixou o governo de “calça curta”, pois as repórteres das TVS saíram maldizendo a dita atitude
*********
A bomba mesmo é a seguinte. O Superintendente da Sejucel, puxou a sardinha para o segmento que é a praia dele. Pasmes amigos carnavalescos, O Superontendete tentou levar os desfiles mais para frente, ou seja, para os dias 11, 12 e 13 alegando que no dia 5 será a abertura do campeonato rondoniense de futebol.
*******
O que desfile de escola de samba tem a ver com jogo de futebol? Nada! “Quero estar presente nos dois eventos”, disse o superintendente. O pior de tudo foi que tanto o presidente da Fesec Hudson Mamedes, como o pessoal da Funcultural concordaram que as escolas de samba do Grupo Especial se apresentem na Sexta feira dia 4 e as do grupo de acesso sábado dia 5.
*******
Essa decisão não poderia ter sido tomada pela presidência da Fesec, ele tinha que ouvir os dirigentes das escolas de samba para poder dar a resposta ao Rodnei.
*******
To falando! Não temos nenhum representante de verdade, do segmento cultural no governo do estado. Tem sim um representante dos desportos. É só acompanhar as ações culturais colocadas em prática pela Sejucel e as ações desportivas.
********
Isso quer dizer, que as escolas de samba do grupo especial serão prejudicadas, pois sexta feira muitos dos seus brincantes estarão trabalhando no horário da concentração. É, mais os do grupo de acesso também! Acontece que as escolas do grupo especial tem a obrigação de colocar desfilando na passarela do samba no mínimo 300 pessoas e o grupo de acesso 150.
*******
Anotem aí: As escolas de samba do grupo especial vão desfilar sexta feira dia 4 e as do grupo de acesso sábado dia 5.
*******
Tem o ditado que diz: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Quem está “mandando” é o Rodnei e quem está obedecendo são os dirigentes da Funcultural e os da Fesec.
*******
O certo é que a população de Porto Velho vai voltar a contar com os desfiles das escolas de samba, fato que não acontece ha três anos. Esperamos que não apareçam mas nenhum empecilho. Espero que a Sejucel não queira levar as arquibancadas para o Aluízio Ferreira como aconteceu no Flor do Maracujá no ano passado.
*******

É cada uma que acontece! O pior é que meu amigo da Cultura não que nem saber de conversar comigo. Agora tô lascado! Por defender a cultura carnavalesca estou prestes a perder um amigo! Da onça!

Escolas de samba desfilam na próxima semana

Presidente da Fesec Hudson Mamedes e Jorjão da Funcultural
A novela sobre a data dos desfiles das escolas de samba de Porto Velho, terminou na manhã de ontem 25, quando os representantes da Funcultural receberam a imprensa na sede da Federon no Parque dos Tanques, para explicar sobre os problemas que culminaram com o adiamento dos desfiles. “A Funcultural cumpriu sua parte, o que está faltando é a Sejucel vir aqui e dizer como estão as negociações com as empresas que venceram a Licitação para montar arquibancadas e camarotes”, disse o presidente da Funcultural Jorge dos Santos – Jorjão durante a coletiva.
A entrevista inicialmente marcada para começar as 9h00, em virtude da ausencia dos representantes do governo estadual/Sejucel só começou as 10h30 mesmo assim o pessoal da prefeitura não pode garantir se os desfiles seriam ou não adiados. “Infelizmente o pessoal da Sejucel não está cumprindo com o horário marcado, o que nos deixa sem poder garantir a nova data”, continuou Jorjão. Por volta das 11h00 o Coordenador de Cultura da Sejucel Fabiano Barros chegou ao local da entrevista e mesmo assim se negou a atender a imprensa. “Não vou falar nada agora”, disse ele.
Depois de se reunir com as portas fechadas por mais de uma hora, com os representantes da Funcultural, o representante informou que a Sejucel publicaria Nota Oficial explicando sobre o caso.
Os carnavalescos saíram da sede da Federon sem ter a certeza de quando os desfiles aconteceriam.
A informação de que os desfiles foram transferidos para os dias 4, 5 e 6, foram passadas por representantes da Funcultural. Até o fechamento dessa página, a Sejucel ainda não havia distribuído a Nota Oficial explicando os motivos da mudança da data.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Lenha na Fogueira - 25.02.16

