quinta-feira, 3 de abril de 2014

Sistema de Cultura reúne Conselheiros


O coordenador do Sistema Nacional de Cultura em Rondônia Francisco Chicão Santos reuniu os representantes do poder público no Conselho Estadual de Cultura, na manhã de ontem 03, na Sala Pioneiros da Casa da Cultura Ivan Marrocos, para discutir e levar ao governo estadual o Projeto do Desenvolvimento Cultural para os próximos anos. “É preciso que apresentemos ao governo estadual o que queremos para a nossa produção cultural, para que eles possam planejar o desenvolvimento de políticas culturais de estado para os próximos anos”, disse Chicão. 
Uma das grandes preocupações colocadas na reunião foi quanto o que fazer para preservar as peças do Museu da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, que foram afetadas pela enchente do Rio Madeira e estão “jogadas” nos corredores do prédio do relógio.
Segundo Chicão Santos a Coordenação do Sistema Estadual de Cultura está reunindo separadamente com os representantes das Setoriais no Conselho de Cultura. “Hoje a reunião é apenas com os Conselheiros que representam o setor público”. Explicando que já reuniu com os representantes da sociedade civil dentro do CEC e que solicitou que cada um leve a discussão para suas setoriais e tragam as reivindicações, para serem discutidas na plenária da Reunião do Conselho que vai acontecer nos dias 23 e 24 de maio, para que daí, saia o Projeto Cultural do estado de Rondônia para os próximos dez anos. “Esse trabalho é voltado para política de estado e não de governo”, informou Chicão.

Teatro

Como membro da Comissão da Secel que acompanha as obras do Teatro Estadual que conta também com o técnico em administração de teatro Luiz Carlos, Chicão disse que o governo do estado está trabalhando para que a inauguração aconteça no mês de maio. “Posso garantir que o nosso teatro está ficando muito bonito e muito bem aparelhado e que o adiamento da inauguração foi apenas para garantir ao público, maior conforto e segurança”.

Recursos do MinC

Recentemente o Ministério da Cultura anunciou, que Rondônia por ser um dos cinco estados que já implantaram plenamente o Sistema de Cultura, vai receber um aporte financeiro no valor de R$ 6,5 Milhões. Esse recurso será repassado à Secel via convênio e deve ser utilizado na complementação da instalação do Sistema Estadual de Cultura - SEC, ajudando as setoriais na implantação de espaços culturais e formando técnicos para administrá-los.
Parte desse dinheiro será destinado a montagem e circulação de espetáculos pelos municípios, que tenham seu Sistema Municipal de Cultura funcionando em sua plenitude. “Devo lembrar que esse recurso deve ser totalmente aplicado, até o final do ano de 2015”, finalizou Chicão Santos.


Um comentário:

rogerio lucio barros feitosa disse...

O poder pulblico, tem como obrigação o estímulo à cultura, em todas as esferas, municipal , estadual e federal. Um orgumento que poderia ser colocada em discussão, e que ja esta atrasado é das entidades culturais apresentar um projeto, onde venha a atender realmente os anseios da população, ex. Um centro de convenções com estrutura pa anteder o ano todo todos os eventos culturais, carnaval, o boi, a quadrilha o teatro e afins.
chega de desconforto para tudo isso so para justificar uma verba anual, ta na hora de ver adiante...o trabalho de hoje sera vosto np amanhã