segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Sonho de Mávilo e Misteira vira realidade

Com a tenda do Tigre literalmente lotada, a escola de samba Asfaltão realizou sábado passado 29, o concurso que elegeu o samba enredo que vai ser cantado pela escola no carnaval de 2016.
Após mais de três horas de disputa, quando as seis parcerias tentaram de um jeito ou de outro conquistar a preferência do público e em especial a dos jurados, o coordenador Altair dos Santos Lopes – Tatá anunciou os três sambas das parcerias finalistas; Trio de Ouro (Bainha, Oscar e Zé Baixinho), Toninho & Eduardo Tavernard (pai e filho) e Mávilo Melo e Waldison Pinheiro (Misteira). “Agora é que vai começar o concurso” disse o compositor Bainha que apesar da experiência, estava bastante nervoso.

O corpo de jurado integrado por Ernesto Melo, Professor Chiquinho, Anizinho Gorayeb, Cristóvão Nascimento, Osvaldo Reis, Ismael Barreto e Walber do Bandolim nessa etapa, não precisou pontuar, apenas escolher o samba A. B ou C essas letras obedeciam à ordem de apresentação e após mais algumas horas de tensão por parte das parcerias e suas torcidas, Tatá chamou todos de todas as parcerias ao palco e anunciou: “A escola Asfaltão já tem seu samba enredo para o carnaval de 2016, o escolhido pelos jurados foi o samba da parceria: Mávilo Melo e Waldison Pinheiro.

Um comentário:

Francisco das Chagas Silva disse...

Foi uma honra participar na escolha do samba da nossa escola. E esta escolha, com um olhar não apenas de um cidadão do bairro Santa Bárbara, de Porto Velho, onde fica a toca do Tigre, mas com a responsabilidade de estar "representando" toda a comunidade que ama esta escola ou torce por ela. De estar, naquele momento, com a responsabilidade, o prazer, mas também o "peso-nas cosas", já que, como jurados, não podíamos pensar ou fazer um juízo de valor apenas como membro, fã da escola, ou super amigo da maioria dos compositores, compositoras e interpretes (puxadores), mas com o pensamento e a consciência elevada de que estávamos ali para contribuir como a disputa do carnaval de 2016. Portanto, para além de amizades, e de reconhecimentos às grande obras-primas feitas ao longo da história da nossa escola, é "o hoje", o momento. Sabendo que o samba que vamos avaliar é o samba que vai encontrar outras composições de grande qualidade, de grande peso. E, ao final, escolhendo, milimetricamente, minuciosamente, em detalhes, nuances tênues, apurando, focando as lapidações, é que sabemos, que, repito,ao final, todos ganharam naquela noite, porque todos ganharemos no Carnaval de 2016. E as amizades continuam fortes, e a escola mais unida do que nunca.