Não sei se é sonho ou utopia, vou cumprir minha missão... Esse é o título do enredo da escola de samba Asfaltão que pode ficar só no sonho e na utopia. A missão está cada vez mais complicada de ser cumprida.
********
Isso porque a Sejucel não soube administrar com a devida responsabilidade, o processo de Licitação para contratação da estrutura de arquibancada, camarotes, carro de som e iluminação a serem montados na passarela do samba do Parque dos Tanques.
*******
Primeiro porque deixaram o processo na mão de uma jovem que não tem experiência nenhuma na administração pública, principalmente quando se trata de Licitação, cujo processo normalmente é complicado, pois envolve interesses de várias partes.
*******
Depois que conseguiram “montar” o processo e encaminharam à Supel para providenciar a Licitação, ficou por isso mesmo. Ninguém da Sejucel se preocupou em acompanhar o desenrolar do mesmo.
*******
Ainda por cima a Supel optou pelo Pregão Eletrônico no qual qualquer empresa pode participar, sem que para isso, tenha que comprovar se tem condições de montar os itens exigidos, assim sendo: Segundo nossas fontes, a empresa que ganhou o pacote ARQUIBANCADA E CAMAROTE não é de Rondônia e como o resultado da licitação só foi divulgado no final da semana passada, eles não tiveram tempo para deslocar o equipamento do Ceará para Rondônia. Dizem inclusive que na realidade a tal empresa cearense, é “FANTA”, só tem o nome, e tentaram contratar os equipamentos de uma empresa local e não lograram êxito.
**********
Como o processo de Licitação demorou muito a ser aberto, não deu tempo para o Leiloeiro da Supel analisar um recurso imposto por uma das empresas que concorreu e perdeu a licitação, aí o bicho pegou de vez.
*******
Isso só foi informado a Fesec terça feira passada e então, a turma ainda tentou reverter, ou convencer que o responsável pelo parecer não aceitasse os argumentas alegados no recurso.
********
Nesta quinta feira 25, a direção da Sejucel com a diretoria da Funcultural reúne a imprensa para dizer que os desfiles das escolas de samba, não têm como acontecer neste final de semana, ou seja, sexta 26 e sábado 27.
******
Agora, quem vai pagar os prejuízos causados pelo adiamento? O governo do estado ou a prefeitura?
********
Todas as escolas de samba terão que manter seus barracões abertos, pagando a mão de obra dos artesãos e artistas que estão trabalhando no acabamento das alegorias e adereços. Alguém vai perguntar: “Vocês não estavam prontos para desfilar?” Sim estávamos e estamos, porém, para manter as alegorias sem nenhum dano é preciso a manutenção diária.
*******
Os presidentes de escolas de samba também estão preocupados com o atraso no repasse da segunda parcela dos subsídios, que de acordo com a legislação, só pode ser efetuado após os desfiles. Como os desfiles serão adiados, esse repasse vai demorar. Assim sendo a Fatura do Cartão de Crédito vai vencer, os cheques pré datados serão executados e os carnavalescos arcarão com os prejuízos da irresponsabilidade da equipe da Sejucel.
*******
Por muito menos que isso o Severino Costa foi exonerado da presidência do Palácio das Artes! Lembram? Só sei que até o governador entrou na parada ontem a tarde, tentando resolver o impasse.
*******
Dizem que teve deputado pedindo a cabeça de alguém em discurso na tarde ontem na Assembleia. Ou a gente acabada com os predadores da cultura ou eles acabam com a nossa cultura. Votação aberta!
*******
Parabéns senador Acir Gurgacz pelo seu aniversário neste dia 25 de fevereiro.

Sejucel reúne imprensa para justificar o adiamento de desfile

Funcultural reuniu os presidentes para anunciar a transferencia

O superintendente da Sejucel Rodnei Paes, recebe a imprensa na manhã desta quinta feira 25, para anunciar, que em virtude de problemas na Licitação para contratação da estrutura das arquibancadas, camarotes e sonorização, os desfiles das escolas de samba precisam ser adiados.
A coletiva está marcada para acontecer as 09 horas na sede da Fundação Cultural do Município de Porto Velho – Funcultural na rua Elias Gorayeb com D. Pedro II. Os motivos e as novas datas serão anunciados na oportunidade, como todos os esclarecimentos necessários.
Caso seja confirmado o adiamento dos desfiles, as escolas de samba amargarão prejuízos incalculáveis, uma vez que terão que permanecer com os barracões de alegorias e adereços, costureiras, figurinistas e cozinha funcionando por mais alguns dias. “Estamos reivindicando que os dessfiles aconteçam no máximo nos dias 4 e 5 de março”, disse o presidente da Fesec Hudson Mamedes, lembrando que as escolas de samba se prepararam ára entrar na passarela do samba neste final de semana, “Porém a burocracia governamental não está permitindo”.
Segunda Parcela do Subsídio
A maior preocupação dos dirigentes das escolas de samba, é que, caso os desfiles sejam realmente adiados, o repasse da segunda parcela dos subsídios atrase, pois de acordo com normas da Controladoria Municipal e da PGM somente após a prestação de contas da primeira parcela é que a segunda parcela será liberada. Vale salientar que essa prestação de contas deve ser feita através de fotografias e vídeos das diversas fases da montagem do enredo das escolas o que envolve principalmente os desfiles. “O problema é que compramos no cartão de crédito e cheque pré datado e com a segunda parcela atrasando, vamos ter que arcar com os juros”.
Governador tenta resolver o problema

Na tarde de ontem o governador Confúcio Moura tomou conhecimento dos problemas com a Licitação do Carnaval e convocou reunião com as equipes da Sejucel e Supel na iminência de resolver o mais rápido possível, o impasse, inclusive solicitando que a equipe das duas superintendências se empenhassem para realizar os desfiles das escolas de samba neste final de semana, ou seja, nos 26 e 27 conforme programado. “Uma coisa é certa a prefeitura através da Funcultural está cumprindo sua parte na parceria. A culpa no adiamento do evento é de total responsabilidade do pessoal da Sejucel”, finalizou o vice-presidente da Funcultural Rafael Altomar.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Fesec oferece coquetel e apresenta jurados


A direção da Federação das Escolas de Samba de Rondônia – Fesec, oferece na noite desta quarta feira 24, na Casa da Cultura Ivan Marrocos, Coquetel de abertura dos desfiles das escolas de samba de Porto Velho que acontecerão sexta 26 e sábado 27, na passarela do samba Edson Fróes no Parque do Tanques.
Na solenidade exclusiva para a imprensa e convidados da Fesec, o presidente da Comissão de Jurados José Monteiro apresentará as 18 pessoas selecionadas para atuar como julgador, dos 18 quesitos em julgamento. “O presidente da Fesec Hudson Mamedes me deu autonomia na escolha das pessoas o que quer dizer, que dificilmente aceitaremos que alguma agremiação queira impugnar qualquer dos nomes selecionado”, disse Monteiro.
Na oportunidade a direção artísticas dos desfiles, apresentará a imprensa o mapa com a ordem e horário de apresentação de cada agremiação, levando-se em conta, que as escolas do grupo de acesso terão no máximo 50 minutos para desenvolver seus enredos, enquanto as do grupo especial, contarão com no máximo 60 minutos.

Quesitos em julgamento

Bateria  a criatividade e a versatilidade da Bateria.·- A manutenção regular e a sustentação da cadência da Bateria em consonância com o Samba-Enredo; a perfeita conjugação dos sons emitidos pelos vários instrumentos.

Samba Enredo - No Quesito Samba-Enredo o Julgador irá avaliar a Letra e a Melodia do SambaEnredo apresentado, respeitando-se a licença poética. - a letra poderá ser descritiva ou interpretativa, sendo que a letra é interpretativa a partir do momento que contar o Enredo, sem se fixar em detalhes. A sua adaptação à melodia, ou seja, o perfeito entrosamento dos seus versos com os desenhos melódicos.

Harmonia - Harmonia, em desfile de Escola de Samba, é o entrosamento entre o ritmo e o canto. A perfeita igualdade do canto do Samba-Enredo, pelos componentes da Escola, em consonância com o “Puxador” (Cantor Intérprete do Samba) e a manutenção de sua tonalidade; O canto do Samba-Enredo, pela totalidade da Escola; A harmonia do samba.

Evolução - Evolução, em desfile de Escola de Samba, é a progressão da dança de acordo com o ritmo do Samba que está sendo executado e com a cadência mantida pela Bateria.

Enredo - Enredo, em desfile de Escola de Samba, é a criação e a apresentação artística de um tema ou conceito. A sua adaptação, ou seja, a capacidade de compreensão do enredo a partir da associação entre o Tema ou Argumento proposto e o seu desenvolvimento apresentado na Avenida através das Fantasias, Alegorias e outros elementos plástico-visuais. A apresentação seqüencial das diversas partes (alas, alegorias, fantasias, etc.) que irá possibilitar o entendimento do tema ou argumento proposto, de acordo com o roteiro previamente fornecido pela Escola a criatividade (não confundir com ineditismo)

Alegorias e Adereços - Neste Quesito estão em julgamento as Alegorias (entendendo-se, como tal, qualquer elemento cenográfico que esteja sobre rodas, incluindo os tripés) e os Adereços (entendendo-se, como tal, qualquer elemento cenográfico que não esteja sobre rodas), exceto os utilizados para a realização das Comissões de Frente, que serão avaliados pelos julgadores daquele quesito.

Fantasias - Neste Quesito estão em julgamento as fantasias apresentadas pela Escola, com exceção das que estiverem sobre as alegorias, as fantasias do casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira e a fantasia da Comissão de Frente.

Comissão de Frente -  a indumentária da Comissão de Frente, levando-se em conta, neste caso, sua adequação para o tipo de apresentação proposta.·A Comissão de Frente poderá se apresentar a pé ou sobre rodas, trajando fantasias dentro da proposta do enredo ou tradicionalmente. A concepção da comissão de frente e a sua capacidade de impactar positivamente o público, no momento da apresentação da Escola;

Mestre Sala e Porta Bandeira - Para conceder notas de 8,0 à 10,0 pontos, o Julgador deverá considerar: a indumentária do casal, verificando sua adequação para a dança e a impressão causada pelas suas formas e acabamentos; beleza e bom gosto. A exibição da dança do casal, considerando-se que não “sambam” e sim executam um bailado no ritmo do samba, com passos e características próprias, com meneios, mesuras, giros, meias-voltas e torneados, sendo obrigatória a sua exibição diante dos Módulos de Julgamento.